Abrir menu principal

Antonio Carlos Ferreira (São Paulo, 10 de março de 1957)[1] é um magistrado brasileiro, atual ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Antonio Carlos Ferreira
Antonio Carlos Ferreira
Ministro do Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Mandato: 13 de junho de 2011
até a atualidade
Nomeação por: Dilma Rousseff
Antecessor(a): Antônio de Pádua Ribeiro
Dados pessoais
Nascimento: 10 de março de 1957 (62 anos)
São Paulo, SP
Alma mater: Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas

CarreiraEditar

Antonio Carlos Ferreira graduou-se em direito pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) em 1981. Iniciou no ano seguinte, após aprovação em concurso público, a carreira de advogado na Caixa Econômica Federal, onde ocupou o cargo de diretor jurídico de 2003 a 2010.[1]

Em 2011, foi nomeado ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) pela presidente Dilma Rousseff, para vaga destinada a membro da advocacia, após indicação em lista sêxtupla pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e em lista tríplice pelos ministros da própria corte.[1]

Em 9 de maio de 2014, foi agraciado com a grã-cruz da Ordem do Ipiranga pelo Governo do Estado de São Paulo.[2]

Atividades acadêmicasEditar

Ferreira cursou mestrado em direito e políticas públicas pelo Centro Universitário de Brasília (CEUB) à época de sua indicação para o STJ, não o tendo concluído.[3]

É membro da Rede de Pesquisa de Direito Civil Contemporâneo e do conselho de orientação editorial da Revista de Direito Civil Contemporâneo (ThomsonReuters-Revista dos Tribunais).[4] Ele tem publicado trabalhos na área do Direito Privado. É autor de artigos sobre revisão judicial dos contratos,[5] adimplemento substancial[6] e elaborou, em coautoria com Patrícia Cândido Ferreira Alves, o estudo introdutório ao livro "A firma, o mercado e o Direito", de Ronald Harry Coase.[7]

Referências

  1. a b c «Ministro Antonio Carlos Ferreira». Superior Tribunal de Justiça. Consultado em 2 de fevereiro de 2015 
  2. «Decreto Nº 60.434». Portal da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Consultado em 12 de março de 2018 
  3. «Mensagem nº 63/2011» (PDF). Senado Federal. 18 de abril de 2011. Consultado em 15 de setembro de 2017 
  4. «Conselho de Orientação Jurisprudencial | Board of Jurisprudence |». www.direitocivilcontemporaneo.com. Consultado em 9 de outubro de 2016 
  5. FERREIRA, Antonio Carlos (out.–dez. 2014). «Revisão judicial de contratos: Diálogo entre a doutrina e a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça». São Paulo: ThomsonReuters-Revista dos Tribunais. Revista de Direito Civil Contemporâneo. 1 
  6. «A interpretação da doutrina do adimplemento substancial (Parte 1)». Consultor Jurídico 
  7. «Tradução da obra de Coase é avanço para a literatura jurídica brasileira». Consultor Jurídico 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.