Abrir menu principal
Aroeiras
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Aroeiras
Bandeira
Brasão de armas de Aroeiras
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Rainha do Agreste"
Gentílico aroeirense
Localização
Localização de Aroeiras na Paraíba
Localização de Aroeiras na Paraíba
Aroeiras está localizado em: Brasil
Aroeiras
Localização de Aroeiras no Brasil
Mapa de Aroeiras
Coordenadas 7° 32' 42" S 35° 42' 28" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região intermediária[1] Campina Grande
Região imediata[1] Campina Grande
Região metropolitana Campina Grande
Municípios limítrofes Fagundes (Paraíba) e Itatuba (norte); Natuba (leste); Umbuzeiro (sul); Gado Bravo (oeste)
Distância até a capital 105 km
História
Fundação 2 de dezembro de 1953 (66 anos)
Aniversário 2 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Mylton Domingues de Aguiar Marques[2] (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 374,674 km²
População total (estimativa IBGE/2019[4]) 19 153 hab.
 • Posição PB: 34º
Densidade 51,12 hab./km²
Clima tropical com chuvas de verão
Altitude 363 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[5]) 0,559 baixo
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 61 762,853 mil
 • Posição PB: 49º
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 3 131,67

Aroeiras é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de Campina Grande, estado da Paraíba. A cidade tem 374 km² de área total e sua população foi estimada em 19 153[4] habitantes, conforme dados do IBGE de 2019.

HistóriaEditar

O povoamento da região deu-se a partir da casa de farinha, de propriedade de João Gonçalves, onde era processada a mandioca produzida por agricultores locais. A seguir surgiu a feira livre, a Feira de Catolé dos Sousas, em 1881, motivando a fixação de moradores no local[7].

O distrito foi criado com a denominação de Aroeiras pela lei municipal nº 12, de 25 de outubro de 1905, subordinado ao município de Umbuzeiro. A emancipação política ocorreu em 2 de dezembro de 1953 pela lei estadual nº 980, por desmembramento do município de Umbuzeiro. A instalação do novo município ocorreu em 28 de dezembro de 1953. Em 1994, o distrito de Gado Bravo foi emancipado de Aroeiras.

GeografiaEditar

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[8] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Foi construído o terceiro maior reservatório hídrico do estado, conhecido como "Barragem de Acauã". Este fato gerou uma forte reação por parte dos habitantes da região inundada, que alegaram deixar de ter o mínimo de condições necessárias para uma vida digna.[9]

O povoamento da região deu-se a partir da casa de farinha de propriedade de Antonio Gonçalves. Os agricultores traziam sua mandioca para transformá-la em farinha. A seguir surgiu a feira livre, a Feira de Catolé dos Sousas, em 1881. Isto motivou a fixação de moradores no local.

Hoje além da zona urbana, o município conta com um grande número de habitantes na zona rural(mais da metade da população total), destacando-se, a população do distrito de Pedro Velho.

ClimaEditar

Dados do Departamento de Ciências Atmosféricas, da Universidade Federal de Campina Grande, mostram que Aroeiras apresenta um clima com média pluviométrica anual de 633,5 mm[10] e temperatura média anual de 23,9 °C.[11]

Dados climatológicos para Aroeiras
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,8 31,5 31,1 30,3 29,0 27,9 27,4 28,1 29,5 31,0 32,0 32,1 30,1
Temperatura média (°C) 25,2 25,1 24,9 24,5 23,7 22,6 22,0 22,1 23,0 24,1 24,8 25,1 23,9
Temperatura mínima média (°C) 20,8 20,9 20,9 20,6 20,1 19,0 18,1 18,0 18,9 19,6 20,1 20,6 19,8
Precipitação (mm) 36,8 47,9 89,6 109,7 73,2 74,0 88,7 41,6 22,5 10,6 9,9 26,3 633,5
Fonte: Departamento de Ciências Atmosféricas.[10][11][12][13]

EsportesEditar

No município existe o Campeonato Aroeirense de Futebol, torneio realizado anualmente com a participações das equipes da Zona Urbana e também da Zona Rural. Os clubes mais importantes e de maiores torcidas são: Auto Esporte e o Torres, ambos com vários títulos.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. Portal Eleições 2016. «Resultado das Eleições: Aroeiras-PB». Consultado em 03 de janeiro de 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. a b «Estimativa populacional 2019 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2019. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. IBGE. Documentação Territorial do Brasil
  8. «Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro». Consultado em 26 de setembro de 2009. Arquivado do original em 15 de julho de 2010 .
  9. «MPF ingressa com ação em favor das 800 famílias deslocadas da Barragem de Acauã». WSCOM. 1 de setembro de 2008. Consultado em 28 de junho de 2010. Arquivado do original em 15 de dezembro de 2012 
  10. a b «Precipitação Mensal». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1990. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  11. a b «Temperatura Compensada Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  12. «Temperatura Máxima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1980. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  13. «Temperatura Mínima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 

Ligações externasEditar