Aproximante lateral palatal

A aproximante lateral palatal é um tipo de som consonantal usado em algumas línguas faladas. O símbolo no Alfabeto Fonético Internacional que representa esse som é ⟨ʎ⟩, uma letra minúscula girada ⟨y⟩ (não deve ser confundida com lambda minúsculo, ⟨λ⟩), e o símbolo X-SAMPA equivalente é L.

Aproximante lateral palatal
ʎ
IPA 157
Codificação
Entidade (decimal) ʎ
Unicode (hex) U+028E
X-SAMPA L
Kirshenbaum l^
Som

Muitas línguas que antes se pensava ter um aproximante lateral palatal, na verdade, têm um aproximante lateral que é, amplamente, alvéolo-palatal; ou seja, é articulada em um local entre a crista alveolar e o palato duro (excluído), e pode ser descrita de várias maneiras como alvéolo-palatal, lamino-pós-alveolar[1] ou pós-alvéolo-pré-palatino.[2] Nenhum dos 13 idiomas investigados por Recasens (2013),[3] muitos deles romances, tem na opinião dele, uma palatal 'verdadeira'.[4]

Algumas línguas, como o português e o catalão, têm uma aproximação lateral que varia entre alveolar e alvéolo-palatal.[5]

Não há nenhum símbolo dedicado no Alfabeto Fonético Internacional que represente a aproximante lateral alvéolo-palatal. Se a precisão for desejada, ela pode ser transcrita ⟨l̠ʲ⟩ ou ⟨ʎ̟⟩; eles são essencialmente equivalentes porque o contato inclui a lâmina e o corpo (mas não a ponta) da língua. Há também uma letra ⟨ȴ⟩ não AFI ("l", mais a curva encontrada nos símbolos das fricativas sibilantes alvéolo-palatais ⟨ɕ, ʑ⟩), usada especialmente em círculos Sinológicos.

l̠ʲ
ʎ̟
ȴ

A aproximante lateral palatal sonora contrasta fonemicamente com sua contraparte muda /ʎ̥/ na língua Xumi falada na China.[6]

CaracterísticasEditar

  • Sua forma de articulação é aproximada, o que significa que é produzida pelo estreitamento do trato vocal no local da articulação, mas não o suficiente para produzir uma corrente de ar turbulenta.
  • Seu local de articulação é palatino, o que significa que é articulado com a parte média ou posterior da língua elevada ao palato duro.
  • Sua fonação é sonora, o que significa que as cordas vocais vibram durante a articulação.
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.
  • É uma consoante lateral, o que significa que é produzida direcionando o fluxo de ar para os lados da língua, em vez de para o meio.
  • O mecanismo da corrente de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.

OcorrênciaEditar

Língua Palavra AFI Significado Notas
Aragonês agulla [a̠ˈɣuʎa̠] Agulha
Arromeno ljepuri [ˈʎe̞puri] Coelho
Asturo-Leonês Asturiano llingua [ˈʎĩŋɡwa̝] Língua Onde /ʎ/ é ausente por causa de um ''mergidor'' como yeísmo, ele é mudado para outro som dependendo do dialeto e escrito ⟨ḷḷ⟩.
Leonês
Mirandês lhéngua [ˈʎɛ̃ɡwɐ]
Aimará llaki [ʎaki] Triste
Basco bonbilla [bo̞mbiʎa̠] Lampada
Bretão familh [fa̠miʎ] Família
Búlgaro любов [l̠ʲubof] Amor Alveolo-palatal.
Catalão Padrão ull [ˈuʎ̟] Olho Alveolo-palatal.[7]
Faixa de Aragão clau [ˈkʎ̟a̠w] Chave Alofone de /l/ em grupos de consoantes.
Inglês Condado de Donegal[8] million [ˈmɪʎən] Milhão Alofone da sequence /lj/.[8]
Americano geral[9] Um frequente alofone da sequência /lj/; às vezes realizado como [jj].[9]
Enindhilyagwa angalya [aŋal̠ʲa] Lugar Laminal pós-alveolar
Feroês[10] telgja [ˈtʰɛʎt͡ʃa] Esculpir Alofone de /l/ antes de consoantes palatais.[10] Às vezes surdos [ʎ̥].[10]
Franco-Provençal balyi [baʎi] Dar
Francês Alguns dialetos[11] papillon [papiʎɒ̃] Borboleta Corresponde a /j/ em francês moderno.
Galego Padrão illado [iˈʎa̠ðo̝] Insulado Muitos galegos são atualmente yeístas por causa da influência do Espanhol.
Grego ήλιος  ? [ˈiʎos] Sol Pós-alveolar.[12]
Húngaro Dialetos do norte[13] lyuk [ʎuk] Buraco Alveolo-palatal.[14] Húngaro moderno padrão foi submetido a um processo igual yeísmo do espanhol transformando /ʎ/ em /j/.
Irlandês duille [ˈd̪ˠɪl̠ʲə] Folha Alveolo-palatal. Alguns dialetos contrastam com alveolar palatalizado /lʲ/.
Italiano[7] figlio  ? [ˈfiʎːo] Filho Alveolo-palatal.[7] Realizado como fricativo em alguns dialetos.[15]
Ivilyuat Iviuɂat [ʔivɪʎʊʔat] Os falantes de Ivilyuat
Mapudungun aylla [ˈɐjʎɜ] Nove
Norueguês Dialetos do norte e do centro[16] alle [ɑʎːe] Tudo
Occitano Padrão miralhar [miɾa̠ˈʎa̠] Refletir
Paiwan Padrão veljevelj [vəʎəvəɬ] Banana
Português Padrão ralho [ˈʁaʎu] Ralho Alveolo-palatal no português europeu.[17] Pode ser no lugar [lʲ], [l] (nordeste) ou [j] (caipira), especialmente antes de vogais não-arredondada.[18][19]
Muitos dialetos[20] sandália [sɐ̃ˈda̠l̠ʲɐ] Sandália Possível realização de pós-estressado /li/ com uma vogal.
Quíchua[21] qallu [qaʎʊ] Língua
Romeno Dialetos da Transilvânia[22] lingură [ˈʎunɡurə] Colher Corresponde a [l] em romeno padrão.
Gaélico-escocês[23] till [tʲʰiːʎ] Retornar Alveolo-palatal.
Servo-Croata[24] љуљaшка / ljuljaška [ʎ̟ǔʎ̟äːʂkä] Balanço Palato-alveolar.[24]
Sissano piyl [piʎ] Peixe
Eslovaco ľúbiť  ? [ˈʎu̞ːbi̞c̟] Amar Se transforma em /l/ em dialetos do ocidente.
Espanhol[25] Andino caballo [ka̠ˈβa̠ʎö] Cavalo Encontrado em falantes tradicionais na ibéria. Também encontrado em países andino e no Paraguai. Para a maioria dos falantes, esse som é juntado com /ʝ/, um fenômeno yeísmo.
Castelhano[26]
Chavacano
Áreas centrais de Estremadura
Manchego oriental e do sudoeste
Murciano
Paraguaio[27]
Espanhol filipino
Pouquíssimas áreas na Andalúcia
Xumi Inferior[28] [Rʎ̟o] Cervo almiscarado Alveolo-palatal; contrasta com a versão surda /ʎ̥/.[28][29]
Superior[29] [Hʎ̟ɛ] Correto

ReferênciasEditar

  1. Recasens. [S.l.: s.n.] 2013. p. 2 
  2. Recasens et al. [S.l.: s.n.] 1993. p. 222 
  3. Recasens. [S.l.: s.n.] 2013 
  4. Recasens. [S.l.: s.n.] 2013. p. 11 
  5. Recasens. [S.l.: s.n.] 2013. pp. 10–13 
  6. Chirkova & Chen. [S.l.: s.n.] 2013. pp. 365, 367–368 
  7. a b c Recasens et al. (1993), p. 222.
  8. a b Stenson (1991), cited in Hickey (2004):71
  9. a b Wells (1982), p. 490.
  10. a b c Árnason (2011), p. 115.
  11. Grevisse & Goosse (2011), §33, b, Fagyal, Kibbee & Jenkins (2006):47
  12. Arvaniti (2007), p. 20.
  13. Benkő (1972), p. ?.
  14. Recasens (2013), p. 10.
  15. Ashby (2011):64: "(…) in a large number of Italian accents, there is considerable friction involved in the pronunciation of [ʎ], creating a voiced palatal lateral fricative (for which there is no established IPA symbol)."
  16. Skjekkeland (1997), pp. 105–107.
  17. Teixeira et al. (2012), p. 321.
  18. Stein (2011), p. 223.
  19. Aragão (2009), p. 168.
  20. «Considerações sobre o status das palato-alveolares em português». Consultado em 6 de abril de 2014. Cópia arquivada em 7 de abril de 2014 
  21. Ladefoged (2005), p. 149.
  22. Pop (1938), p. 30.
  23. Oftedal (1956), p. ?.
  24. a b Jazić (1977):?, cited in Ladefoged & Maddieson (1996):188
  25. [1] Arquivado 2015-11-20 no Wayback Machine ALPI
  26. Martínez-Celdrán, Fernández-Planas & Carrera-Sabaté (2003), p. 255.
  27. Lipski (1996) and Alvar (1996). [dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/5120313.pdf Yeísmo en el español de América]
  28. a b Chirkova & Chen (2013), pp. 365, 367–368.
  29. a b Chirkova, Chen & Kocjančič Antolík (2013), pp. 382–383.