Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Arquidiocese de Aparecida
Archidiœcesis Apparitiopolitana
Catedral Metropolitana da Arquidiocese de Aparecida
Localização
País Brasil
Dioceses sufragâneas Diocese de Lorena
Diocese de São José dos Campos
Diocese de Taubaté
Diocese de Caraguatatuba
Estatísticas
Área 1,330 km²
Informação
Rito Romano
Criação da diocese 19 de abril de 1958 (61 anos)
Elevação a arquidiocese 19 de abril de 1958
Catedral Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida
Padroeiro Nossa Senhora Aparecida[1]
Governo da arquidiocese
Arcebispo Dom Orlando Brandes
Arcebispo emérito Dom Raymundo Cardeal Damasceno Assis
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana (Região Sul 1)
Contatos
Página oficial www.arqaparecida.org.br
dados em catholic-hierarchy.org

A Arquidiocese de Aparecida (Archidioecesis Apparitiopolitana) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil. É a Sé Metropolitana da Província Eclesiástica de Aparecida. Pertence ao Conselho Episcopal Regional Sul I da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A está na Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida.

Índice

HistóricoEditar

A Arquidiocese de Aparecida foi erigida canonicamente pelo Papa Pio XII, por meio da Constituição Apostólica Sacrorum antistitum, de 19 de abril de 1958[2]. O seu território foi originado do desmembramento da Arquidiocese de São Paulo e da Diocese de Taubaté.

O cardeal Vasconcelos Mota foi seu administrador apostólico no período de 1958 a 1964, quando então foi nomeado Arcebispo de Aparecida.

Nesta arquidiocese está o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, um dos mais importantes centros da peregrinação católica no Brasil.[3]

CatedralEditar

Em dezembro de 1996, durante o episcopado de Dom Aloísio Lorscheider, a igreja de Santo Antônio de Guaratinguetá foi decretada igreja-catedral da arquidiocese.[3][4] Em novembro de 2016, foi promulgado o decreto do Papa Francisco que transferiu à Basílica do Santuário Nacional de Aparecida o título de Catedral Arquidiocesana de Aparecida.[5]

Demografia e paróquiasEditar

Em 2004, a arquidiocese contava com uma população aproximada de 180 mil habitantes, com 86,1% de católicos.

O território da diocese é de 1.330 km.2, organizado em dezoito paróquias em cinco municípios paulistas de Aparecida, Guaratinguetá, Lagoinha, Potim e Roseira.

ArcebisposEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. «CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil». CNBB. Consultado em 8 de maio de 2016 
  2. Pius XII (1959). «Sacrorum antistitum». Roma. Acta Sanctae Sedis (em latim). 51: 90-94 
  3. a b «Metropolitan Archdiocese of Aparecida» (em inglês). Consultado em 14 de março de 2016 
  4. «Site oficial da catedral». Consultado em 1 de junho de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  5. «Papa concede ao Santuário Nacional título de Igreja-Catedral». Portal A12. 10 de novembro de 2016. Consultado em 11 de novembro de 2016 

Ligações externasEditar