Abrir menu principal

Wikipédia β


Asajj Ventress é uma personagem de Star Wars. Apareceu pela primeira vez na micro-série Star Wars: Guerras Clônicas , e posteriormente no filme de animação Star Wars: A Guerra dos Clones e série animada Star Wars: The Clone Wars . Uma guerreira poderosa do Lado Sombrio com habilidades de combate excepcionais, ela empunha sabres de luz vermelhos curvos e duplos que podem anexar juntos e formam uma arma branca lâmina dupla com uma curva no meio. Nasceu no planeta Dathomir, o mesmo planeta que Darth Maul nasceu.

Asajj Ventress
Personagem fictícia de Star Wars
Origem Dathomir
Espécie Dathomirian
Cabelo Careca
Olhos Azuis
Afiliações Mãe Tousin, Irmãs das Trevas, Confederação de Sistemas Independentes
Armas Dois Sabres de Luz Vermelhos
Espécie Dathomirian
Afiliações Mãe Tousin, Irmãs das Trevas, Confederação de Sistemas Independentes

Quando criança ela foi entregue por sua mãe à um criminoso que a trouxe para Rattatak, onde ela foi criada. Este planeta primitivo está longe das fronteiras da República, e é governado por brutais senhores de guerra que constantemente batalham pela dominação. Um senhor de guerra chamado Osika Kirske assassinou os pais de Ventress quando ela ainda era muito jovem. Um jovem Jedi chamado Ky Narec veio a este mundo abandonado. Tendo sido tirado do Conselho Jedi, Narec descobriu Asajj e levou-a para ser treinada sozinho, pois ela era forte com a Força. Os dois se tornaram heróis depressa, derrotando muitos senhores de guerra, terminando guerras, e unindo exércitos até que Kirske conspirou com os senhores de guerra restantes para acabar com eles. Eles conseguiram matar Narec antes que ele terminasse o treinamento de Ventress.

Como resultado, ela tinha as habilidades de um Jedi combinadas com um talento incrível com a Força. Ela nunca controlou sua fúria, e quando seu mestre foi morto, ela desenvolveu um ódio pela República que tinha abandonado seu mentor e tinha ignorado as atrocidades cometidas em Rattatak.

A raiva de Ventress abasteceu seu poder, e ela conseguiu uma posição de autoridade no mundo sem lei de Rattatak. Ela derrotou e prendeu a maioria dos senhores de guerra restantes, inclusive Osika Kirske, quem ela eventualmente matou. Ela tornou-se melhor que quaisquer dos combatentes monstruosos nos jogos gladiatórios que estavam sempre ocorrendo no planeta. Assim que as Guerras Clônicas começaram, o Conde Dooku veio a Rattatak, para procurar outro soldado para o exército separatista. Mas o que ele achou era muito mais promissor.

O talento e a determinação de Ventress impressionaram Dooku. O líder carismático da Confederação dos Sistemas Independentes pôde recrutar a jovem guerreira atraindo-a por sua raiva contra os Jedi e a República. Dooku afirmou tudo o que Ventress disse sobre os jedi terem perdido sua ética e convicção. Ventress provou as habilidades dela desafiando Dooku a um duelo. Dooku ganhou a competição, mas, mesmo assim, ele convidou Ventress a unir-se à Confederação como sua protegida pessoal.

Embora Ventress quisesse ser uma Sith, ela não recebeu treinamentos de Sith. Enquanto Dooku ajudou-a a afiar seus talentos, ele não lhe ensinou nenhum conhecimento Sith. As suas habilidades eram rastros de um treinamento jedi incompleto junto com suas próprias técnicas. Sua raiva lhe concedeu poderes adicionais.

Ventress provou ter uma grande inteligência militar, e Dooku fez dela uma comandante no exército Separatista. Uma de suas primeiras tarefas era impedir uma reunião entre o mestre jedi Mace Windu e um grupo de Jedi dissidente. Dooku não teve nenhum sentimento de culpa quando explorou e mentiu para Ventress para que ela realizasse seus desejos. Ele lhe falou que Windu era responsável pelo abandono de seu antigo mestre jedi, Ky narec. Asajj confrontou Windu na lua de Ruul, e foi forçada a fugir da briga, e Windu percebeu que uma nova ameaça para os Jedi havia surgido.

Asajj comandou, ao lado de Durge, o exército Separatista em uma missão de soltar uma arma química mortal na lua colonial Gungan de Ohma-D'un. Foi um teste da arama para saber se funcionaria contra os soldados clones da República. Asajj e Durge tiveram que fugir daquela lua de Naboo, mas eles tinham provado ser oponentes formidáveis para os Jedi.

O general Obi-Wan Kenobi seguiu Asajj ao planeta de desenvolvimento da arma química, em Queyta. Asajj foi atarefada pelo conde Dooku para oferecer à Kenobi uma chance de se unir aos Separatistas, mais uma vez, mas o Jedi recusou.

Quatro meses depois da Batalha de Geonosis, Asajj uniu-se à luta em Muunilinst onde as tropas clônicas da República atacaram as fábricas de droid na sede do Clã Bancário Intergaláctico. O caçador de recompensas Durge controlou a batalha na terra, e Asajj batalhou no espaço. Suas incríveis habilidades de pilotagem chamaram a atenção de Anakin Skywalker, o Padawan que estava conduzindo as naves clônicas. Apesar dos avisos de seu mestre, Obi-Wan Kenobi, Anakin seguiu Asajj até a quarta lua do planeta Yavin, sem saber que estava sendo atraído para uma armadilha.

Anakin continuou sua perseguição, ajudado por soldados clones. Usando a Força, Asajj derrotou os clones, e então, começou um duelo de sabres de luz com Anakin. Asajj provou ser um desafio para o lendário Escolhido. Para derrotá-la, Anakin precisou deixar que a raiva o dominasse. Em um contra-ataque furioso, o jovem Skywalker atacou Ventress, que caiu de uma altura imensa.

Achando que ela estava morta, Anakin seguiu para Coruscant e contou à seu mestre sobre a vitória. Mais tarde, Anakin duelou novamente com Ventress, que havia sido salva e curada, e assim ela fez a cicatriz em seu olho direito. Anakin novamente a derrotou, mas ela não havia morrido ainda.

Em outros tempos retorna para o grupo Irmãs da Noite tentando matar Dooku, que pede conselhos ao grupo que lhe indica um novo aprendiz, Savage Opress, sem saber da presença de Ventress no grupo. Ventress treina Savage para Dooku sem saber que era pra ele. Ventress retorna ao Lado Iluminado da Força. Ela e o grupo tentam matar Dooku em sua nave onde são ferozmente jogadas para fora da nave.

O general Kenobi foi ao mundo de Boz Pity e lá descobriu, no centro médico, o corpo de Asajj, que havia sido consertado com partes mecânicas, pelos Separatistas. Lá estava, também, o General Grievous. Asajj atacou Obi-Wan, e ele, percebendo que havia bondade nela, chamou-a para deixar os Separatistas e unir-se à República. Ela disse que era fiel ao Conde Dooku e jamais o trairia. Dooku derrotou, desonestamente, Mace Windu num duelo e mandou que os droids procurassem Ventress e Grievous para que eles fossem embora. Grievous foi achado e levado à nave de Dooku. Ventress estava duelando com Obi-Wan, então não havia tempo para esperá-la. Dooku, então, ordenou que seu droids a matassem, pois ela estava quase cercada pelos Jedi. Ventress foi muito machucada e Kenobi tentou ajudá-la. Ela pegou um pedaço de metal e tentou matá-lo, mas Anakin percebeu a tempo de atacá-la e salvar seu mestre. Ventress percebeu que estava errada e avisou a Obi-wan para ter cuidado com Dooku. Achando que ela estava morta, ela foi levada à Coruscant, para ter um funeral digno. Dentro da nave médica, ela usou a Força para se curar parcialmente, dominou os pilotos e mandou-os mudar o curso da nave para irem ao mais longe possível da guerra.

Ventress retorna a seu planeta natal, Dathormir, onde procura se tornar uma Irmã da Noite. Ela realiza o batismo para se tornar uma Irmã da Noite de pleno direito, mas o batismo é interrompido pelo exército droíde de Grievous que assassinam as Irmãs da Noite enquanto sua matriarca Mãe Talzim se tornava incorpórea. Talzin diz a Ventress ir em busca de seu próprio próprio caminho, Ventress mais tarde ajuda a equipe de Boba Fett de caçadores de recompensas em uma missão perigosa, mas rentável. Em seguida, ela finalmente faz as pazes com seu passado decidindo se tornar uma caçadora de recompensas. Ela parte em busca de Savage, irmão de Darth Maul, e o rastreia até Raydonia, aonde vai em busca de sua recompensa. Quando ela chega na nave de Savage, ela confronta ele e seu irmão Darth Maul (que ao contrário do que se acreditava ainda estava vivo) e eles estão prestes a matar Obi-Wan, de quem Darth Maul pretende se vingar. Ventress se une a seu antigo inimigo para lutar contra Maul e Savage, mas, finalmente, os irmãos são forçados a fugir em seu transporte.

Mais tarde Ventress parte em busca da jovem Padawan de Anakin Skywalker, Ahsoka Tano, com o objetivo de obter a recompensa sobre sua cabeça nos níveis mais baixos do planeta Coruscant. Em última análise, ela sente uma afinidade com a jovem Padawan, e a ajuda em sua fuga com a condição de que ela seria perdoada por seus crimes. Ventress ajuda Ahsoka alcançar seu destino, mas o Jedi caído Barriss Offee, derruba-a e rouba seu capacete e sabres de luz. Quando Anakin vai atrás dela, acreditando que ela havia roubado Ahsoka, Ventress lhe diz seu lado da história e lhe diz o verdadeiro culpado: Offee.

No romance "Dark Disciple", Ventress se une ao Cavaleiro Jedi Quinlan Vos, a fim de matar o Conde Dooku de uma vez por todas, e acaba se apaixonando por Vos com eles trabalhando juntos. Este romance marca o fim da história canônica de Ventress, como ela é morta pelos Relâmpagos da Força do Conde Dooku no planeta Christophsis. Quinlan leva o corpo de Ventress de volta a Dathomir, que assim pode voltar a suas irmãs em espírito.

Referências

  Este artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.