Abrir menu principal

Ariabignes (conforme Heródoto) ou Ariamenes (conforme Plutarco) foi um meio-irmão de Xerxes I, sendo o filho mais velho de Dario I.[1] Ariabignes era filho da filha de Gobrias.[2]

Quando Dario morreu, alguns acharam que o sucessor deveria ser Ariamenes, por ser o mais velho, mas outros preferiam Xerxes, porque ele era filho de Atossa, filha de Ciro II, e havia nascido depois que Dario se tornou rei dos reis.[1] Ariamenes estava na Média, e chegou bem calmo, como se viesse a uma corte de justiça, encontrando Xerxes exercendo as funções de rei.[1] Xerxes o cobriu de honras, mas Ariamenes disse que o reino era dele, por direito. Quem decidiu foi Artabano, irmão de Dario, e ele escolheu Xerxes; neste momento Ariamenes jurou obediência a Xerxes, tomou-o pela mão e colocou-o no trono; Xerxes passou a honrar Ariamenes.[1]

Ele foi um dos comandantes da frota persa durante o ataque de Xerxes, nas Guerras Médicas; os outros comandantes eram Prexaspes, filho de Aspathines, Megabazos, filho de Megabates e Aquemenes, irmão por parte de pai e de mãe de Xerxes.[2]

Ariamenes morreu na Batalha de Salamina.[1] Ele era almirante da frota persa, e seu barco foi abalroado pelo barco de Ameinias o Deceleiano e Socles o Paeaniano; Ariamenes tentou abordar a trirreme grega, mas foi morto pelas lanças.[3] Seu corpo foi reconhecido por Artemísia I de Cária.[3]

Referências

  1. a b c d e Plutarco, Moralia, Sobre o amor entre irmãos, 18
  2. a b Heródoto, Histórias, Livro VII, Polímnia, 97 [pt] [el] [el/en] [ael/fr] [en] [en] [en] [es]
  3. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Temístocles, 14.3