Abrir menu principal
Arkhip Lyulka
Nascimento 10 de março de 1908
Morte 1 de junho de 1984 (76 anos)
Moscou
Sepultamento Cemitério Novodevichy
Cidadania União Soviética
Ocupação engenheiro, engenheiro estrutural
Prêmios Prêmio Stalin, Ordem de Lenin, Herói do Trabalho Socialista, Ordem da Revolução de Outubro, Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho, Medalha de "Mérito de Trabalho da Grande Guerra Patriótica 1941-1945", Prêmio Lenin
Empregador Instituto de Aviação de Moscou

Arkhip Mikhailovich Lyul'ka (em russo: Архи́п Миха́йлович Лю́лька, em ucraniano: Архип Михайлович Люлька; Savarka, Governorato de Kiev, Império Russo, 23 de março de 1908Moscou, 1 de junho de 1984) foi um engenheiro soviético projetista de motores a jato, diretor da UEC Saturn e membro da Academia de Ciências da Rússia.

BiografiaEditar

Arkhip Lyulka nasceu em 23 de março de 1908 na vila de Savarka no Governorato de Kiev do Império Russo. Frequentou a escola da vila de Savarka e graduou-se no Instituto Politécnico de Kiev Igor Sikorski em 1931 (Mikhail Kravchuk foi seu professor). Trabalhou então durante dois anos na Fábrica de Turbogeradores de Carcóvia.

Lyulka foi um projetista e construtor de motores aeronáuticos da União Soviética de 1938 a 1990, quando os elementos de fabricação e projeto foram integrados como UEC Saturn em sede em Rybinsk. O escritório de projetos de Lyulka teve suas raízes no Instituto de Aviação de Carcóvia, onde Lyulka estava trabalhando com uma equipe projetando a instalação do ATsN (Agregat Tsentralnovo Nadduva - superalimentador centralizado) no bombardeiro Petlyakov Pe-8. Lyulka foi responsável por projetar os primeiros motores soviéticos de turbina a gás, preferindo evitar a cópia de equipamentos alemães capturados, conseguiu produzir motores caseiros.

Em 1939-1941 Lyulka elaborou o projeto para o primeiro motor turbofan do mundo, e adquiriu uma patente para esta nova invenção em 22 de abril de 1941. Embora vários protótipos tenham sido construídos e testados, Lyulka foi forçado a abandonar suas pesquisas e evacuar para os montes Urais quando começou a invasão nazista da União Soviética na Segunda Guerra Mundial.

Em 1941-42 Lyulka trabalhou em uma fábrica de tanques em Cheliabinsk como engenheiro de motores diesel. No entanto, após o desastre do projeto do avião a jato soviético de 1942, Josef Stalin convocou Arkhip Lyulka, entre outros cientistas que trabalhavam em motores a jato, para retomar seu trabalho em Moscou.

A partir de 1945 o projeto do motor a jato soviético foi dividido em duas partes: o OKB MiG baseou seu desenvolvimento na tecnologia nativa combinada com aeronaves alemãs de troféu e a tecnologia ocidental. Lyulka, no entanto, recusou qualquer influência estrangeira e continuou suas próprias pesquisas. Em 1945-47 projetou o primeiro motor a jato soviético, o TR-1, que passou todo o ciclo de testes com sucesso. Pavel Sukhoi (chefe da OKB Sukhoy) imediatamente propôs instalar o novo motor em seus jatos Su-11, iniciando um longo trabalho colaborativo com Lyulka. Mais tarde, ele projetou os motores turboalimentadores AL-5, AL-7 e AL-21, que foram instalados nos aviões Su-7, Su-17, Su-20, Su-24, MiG-23 e outros aviões militares soviéticos. Lyulka também projetou os motores do estágio superior para o foguete lunar soviético N1.

Na década de 1970 Pavel Sukhoi pediu para Arkhip Lyulka projetar um novo motor com características pouco ortodoxas para instalação no Su-27 projetado. O desafio foi enfrentado e, embora Pavel Sukhoi tenha morrido em 1974, seu trabalho foi continuado por seus sucessores e colegas, incluindo Lyulka. A principal dificuldade em projetar esta aeronave parecia estar nos motores, que tinham que ser constantemente reprojetados e atualizados. Como resultado do trabalho intensivo de Arkhip Lyulka e sua equipe, o trabalho no novo motor, AL-31F, foi finalmente realizado no início da década de 1980.

ConquistasEditar

No geral, as conquistas de Arkhip Lyulka se tornaram decisivas para a Rússia e seus aliados. Até hoje, a patente dos motores turbofan de jato duplo amplamente utilizados em todos os setores da aviação mundial pertence a ele. O Al-31, por si só, tornou-se o padrão de vários desenvolvimentos internacionais em setores civis e militares, atualmente empreendidos pela UEC Saturn, herdeira do OKB de Lyulka.

MotoresEditar

Resumo dos motores construídos/projetados por Lyulka
Nome do modelo Data Tipo Impulso (kg) / Potência (eshp) Equipado para
RTD-1/VDR-2 1938 Compressor centrífugo de dois estágios Turbojet 500 kg estimado Apenas cama de teste
S-18/VDR-3 1945 Compressor axial de fluxo Turbojet 1.250 kg Projeto Gu-VRD
TR-1 1946 Compressor de fluxo axial de 8 estágios Turbojet 1.300 kg Alekseyev I-21, Ilyushin Il-22, Sukhoi Su-10, Sukhoi Su-11 (1947)
TR-1A 1947 Compressor de fluxo axial de 8 estágios Turbojet 1.500 kg
TR-2 1947 versão de desenvolvimento projetada do TR-1
TR-3 and AL-5 1949 Turbojato de fluxo axial de 7 estágios 4.600 kg (na qualificação em 1950) Il-30, Il-46, Lavochkin La-190, Tu-86, Yak-1000, Su-17(1949), "Aircraft 150"
TR-7 Década de 1950 protótipo de compressor supersônico do AL-7 Protótipo para o AL-7
AL-7 1954 Turbocompressor supersônico de 9 estágios 6.500 kg Il-54, Su-7B, Tu-98, Su
AL-21 1961 Compressor axial de 14 estágios com lâminas de estator variáveis 11.000 kg Yak-38, Tu-28/Tu-128, Su-17, Su-24
AL-31 1976 Turbofan de gaiola dupla, 0.6 relação de desvio. 13.300 kg Su-27, Su-30, Su-34, Su-35, Su-47 Berkut

PremiaçõesEditar

ReferencesEditar