Abrir menu principal

A Arcada ou “Largo da Arcada”, localiza-se na Praça da República de Braga, na freguesia de São José de São Lázaro, no centro histórico da cidade de Braga, no distrito de mesmo nome, em Portugal.

HistóriaEditar

Na grande maioria das cidades portuguesas a zona mais nobre ou central da cidade localiza-se na “baixa”. Não é o caso de Braga. Em Braga, é na Arcada que todas as manhãs, os habitantes mais velhos e experientes, se reúnem para conviver e comentar as notícias da atualidade. 

 
Arcada, Braga

Tem origem na idade média e é um projeto do Arcebispo D. Diogo de Sousa, responsável também pela obra da cabeceira da Sé de Braga.

Durante o séc. XVI, neste largo eram comercializados os bens que abasteciam a cidade e, por essa razão, a arcada propriamente dita, servia de alpendre para acolher animais e mercadorias.

A Arcada de hoje não é a original, contudo foi construída no mesmo local e em substituição da anterior. Data de 1715 e foi erguida por iniciativa do Arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles. É constituída por oito arcos em cada uma das laterais e três na parte central, num total de 19 arcos.

A praça da arcadaEditar

 
Um comboio urbano a vapor passando na praça da Arcada no fim du séc. XIX ou ao início do século XX.

Ao longo dos anos, a praça onde se instala a Arcada viu o seu nome variar inúmeras vezes. Chamou-se Largo da Lapa de 1761 até 1904 (desconhece-se o nome anterior), Largo Hintze Ribeiro de 1904 até 1910, e daí em diante Praça da República. E apesar de ser o nome que mantém até hoje, o local é incontornavelmente mais conhecido como Arcada.

 
A praça da Arcada em 1914.

Frente à arcada passava uma linha de carris que teve uma linha com um vapor, mais tarde electrificado. Presente na praça estava um chafariz antigo, hoje devolvido ao Mosteiro de Tibães e substituído por um modelo moderno. Debaixo da arcada estão localizados vários estabelecimentos, entre os quais o Café Vianna.