Abrir menu principal

Arithmetica Universalis

livro de Isaac Newton
Arithmetica Universalis
Capa da primeira edição
Autor(es) Isaac Newton
Idioma latim
País Inglaterra
Género Matemática
Editora William Whiston
Lançamento 1707

Arithmetica Universalis (Aritmética Universal) é um manual em latim de matemática do cientista inglês Isaac Newton publicado inicialmente em 1707 por William Whiston que foi o sucessor de Newton como Professor lucasiano de matemática da Universidade de Cambridge. A Arithmetica foi baseada em notas de aulas de Newton que Newton havia depositado na Biblioteca da Universidade.[1]

A Arithmetica foi traduzida para o inglês por Joseph Raphson, que a publicou em 1720 como Universal Arithmetick. John Machin publicou uma segunda edição em latim em 1722.[1]

Nenhuma destas edições atribui a autoria a Newton. Newton não concordava com a publicação da Arithmetica e por isso recusou que o seu nome aparecesse como autor. E quando foi publicada a edição de Whiston, Newton ficou tão desagradado que considerou comprar todas as cópias para poder destruí-las.[1]

Edição em inglês de 1720 com tradução de Raphson

Na Arithmetica, Newton aborda os fundamentos da álgebra: notação, adição, subtracção, multiplicação, divisão, extração de raízes, redução de frações, redução de questões geométricas a equações e resolução de equações. Além disso, Newton estendeu a Regra dos sinais de Descartes a raízes imaginárias. Ele também formulou, sem a demonstrar, uma regra para determinar o número de raízes imaginárias de qualquer equação. A dimensão da sua originalidade é mostrada pelo fato de que levou mais de 150 anos até que esta regra fosse demonstrada por James Joseph Sylvester em 1865.[2]

Edições on-lineEditar

Referências

  1. a b c A Arithmetica Universalis da Grace K. Babson Collection, incluindo links para PDFs de versões em inglês e latim da Arithmetica, [1] Arquivado em 22 de janeiro de 2018, no Wayback Machine.
  2. Centre College Library information on Newton's works