Abrir menu principal

Arthur Maia (músico)

Arthur Maia
Nascimento 9 de abril de 1962 (56 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação músico de jazz

Arthur Maia (Rio de Janeiro, 9 de Abril de 1963)[1] é um músico brasileiro. Iniciou a carreira tocando bateria, até ganhar um baixo elétrico, aos dezessete anos.[1]

É sobrinho do baixista Luizão Maia, com quem aprendeu as primeiras técnicas no baixo[1], e de quem herdou a peculiar sensibilidade que desenvolveu neste instrumento, antes conhecido por sua limitação, mas que teve a partir de Arthur uma nova releitura, passando a ser usado por ele como instrumento não apenas de acompanhamento, mas também de belíssimos solos. Arthur Maia iniciou também uma nova reaplicação do baixo fretless (sem trastes), que o torna frequentemente solicitado por artistas brasileiros e estrangeiros.

Já acompanhou artistas ao vivo como Ivan Lins, Luiz Melodia, Márcio Montarroyos, Lulu Santos, Jorge Benjor, Gal Costa, Djavan, Gilberto Gil e Ney Matogrosso, além de gravar com Ana Carolina (cantora), Caetano Veloso, Djavan, Fernanda Fróes, George Benson, Gilberto Gil, Juarez Moreira, Marisa Monte, Mart´nália, Roberto Carlos, Seu Jorge, Dominguinhos ,Toninho Horta e outros grandes nomes da música brasileira e internacional.[1]

Participou de diversas bandas de nome e renome, como Pulsar, Banda Black Rio, Egotrip e o grupo instrumental Cama de Gato.[2]

Em 1990 gravou seu primeiro disco solo, que ganhou o Prêmio Sharp.

Participou dos principais festivais internacionais tais como o New York Jazz Festival, o Festival de Jazz de Paris, o Montreux Jazz Festival, o Lugano Jazz, o Free Jazz Festival e o Heineken Concerts (Brasil), entre vários outros.[1]

Seu trabalho mescla influências do jazz, funk, samba, swing e reggae.

Os discos de Arthur Maia também são caracterizados pela participação de vários outros artistas do Gênero, tais como: Hiram Bullock, Seu Jorge, Martnália entre outros.[2]

DiscografiaEditar

  • Maia (1991)
  • Sonora (1996)
  • Live with Hiram Bullock (1999)
  • Planeta Música (2002)
  • O Tempo e a Música (2010)[3]

PolíticaEditar

Por conta do seu envolvimento marcante nas discussões em defesa da cultura e posterior ao apoio à candidatura do músico e jornalista Claudio Salles para vereador da cidade de Niterói em 2012, o músico foi convidado pelo prefeito Rodrigo Neves para assumir o cargo de Secretário de Cultura da cidade (2013).

Referências

  1. a b c d e «Arthur Maia». Clube de Jazz. Clubedejazz.com.br 
  2. a b «Clube do Choro». Clubedochoro.com.br 
  3. «Arthur Maia lança CD no Clube do Choro». Correio Braziliense. Correiobraziliense.com.br. 12 de maio de 2010. Consultado em 24 de agosto de 2010