As Melindrosas

Banda musical brasileira

As Melindrosas foi um quarteto musical feminino brasileiro composto pelas cantoras Gretchen, Sula Miranda, Yara e Paula e que se formou em 1978 e se encerrou em 1986.[1]

As Melindrosas
Informação geral
País  Brasil
Gênero(s) Disco
Período em atividade 1978 - 1983
Integrantes Gretchen, Yara Miranda, Paula Matar, Sula Miranda e Ezilda.

HistóriaEditar

As Melindrosas nasceram a partir de uma ideia do produtor Jorge Gambier, [2][3] que queria lançar música infantil em estilo disco (sucesso na época).[4] O nome do grupo foi inspirado em uma boneca antiga chamada "Melindrosa" e de que sua mãe gostava.[2] Para tanto, ele chamou o grupo de estúdio Os Carbonos e as cantoras Sarah Regina, Tânia Lemke (filha do maestro Waldemiro Lemke) e Vivian Costa Manso (das Harmony Cats).[2] Assim, foi lançado em 1979 o LP Disco Baby, com cantigas de roda em ritmo disco. Ele obteve sucesso, chamando pela primeira vez a atenção para o mercado musical infantil no Brasil.[3]

Inicialmente, o grupo não existia de fato, mas Jorge teve de criá-lo para valer após receber um convite do Fantástico para gravar um clipe.[2] Em busca de meninas na faixa dos 15 anos que fossem bonitas, carismáticas e capazes de cantar e dançar, ele abriu um chamado para testes na gravadora, mas as únicas candidatas eram prostitutas ou dançarinas de boate.[5] Santiago Malnati, DJ argentino também conhecido como Mister Sam, ficou sabendo da busca e lembrou-se de um trio de irmãs que vira se apresentando numa festa infantil: Maria Odete, Iara e Suely Miranda.[5] A elas, juntou-se Paula,[6] que era chamada de "prima" mas na verdade era aluna de violão de Maria Odete.[7]

Alguns meses após o lançamento do LP Disco Baby a integrante Maria Odete deixa o grupo e parte para carreira solo como Gretchen.[8][7]

O grupo gravou quatro LPs ultrapassando quatro milhões de cópias vendidas e ainda em 1979, estrelou o filme dirigido por J. B. Tanko "É Proibido Beijar As Melindrosas/Vamos Cantar Disco Baby".[9]

Em 1981 lançam o compacto com a música O Feiticeiro[10] que fazia parte da trilha sonora do palhaço Bozo. A integrante Suely deixa o grupo em 1981 para casar[11] e no seu lugar entra a integrante Ezilda.

As Melindrosas ainda lançam um compacto em 1982[12] e logo em seguida terminam o grupo.

Carreiras pós-Melindrosas (1982-atualmente)Editar

Yara ainda tenta emplacar com dois grupos o 1º chama Video Girls (Certo, Bonitinho e Correto), grupo formado pelas integrantes Yara, Ezilda e Fati. A música é bem executa nas rádios de todo o país mas o grupo não segue carreira.

Em 1984 Yara lança o grupo Hora Certa com Fati e um integrante masculino, se apresentam nos programas de auditório e emplacam o hit "A Colegial".

Yara nos anos 90 lança carreira solo como Yara Miranda.

Suely muda o nome para Sula Miranda e grava como cantora sertaneja e é coroada a Rainha dos Caminhoneiros.[13] Sula algum tempo depois vira cantora gospel sem muito exito volta a tentar carreira com músicas sertanejas.[14]

Paula é dona de um restaurante em SP.[15]

Gretchen seguiu carreira de sucesso pelo Brasil e hoje está aposentada, casada morando em outro país.[16]

DiscografiaEditar

ÁlbunsEditar

Ano Detalhes do Álbum
1978 Disco Baby[17]
1978 Disco Baby Vol. 2[17]
  • Gravadora(s): Copacabana
  • Formato(s): LP
1979 Disco Baby Vol. 3
com músicas do filme Vamos Cantar
[18]
  • Gravadora(s): Copacabana
  • Formato(s): LP
1981 Disco Baby
Cantigas e Brincadeiras de Roda
[19]
  • Gravadora(s): Copacabana
  • Formato(s): LP
1989 O Melhor do Disco Baby
  • Gravadora(s): Copacabana
  • Formato(s): LP

CompactosEditar

Ano Detalhes do Álbum Faixas
1980 Três Senhoritas[20]
  • Gravadora(s): Copacabana
  • Formato(s): LP
  • A1 Três Senhoritas - 2:33
  • A2 Vou Fingir Não Ligar - 3:05
  • B1 Ciranda, Cirandeiro - 2:16
  • B2 Vamos Cantar - 2:59
1980 O Feiticeiro[10]
  • Gravadora(s): Copacabana
  • Formato(s): LP
  • A1 O Feiticeiro = Witch Doctor
  • A2 De Mel E De Aniz
  • B1 Preciso Esperar
  • B2 Menino De Brinqued
1982 Te Amarei Me Amarás[12]
  • Gravadora(s): Copacabana
  • Formato(s): LP
  • A1 Te Amarei Me Amarás
  • B1 Asa Delta

Referências

  1. Alquas, Gisele (3 de maio de 2018). «Não é só a Sula! Conheça as irmãs da Gretchen reveladas em novo reality». Brasil Online. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  2. a b c d Barcinski 2014, p. 109.
  3. a b Antonio Carlos Cabrera (1 de setembro de 2017). Almanaque Da Música Brega. [S.l.]: Matrix Editora. pp. 179–. ISBN 978-85-8230-331-3 
  4. Gutierres, Zeca (7 de abril de 2019). «Discos e músicas infantis que você precisa apresentar a seus filhos». globo.com. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  5. a b Barcinski 2014, p. 110.
  6. Alquas, Gisele (31 de janeiro de 2017). «Gretchen e Taty Taylor são atrações em inauguração de casa de show em Macapá». Diário do Amapá. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  7. a b Barcinski 2014, p. 111.
  8. On Line Editora; Curiosidades On Line Editora (13 de dezembro de 2016). O Melhor dos Anos 80 - Guia Mundo Em Foco Especial Ed.02. [S.l.]: On Line Editora. pp. 74–. GGKEY:SLJ9CQABHZ1 
  9. José Mario Ortiz; Arthur Autran; Guiomar Ramos; Lucas Murari, Tunico Amancio, Alessandro Gamo, Luís Alberto Rocha Melo, Carlos Alberto Mattos, Cléber Eduardo, Fernão Pessoa Ramos, Sheila Schvarzman (18 de setembro de 2018). Nova história do cinema brasileiro - volume 2 (edição ampliada). [S.l.]: Edições Sesc SP. pp. 297–. ISBN 978-85-949312-1-4 
  10. a b «As Melindrosas - O Feiticeiro». Discogs. Consultado em 10 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2020 
  11. Neder, Alvaro. «Sula Miranda Artist Biography». AllMusic (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  12. a b «As Melindrosas - Te Amarei Me Amarás». Discogs. Consultado em 10 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2020 
  13. Edvan Antunes (2012). De caipira a universitário: a história do sucesso da música sertaneja. [S.l.]: Matrix Editora. pp. 119–. ISBN 978-85-8230-009-1 
  14. «Sula Miranda: Biografia da Cantora». R7. 3 de maio de 2018. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  15. «Gretchen é surpreendida por prima ex-Melindrosa e as duas cantam juntas». UOL HOST. 19 de setembro de 2019. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  16. «De férias no Brasil, Gretchen encontra irmãs Yara e Sula Miranda e mãe: "Mulheres fortes». Quem. 21 de junho de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  17. a b «As Melindrosas - Discografia». Discogs. Consultado em 10 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2020 
  18. «As Melindrosas – Disco Baby – Vol.3 (1979)». Discoteca Pública. Consultado em 10 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2020 
  19. «Disco Baby - Cantigas e Brincadeiras de Roda». Discoteca Pública. Consultado em 10 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2020 
  20. «As Melindrosas - Três Senhoritas». Discogs. Consultado em 10 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2020