Abrir menu principal
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde dezembro de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Aripiprazol
Alerta sobre risco à saúde
Aripiprazole.svg
Nome IUPAC 7-[4-[4-(2,3-diclorofenil) piperazin-1-il] butoxi]- 3,4-diidro- 1H-quinolin- 2-ona
Identificadores
Número CAS 129722-12-9
PubChem 60795
DrugBank APRD00638
ChemSpider 54790
Código ATC N05AX12
SMILES
InChI
1/C23H27Cl2N3O2/c24-19-4-3-5-21(23(19)25)28-13-11-27(12-14-28)10-1-2-15-30-18-8-6-17-7-9-22(29)26-20(17)16-18/h3-6,8,16H,1-2,7,9-15H2,(H,26,29)
Farmacologia
Biodisponibilidade 87%
Via(s) de administração oral (via tablets, orodispersable tablets, and oral solution)
intramuscular
Metabolismo fígado
Meia-vida biológica 75h (metabólito ativo : 94h)
Ligação plasmática >99%
Excreção fezes e urina
Classificação legal



Prescription only

Riscos na gravidez
e lactação
C (USA)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O aripiprazol (Abilify), é um medicamento antipsicótico[1] Não se conhece o seu mecanismo de acção exacto, mas sabe-se que se liga a vários receptores diferentes à superfície das células nervosas do cérebro e que produz estimulação sobre os receptores dopaminérgicos (D2 e D3), e sobre os receptores serotoninérgicos (5HT1A). Isto interrompe o sinal transmitido entre as células do cérebro pelos neurotransmissores(substâncias químicas que permitem que as células nervosas comuniquem entre si). Pensa-se que o aripiprazol actue principalmente como "agonista parcial" dos receptores para os neurotransmissores dopamina e 5-hidroxitriptamina (também denominada serotonina). Isto significa que o aripiprazol actua como a dopamina e a 5-hidroxitriptamina activando estes receptores, mas de forma menos intensa do que os neurotransmissores. Uma vez que se acredita que a dopamina e a 5-hidroxitriptamina estão envolvidas na esquizofrenia e na perturbação bipolar, o aripiprazol pode ajudar a normalizar a actividade cerebral, podendo reduzir os sintomas psicóticos ou maníacos e podendo evitar o seu reaparecimento.

Índice

Usos médicosEditar

Aripiprazol é utilizado principalmente para o tratamento da esquizofrenia ou distúrbio bipolar.

Depressao maiorEditar

O aripiprazol é um eficaz adicionamento no tratamento para transtorno depressivo maior; No entanto, há uma maior taxa de efeitos secundários, tais como ganho de peso e distúrbios do movimento . O benefício geral é pequena a moderada . O aripiprazol pode interagir com alguns antidepressivos, especialmente SSRIs . Há interacções com a fluoxetina e paroxetina e interacções com menores sertralina , escitalopram , citalopram e fluvoxamina , que inibem CYP2D6 , para o qual é um substrato de aripiprazol. Inibidores da CYP2D6 aumentar as concentrações de aripiprazol a 2-3 vezes o nível normal.

AutismoEditar

Dados de curto prazo (8 semanas) mostra reduzida irritabilidade, hiperatividade e estereotipia. Os efeitos adversos incluíram ganho de peso, sonolência, salivação excessiva e tremores. Os resultados a longo prazo não são claros.

Transtorno obsessivo compulsivoEditar

Uma revisão sistemática de 2014 concluiu que adicionar terapia com baixa dose de aripiprazol é um tratamento eficaz para transtorno obsessivo-compulsivo que não melhoram com SSRIs sozinho. A conclusão foi baseada nos resultados de dois ensaios, relativamente pequenas de curta duração, cada um dos quais demonstrou melhorias nos sintomas.

Efeitos colateraisEditar

Nos adultos, os efeitos secundários com maior do que 10% de incidência incluem ganho de peso, dor de cabeça, agitação ou ansiedade, insónia, e os efeitos gastro-intestinais, como náuseas e prisão de ventre, e tontura.

Os efeitos colaterais em crianças são semelhantes, e incluem sonolência, aumento de apetite e nariz entupido.

Movimento descontrolado, como agitação, tremores e rigidez muscular têm sido relatados em crianças e adultos, mas eles são raros.

Referências

  1. «Aripiprazole, ARIPiprazole Lauroxil Monograph for Professionals». Drugs.com (em inglês). American Society of Health-System Pharmacists. Consultado em 26 February 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)