Abrir menu principal
Arthur Wint
campeão olímpico
Atletismo
Modalidade 400 m 800 m
Nascimento 25 de maio de 1920
Plowden, Jamaica
Nacionalidade Flag of Jamaica (1906–1957).svg jamaicano
Morte 19 de outubro de 1992 (72 anos)
Linstead, Jamaica
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Londres 1948 400 m rasos
Ouro Helsinque 1952 4X400 m rasos
Prata Londres 1948 800 m
Prata Helsinque 1952 800 m

Arthur Stanley Wint, MBE (Plowden, 25 de maio de 1920 - Linstead, 19 de outubro de 1992) foi o primeiro campeão olímpico da Jamaica, vencedor dos 400 m rasos em Londres 1948.

Conhecido como Gigante Gentil [1] - tinha 1,94 m de altura -, aos 17 anos foi eleito o Atleta Jovem da Jamaica e no ano seguinte venceu os 800 metros dos Jogos Desportivos Centro-Americanos, no Panamá.

Em 1942, como integrante da Força Aérea, juntou-se ao plano de treinamento de aviadores de países da Comunidade Britânica e nele, representando o Canadá, estabeleceu o recorde canadense dos 400 m rasos. Em 1943, foi enviado para a Grã-Bretanha como tenente-aviador e lutou na Segunda Guerra Mundial como piloto da RAF.[1] Em 1947, ele deixou a RAF para estudar medicina, num hospital-escola de Londres.

Índice

Jogos OlímpicosEditar

Em 1948, Witt foi a Londres representando a sua Jamaica natal e venceu a prova dos 400 m, sagrando-se o primeiro campeão olímpico jamaicano.[2] Competindo também nos 800 m, ficou com a medalha de prata. Com uma distensão muscular, foi obrigado a abandonar a tentativa de uma terceira medalha no revezamento. Quatro anos depois, em Helsinque 1952, Witt integrou a histórica equipe do revezamento 4x400 m jamaicano (com Leslie Laing, Herb McKenley e George Rhoden - campeão olímpico dos 400 m naqueles Jogos) que ganhou a medalha de ouro e quebrou o recorde mundial da prova (3m03s9) sagrando-se bicampeão olímpico..[2] Nos 800 m, conquistou mais uma medalha de prata, novamente atrás do norte-americano Malvin Whitfield, o mesmo vencedor de Londres 1948.

Nova carreiraEditar

Witt fez sua última corrida em 1953, no Estádio de Wembley, completou sua residência médica e formou-se doutor, trabalhando em Londres, e no ano seguinte foi sagrado como Membro do Império Britânico (MBE) pela Rainha Elizabeth II.

Em 1955, voltou para a Jamaica e estabeleceu-se como único médico da pequena Hanover, uma paróquia rural da ilha, onde atendeu à população pobre. Nos anos 60, serviu como Alto Comissário da Jamaica para o Reino Unido e entre 1974 e 1978, como embaixador na Suécia e na Dinamarca.[1]

Morreu na pequena localidade de Linstead, em 1992, aos 72 anos. Seu funeral teve a presença do primeiro-ministro, do líder da oposição ao governo e de velhos amigos rivais do atletismo. Foi imortalizado com uma estátua na entrada do Estádio Nacional de Kingston, capital do país.[1]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d «Arthur Wint - A Jamaican Hero». www.wintworks.com 
  2. a b «spportsreference». www.sports-reference.com