Abrir menu principal
Arádio Rufino
Nacionalidade
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Império Romano
Ocupação Oficial

[Quinto] Arádio Rufino (em latim: Aradius Rufinus) foi oficial romano do século III, ativo no reinado dos imperadores Diocleciano (r. 284–305), Maximiano, Constâncio Cloro (r. 293–306), Galério (r. 293–311), Maximino Daia (r. 305–313), Constantino (r. 306–337), Magêncio (r. 306–312) e Licínio (r. 308–324).

Índice

VidaEditar

Arádio era possivelmente idêntico a ou descendente de Quinto Arádio Rufino, que fez dedicações votivas a Sol Invicto e Luna em Tuburnica na África Proconsular. Possivelmente descendia de Lúcio Arádio Róscio Rufino Saturnino Tiberiano e Quinto Arádio Rufino e talvez era pai de Lúcio Arádio Valério Próculo e Quinto Arádio Rufino Valério Próculo e irmão ou cunhado de Próculo. Entre 4 de janeiro de 304 e 12 de fevereiro de 305, foi prefeito urbano de Roma. Em setembro de 311, foi nomeado cônsul de Magêncio com Caio Ceiônio Rúfio Volusiano. Entre fevereiro e 27 de outubro de 312, novamente foi prefeito urbano, agora sob Magêncio. Sai da posição por alguns dias e é novamente empossado em 29 de novembro, permanecendo em ofício até 8 de dezembro de 313. Foi assunto de um epigrama laudatório de Aviânio Símaco no qual se menciona seu serviço sob bons imperadores e tiranos.[1]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Martindale 1971, p. 775.

BibliografiaEditar

  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). «Aradius Rufinus 10». The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press