Abrir menu principal
Aramis Trindade
Aramis Trindade na série Sítio do Picapau Amarelo em 2005.
Nome completo Aramis Marques da Trindade Sobrinho
Nascimento 5 de março de 1965 (54 anos)
Recife, PE
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Ator, produtor, diretor e humorista
Atividade 1977-presente
Cônjuge Alessandra Alves (2003 - )
Outros prêmios
Candango Melhor Ator Coadjuvante no filme "Baile Perfumado"

Quepe do Comodoro

Aramis Marques de Trindade Sobrinho (Recife, 5 de março de 1965) é um ator, produtor, diretor e humorista brasileiro.

BiografiaEditar

Ator pernambucano, nascido em Recife, começou a carreira aos treze anos em Fazenda Nova, agreste pernambucano, onde atuava em um circo local. Mais tarde, começou a fazer teatro, tendo trabalhado em importantes montagens de Ariano Suassuna, Dias Gomes e Molière, entre muitas outras.

No final da década de noventa e começo dos anos 2000, passou a acumular participações a aparições em diversas novelas da Rede Globo, incluindo o Sítio do Picapau Amarelo, onde interpretou o Visconde de Sabugosa em 2005 e 2006 substituindo Cândido Damm, e depois ainda no Sítio viveu o barbeiro Líbério em 2007.

No cinema, já atuou em mais de 60 filmes. Seus papéis de maior destaque foram o icônico Cabo 70 em O Auto da Compadecida e o o Tenente Lindalvo Rosas em Baile Perfumado, clássico do cinema pernambucano,pelo qual foi agraciado no Festival de Brasília com o Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante.

Também já produziu curtas metragens como o caso de That´s a Lero Lero. Este curta conta a história da visita do cineasta Orson Welles - interpretado por Bruno Garcia - ao Recife onde foi recebido pelo jornalista Caio de Souza Leão, interpretado pelo Aramis.

Atualmente está na novela Deus Salve o Rei, onde interpreta o boticário Olegário.

Tem quatro filhos: Marina 13 anos, Roberta 16 anos , Klaus 20 anos e Vinicius 22 anos.

FilmografiaEditar

CinemaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem
1990 Programa Gréia Geral Vários
1998 Mulher - Ep. O Acidente Valter
1999 O Auto da Compadecida Cabo Setenta
2000 Brava Gente Janjão
2002 Sexo Frágil Roberto Carlos
2003 Linha Direta Benedito Caetano
Sítio do Picapau Amarelo Mizoio
Carga Pesada Teco
2004 Da Cor do Pecado Matuto
A Grande Família Marreta (Episódio: O Rei Leão)
A Diarista Jodair
Sítio do Picapau Amarelo Godofredo
2005 Hoje é Dia de Maria 3º Cangaceiro
Sítio do Picapau Amarelo Visconde de Sabugosa (2005/2006)
2006 Carga Pesada Condena
Os Sete Pecados Capitais Gula
2007 Sítio do Picapau Amarelo Libério
Toma Lá, Dá Cá Pereirinha
2008 A Favorita Clemente
2009 Força-Tarefa Pilatos
Paraíso Zé das Mortes
Domingo é Dia de... Erenice
Cama de Gato Dr. Emanoel
2010 Malhação ID Nelson
Separação?! Presidiário
As Cariocas Jeová
Zorra Total Vendedor de Lingerie
2010 SOS Emergencia Psicopata
2011 Amorais Juan
Divã Beto
Cordel Encantado Raimundo
Macho Man Paparazzi
2011 Histórias do Brasil Fernandes
2012 Zorra Total Empé
Cheias de Charme Valmir Madureira
2013 Gonzaga: de Pai pra Filho Dono da Birosca (Seu Exú)
2013 Zorra Total Anacleto
2014 Zorra Total Zé do povo
2014 Trair e Coçar é só começar Diocleciano
2015 Amorteamo Manoel
Mister Brau Fiscal Silvano
2015 Magnífica 70 Juiz Militar
2016 Liberdade, Liberdade Euládio (ferreiro de Vila Rica)
2017 Rock Story Chumbrega (participação)
Pega Pega Rômulo (participação)
Filhos da Pátria Delorges
2017 Cidade Maravilhosa - a série Porteiro
2017 A Vila Ladrão Chefe
2018 Deus Salve o Rei Olegário

|2019 || Hebe || Renato Corte Real |}

TeatroEditar

  • Diversas montagens de Ariano Suassuna, Dias Gomes e Molière, além de comédias.
  • 1982/1983/1988 - "Aurora de minha vida" - direção: José Pimentel.
  • 1982 - Trilogia de Plínio Pacheco: "PAIXÃO DE CRISTO"/"FREI CANECA"/"AUTO DE NATAL".
  • 1984 - "Amor em campo minado" - direção: Aderbal Jr.
  • 1984 - "Foi bom, meu bem" - direção: José Pimentel.
  • 1985 "Viva a rainha do rádio" - direção: Alfredo Neto.
  • 1987 - "É uma brasa, mora" - direção: Alfredo Neto.
  • 1987/1988 - "O burguês fidalgo" - direção: Antônio Cadengue.
  • 1988 - "Feliz ano Velho" - direção: Carlos Bartlomeu.
  • 1988/1989 - "É..." - direção: Milton Bacarelli.
  • 1990 - "A ver estrelas" - direção: João Falcão.
  • 1994/1995 - "Mamãe não pode saber" - direção: João Falcão.
  • 1996 - "Bráulio Tavares, 12 peças" - - direção: Romero Andrade Lima.
  • 1996/1997 - Trilogia de Ariano Suassuna - "O auto do rico avarento", "A pedra do reino", "A história do Amor de Romeu e Julieta" - direção: Romero Andrade Lima.
  • 1997/1998 - "Mangaba com Catuaba" - direção: Antônio Guingo.
  • 2000 - "É uma brasa, mora" - direção: Alfredo Neto.
  • 2000 a 2002 - "Lisbela e o prisioneiro" - direção: Guel Arraes.
  • 2003 - "A ver estrelas" - direção: João Falcão.
  • 2002/2004 - "Homem Objeto", direção João Falcão. Estrelou junto com Lúcio Mauro Filho e Bruno Garcia.
  • 2007 - "Um boêmio no céu" de Catulo da Paixão Cearense, direção Amir Haddad.
  • 2012/2019 - "Romeu e Julieta, cordel de Ariano Suassuna", direção Aramis Trindade - Circuito Escolar e Alternativo.
  • 2014 - "A Paixão de Cristo" Mesquita - RJ, direção de Gustavo Bechara. Personagem: Caifás.
  • 2016/atualmente - "Romeu e Julieta, cordel de Ariano Suassuna", direção Aramis Trindade.
  • 2016 - "A Paixão de Cristo", São José do Rio Preto - SP, direção de Gustavo Bechara. Personagem: Caifás.
  • 2017 - "Não vamos pagar", direção de Inez Viana.

Prêmios e IndicaçõesEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.