Apeadeiro de Cabanões

apeadeiro em Águeda, Portugal

O Apeadeiro de Cabanões é uma gare ferroviária do Ramal de Aveiro, que serve o lugar de Cabanões, no Distrito de Aveiro, em Portugal.

Cabanões
Identificação: 42150 CAB (Cabanões)[1]
Denominação: Apeadeiro de Cabanões
Administração: Infraestruturas de Portugal (norte)[2]
Classificação: A (apeadeiro)[1]
Linha(s): Ramal de Aveiro (PK 19+719)
Altitude: 20 m (a.n.m)
Coordenadas: 40°35′13.98″N × 8°29′52.97″W

(=+40.58722;−8.49805)

Mapa

(mais mapas: 40° 35′ 13,98″ N, 8° 29′ 52,97″ O; IGeoE)
Município: border link=ÁguedaÁgueda
Serviços:
Estação anterior Comboios de Portugal Comboios de Portugal Estação seguinte
Travassô
Aveiro
  R   Casal Álvaro
Águeda
Macinhata
Sernada V.

Conexões:
Ligação a autocarros
Ligação a autocarros
🚌︎
Inauguração: [quando?]
Website:
 Nota: Para outra interface ferroviária com nome semelhante, veja Estação Ferroviária de Oliveirinha-Cabanas.
O Comboio Histórico do Vouga circulando em Cabanões, em 2021.

Descrição

editar

Serviços

editar

Em dados de 2022, esta interface é servida por comboios de passageiros da C.P. de tipo regional, com onze circulações diárias em cada sentido, entre Aveiro e Sernada do Vouga (três destas encurtadas a Águeda ou a Macinhata do Vouga); como habitual nos apeadeiros desta linha, trata-se de uma paragem condicional, devendo os passageiros avisar antecipadamente o revisor para desembarques e assinalar da plataforma ao maquinista para embarques.[3]

 
Horário da rede do Vouga em 1913, incluindo Cabanões, que surge com a categoria de paragem

História

editar

Esta interface situa-se no troço entre as Estações de Albergaria-a-Velha e Aveiro da rede ferroviária do Vouga, que foi inaugurado em 8 de Setembro de 1911,[4] tendo sido construído pela Compagnie Française pour la Construction et Exploitation des Chemins de Fer à l'Étranger.[5] Em 1 de Janeiro de 1947, a gestão da rede do Vouga passou a ser realizada pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses.[6]

Cabanões consta já dos horários da Linha do Vouga em 1913;[7] não obstante, em 1985 era ainda um ponto de paragem na linha, com infraestrutura mínima, sem plataformas nem abrigo para os passageiros[8] — que foram mais tarde[quando?] edificados.

Ver também

editar

Referências

  1. a b (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Diretório da Rede 2025. I.P.: 2023.11.29
  3. Horário Comboios : Aveiro ⇄ Sernada ⇄ Espinho (em vigor desde 2018.09.09)
  4. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. p. 528-530. Consultado em 9 de Maio de 2015 
  5. TORRES, Carlos Manitto (16 de Março de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 71 (1686). p. 133-140. Consultado em 9 de Maio de 2015 
  6. AGUILAR, Busquets de (1 de Junho de 1949). «A Evolução História dos Transportes Terrestres em Portugal» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 62 (1475). p. 383-393. Consultado em 9 de Maio de 2015 
  7. G. Audigier: “Valle do VougaGuia Official dos Caminhos de Ferro de Portugal 168 (1913.10). Pessoa & C.ª / Typ. Horas Romanticas: Lisboa: p.96 (em vigor desde 5 de setembro de 1913)
  8. (anónimo): Mapa 20 : Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1985), CP: Departamento de Transportes: Serviço de Estudos: Sala de Desenho / Fergráfica — Artes Gráficas L.da: Lisboa, 1985

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.