Abrir menu principal

Adrianus Johannes "Arjan" De Zeeuw (Castricum, 16 de abril de 1970) é um ex-futebolista neerlandês que atuava como zagueiro.

De Zeeuw
Informações pessoais
Nome completo Adrianus Johannes De Zeeuw
Data de nasc. 16 de abril de 1970 (49 anos)
Local de nasc. Castricum,  Países Baixos
Altura 1,86 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
Países Baixos Vitesse'22
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1992-1995
1995–1999
1999–2002
2002–2005
2005–2007
2007–2008
2008–2009
Países Baixos Telstar
Inglaterra Barnsley
Inglaterra Wigan
Inglaterra Portsmouth
Inglaterra Wigan
Inglaterra Coventry City
Países Baixos ADO '20
102 (5)
138 (7)
126 (6)
106 (5)
52 (0)
17 (0)
12 (0)

Sua melhor fase na carreira foi na Inglaterra, principalmente defendendo Barnsley, Wigan e Portsmouth.

CarreiraEditar

Nascido em Castricum, De Zeeuw foi revelado no Vitesse'22, time amador de seu país natal, conciliando o futebol com os estudos de medicina.[1] Profissionalizou-se, no entanto, apenas em 1992. Seu primeiro clube como atleta profissional foi o Telstar, onde fez 102 jogos e marcou cinco gols até 1995, quando assinou com o Barnsley, onde iniciaria uma carreira de 13 anos no futebol inglês.

Contratado por 250 mil libras pelos "Tykes", De Zeeuw tornou-se uma das peças-chave na promoção do Barnsley à Premier League 1996-97. Mesmo com o rebaixamento na temporada seguinte, o zagueiro chegou a recusar uma renovação de seu contrato com o clube, mas, persuadido pelo novo técnico John Hendrie, renovou o vínculo por mais um ano. Ao final do contrato, em 1999, foi contratado a custo zero pelo Wigan. Pelo Barnsley, foram 138 partidas e sete gols marcados.

Nos "Latics", De Zeeuw mostrou-se importante para o elenco, sendo eleito o Jogador do Ano pela torcida do clube em 2001 e 2002, ano em que deixou o Wigan para defender o Portsmouth, onde chegou da mesma forma que veio ao Wigan: a custo zero. Foi no "Pompey" que ele conquistou seu único título na carreira: a Segunda Divisão de 2002-03. Já veterano, assumiu a responsabilidade de livrar o clube do rebaixamento ao herdar a braçadeira de capitão deixada pelo atacante Teddy Sheringham, recém-contratado pelo West Ham. Magoado com o técnico francês Alain Perrin, que o sacou do time titular, saiu do Portsmouth em 2005, com 106 jogos disputados e cinco gols marcados, para voltar a defender o Wigan. Em seu período na equipe da Costa Sul inglesa, recebeu uma cusparada de El Hadji Diouf, do Bolton, em novembro de 2004.[2] A resposta do zagueiro foi com um gol, que deu a vitória ao Portsmouth.

Com um elenco limitado, o Wigan surpreendeu ao ficar com o vice-campeonato da Copa da Liga Inglesa em 2006, após derrota por 4 a 0 frente ao Manchester United. As atuações de De Zeeuw nos Latics renderam elogios até mesmo do então primeiro-ministro britânico, Tony Blair.[3] Sua saída do clube deu-se em 2007, totalizando 178 partidas nas duas passagens que teve pela agremiação. Em junho de 2007, foi contratado pelo Coventry City,[4] onde jogou até 2008. Atrapalhado por lesões, o zagueiro foi preterido pelo técnico Chris Coleman, que o colocou na lista de dispensas ao final da temporada.

Voltaria à Holanda no mesmo ano, para defender o ADO '20, onde encerraria sua carreira no ano seguinte, aos 39 anos. Após sua aposentadoria, tornou-se investigador de polícia em Alkmaar.[5]

LinksEditar

Referências

  1. «Vitesse'22 en ex-profs bezorgen jeugd onvergetelijke dag». 28 de setembro de 2010 
  2. Gaunt, Ken. «Diouf apologises for spitting incident as Bolton impose fine». The Independent. Consultado em 2 de fevereiro de 2007 
  3. Charles, Chris. «Blair on the Ball». BBC Sport. Consultado em 25 de maio de 2007 
  4. «Coventry sign De Zeeuw and Cairo». BBC Sport. 30 de junho de 2007. Consultado em 30 de junho de 2007 
  5. «Best & Worst: Arjan de Zeeuw». The Times. 31 de janeiro de 2010 


   Este artigo sobre futebolistas neerlandeses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.