Abrir menu principal
Arlindo Gomes Furtado
Cardeal da Santa Igreja Romana
Bispo de Santiago
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Santiago de Cabo Verde
Nomeação 22 de julho de 2009
Predecessor Dom Paulino do Livramento Évora, C.S.Sp.
Mandato 2009
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 18 de julho de 1976
Santa Catarina
por Dom Paulino do Livramento Évora, C.S.Sp.
Nomeação episcopal 14 de novembro de 2003
Ordenação episcopal 22 de fevereiro de 2004
Santiago
por Dom Paulino do Livramento Évora, C.S.Sp.
Cardinalato
Criação 14 de fevereiro de 2015
por Papa Francisco
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Timóteo
Brasão
Coat of arms of Arlindo Gomes Furtado .svg
Lema Jesus, o Bom Pastor
Dados pessoais
Nascimento Figueira da Naus
15 de novembro de 1949 (69 anos)
Nacionalidade cabo-verdiano
Progenitores Mãe: Maria Furtado
Pai: Ernesto Robalo Gomes
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Arlindo Gomes Furtado (Figueira da Naus, Santa Catarina, 15 de novembro de 1949) é o primeiro cardeal católico cabo-verdiano, atual Bispo de Santiago de Cabo Verde.[1][2][3]

BiografiaEditar

Quarto filho de Ernesto Robalo Gomes e Maria Furtado, foi batizado na freguesia de Santa Catarina, em agosto de 1951.[1] Realizou os estudos primários em Achada Lem, Santa Catarina. Ele entrou para o Seminário Menor São José, em 1 de outubro de 1963, onde fez os seus estudos do ensino médio. Em 11 de setembro de 1971, ele partiu para Coimbra, Portugal, a fim de continuar seus estudos no Seminário Maior daquela cidade. Depois de concluir os cursos de teologia no Instituto de Estudos Teológicos, ele voltou a Cabo Verde, em 1976.[1]

Ele foi ordenado diácono pelo bispo Dom Paulino do Livramento Évora, CSSp., Bispo de Santiago de Cabo Verde, em 9 de maio de 1976, no Seminário de São José.[1] Ele como um diácono, trabalhou na paróquia de Nossa Senhora da Graça, em Praia; em agosto de 1986, ele estudou no Pontifício Instituto Bíblico, de Roma, onde obteve a licenciatura em Sagrada Escritura.[4] Ele voltou a Cabo Verde em 1990.[1]

Vida eclesiásticaEditar

Ordenado padre em 18 de julho de 1976, na freguesia de Santa Catarina pelo Bispo Paulino do Livramento Évora.[3] Nomeado vigário paroquial de Nossa Senhora da Graça. De 1978 a 1986, foi reitor do Seminário Menor São José. Voltou a Roma, entre 1986 e 1990. Voltando a Cabo Verde em 1990, residiu em Seminário São José. Durante um ano, ele ajudou as áreas de Lém-Cachoro e Achada São Filipe. Naquele mesmo ano, ele ensinou inglês no Liceu Domingos Ramos. De 1991 a 1995, ele ensinou grego bíblico, hebraico, história e geografia dos povos bíblicos e foi titular da cadeira de Antigo Testamento no Instituto de Estudos Teológicos de Coimbra, Portugal. Durante a sua estada naquela diocese, ele era administrador paroquial de duas comunidades, Ameal e Vila Pouca (na altura, Freguesia do Ameal, na qual estava ainda inserida a Quinta das Cunhas). Colaborou na equipe de tradutores da "Nova Bíblia dos Capuchinhos", traduzindo os livros de Provérbios, Eclesiastes, Ben Sirah, e escreveu as suas apresentações.[1]

Em 1995 ele retornou a Cabo Verde para a paróquia de Nossa Senhora da Graça. Foi membro do Conselho Nacional de Educação e professor da Escola de Formação da Polícia. Até 2004, foi vigário-geral da diocese de Cabo Verde.[1]

Eleito primeiro bispo de Mindelo em 14 de novembro de 2003, foi consagrado em 22 de fevereiro de 2004, por Paulino do Livramento Évora, Bispo de Santiago de Cabo Verde, assistido por Albino Mamede Cleto, bispo de Coimbra, e por José Câmnate na Bissign, bispo de Bissau.[1] Seu lema episcopal é "Jesus, o Bom Pastor".[1] Transferido para a Sé de Santiago de Cabo Verde em 22 de julho de 2009, tomou posse da Sé em 15 de agosto de 2009.[1]

Em 4 de janeiro de 2015, o Papa Francisco anunciou a sua elevação a cardeal, a ter lugar no Consistório Ordinário Público de 2015.[1][3] Sendo o primeiro cardeal de Cabo Verde na história.[5]

A 14 de fevereiro de 2015 na Basílica de São Pedro, em Roma teve lugar o rito de imposição do barrete e da entrega do anel e da bula de criação cardinalícos a D. Arlindo Gomes Furtado pelo Papa Francisco, tendo sido investido com o título de S. Timóteo.

Referências

Ligações externasEditar

Precedido por
Ereção da Diocese
 
Bispo de Mindelo

20032009
Sucedido por
Ildo Augusto Dos Santos Lopes Fortes
Precedido por
Paulino do Livramento Évora, C.S.Sp.
 
Bispo de Santiago

2009 — presente
Sucedido por
Precedido por
Criação do titulus
 
Cardeal-presbítero de São Timóteo

2015presente
Sucedido por