Abrir menu principal

Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas

Clube desportivo brasileiro de Pernambuco
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas (conhecido apenas por Vitória das Tabocas e cujo acrônimo é AADV Vitória) ou simplesmente de forma abreviada Vitória - PE, é uma associação esportiva brasileira fundada em 1990 como Associação Desportiva Vitória, tendo encerrado suas atividades em 2007 após ser desfiliado da FPF (Federação Pernambucana de Futebol), devido à ausência de explicações acerca do não comparecimento no jogo contra o Íbis Sport Club em 11 de agosto de 2007, na penúltima rodada da 1ª fase da segunda divisão estadual do mesmo ano e retornado em 6 de maio de 2008 como Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas.[2] No futebol, é um dos clubes mais bem-sucedidos do município de Vitória de Santo Antão e no futebol feminino é maior clube campeão estadual com sete conquista na modalidade. Graças a repercussão do seu jogo contra o Santa Cruz Futebol Clube, o clube recebeu a alcunha de “Tabocas”, porque foi uma Tabocada demasiada forte.

Vitória - PE
Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas
Nome Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas
Alcunhas Tricolor das Tabocas
Tricolor da Zona da Mata
Torcedor/Adepto Taboquense
Vitoriense
Mascote Taboquito
Principal rival Vera Cruz
Fundação 3 de agosto de 1990 (29 anos)
Estádio Carneirão
Capacidade 10.911 lugares[1]
Localização Vitória de Santo Antão, Brasil
Presidente Paulo Roberto
Treinador Maurílio Silva
Patrocinador FACOL
Haras Pitú
Veneza
Material (d)esportivo Meinerz
Competição Campeonato Pernambucano - Série A
Website vitoriadastabocas.com.br
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

No masculino, seus principais títulos, destacam-se o Bicampeonato da segunda divisão pernambucana em 2008 e 2013. Conhecido como Tricolor das Tabocas, as cores do clube, presentes no escudo oficial, são o vermelho, azul e branco. O seu rival historico é o Vera Cruz (time da mesma cidade) que também joga no estádio Carneirão em Vitória de Santo Antão, os dois times fazem o clássico VI-VER. Em 2018, o Vitória disputou a série A1 do Campeonato Pernambucano e com a quinta colocação geral, conquistou uma vaga para disputar a Série D do Brasileirão em 2019.

HistóriaEditar

 
"Escudo da AD Vitória", primeiro distintivo utilizado antes da desfiliação da FPF.

A História da Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas, começa no dia 3 de maio de 2008, ao convite do Sr. Paulo Roberto Leite de Arruda, um grande grupo de pessoas foram recebidas e reuniram-se em Assembleia Geral para fundar um Clube de Futebol que viesse representar a Terra de Tabocas. Mais a história do clube começa anteriormente quando o clube era denominado como Associação Desportiva Vitória, fundado em 3 de agosto de 1990 numa iniciativa do Dr. Paulo Roberto e do saudoso José Edson da Silva ("Zezinho do Corinthians"), presidente da Liga Vitoriense de Futebol, juntaram-se a eles os desportistas Neildo David, Valmir Willians, Adílson S. de Brito, Elpídio Moura, Bartolomeu de Souza, Geraldo Lima, Pindoba, João Cerino, Giselda Tavares e Alcides Gomes[3] que resolveram criar um time profissional à altura da cidade e que pudesse também estimular a prática entre as crianças e adolescentes da região. Em dois anos de existência, o clube conseguiu vaga para disputar a terceira divisão nacional em 1992, onde obteve sua melhor campanha com a 11ª colocação com três vitorias e três empates, tendo apenas duas derrotas e terminando com nove pontos. Antes de encerrar suas atividades, ainda viria a participar de cinco edições do nacional, última em 2005, quando obteve sua pior campanha com a 63 ª colocação.

Em 2007, o clube passou pelo o que seria seu pior momento em sua história, no campeonato da segunda divisão pernambucana não compareceu ao jogo contra o Íbis em 11 de agosto, jogo valido pela penúltima rodada da 1ª fase e devido à ausência de explicações acerca do não comparecimento no jogo, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) decidiu punir o clube o desfiliando e proibido de disputar competições oficiais. O clube ressurgi-o ano seguinte reformulado e contando com a ajuda do Dr. Paulo Roberto em assembleia geral. No retorno, agora denominado AAD Vitória das Tabocas, conquistou o título da Série A2 em 2008, voltando novamente a elite do futebol pernambucano.

O clubeEditar

Bens e acomodaçõesEditar

SedesEditar

  • Sede social: Rua Eurico Valoi nº 167, Bairro Maués, Vitória de Santo Antão; onde está localizado o Carneirão e toda a parte social do clube, que envolve estacionamentos, o Centro de Convivência Social, que abriga lanchonetes e entre outros atrativos.
  • Sede administrativa: Rua do Estudante, 112 – sala 201, bairro Universitário, Vitória de Santo Antão. Escritório administrativo do clube, departamentos jurídicos e imprensa e conselho deliberativo.

EstádioEditar

O Estádio Municipal Severino Cândido Carneiro, também popularmente conhecido como Carneirão, é o principal campo do Vitória em competições oficiais que disputa. Também é a casa do seu principal rival, o Vera Cruz Futebol Clube.

O estádio já teve recorde de público de 7.983 pessoas e sua capacidade é de 10.991 pessoas. Infelizmente em 2018, o estádio se encontra sem condições de uso devido ao abandono e durante toda a competição neste ano, o clube mandou seus jogos na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata.[4]

SímbolosEditar

EscudoEditar

O atual escudo do Vitória homenageia o escudo da antiga Associação Desportiva Vitória, com os dois leões, o globo com a faixa escrita Tabocas e a Cruz de Savoia com as iniciais A.A.D.V.T. Atualmente, o escudo tem três estrelas no topo; duas douradas nos lados e uma vermelha no meio com quatro estrelas brancas em seu interior. Este escudo remete ao heptacampeonato estadual de futebol feminino.

Evolução do Escudo do Vitória
1990-2007 2008
   

UniformesEditar

Uniformes dos jogadoresEditar

Temporada 2018
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Uniformes dos goleirosEditar

UniformesEditar

     
 
 
1º de goleiro
     
 
 
2º de goleiro

Uniformes de treinoEditar

     
 
 
Jogadores
     
 
 
C. Técnica

PatrocinadoresEditar

Ao longo dos anos, o Vitória das Tabocas já fechou parcerias com grandes impressas e instituições. Uma delas é a FACOL ("Faculdade Osman Lins"), uma das faculdades de excelência na Zona da Mata Pernambucana. Instituição tem como missão promover uma educação inovadora com qualidade, visando à formação de cidadãos e profissionais críticos e reflexivos capazes de atuarem como agentes transformadores da sociedade, pra isso, a faculdade se pauta no respeito e valorização do ser humano, da natureza e da liberdade de expressão como fatores fundamentais para a difusão do saber e para a formação de novas gerações comprometidas com a ética e com a construção de um mundo melhor, alicerçada em sólidos princípios de cidadania e no desenvolvimento econômico e social. Identidade que se consolida carregando o nome do considerado o renovador da ficção brasileira, o escritor vitoriense e autor de contos, romances, narrativas, livro de viagens e peças de teatro, Osman da Costa Lins.

Outra parceria de longa data é o Haras Pitú da produtora de aguardente Pitú, uma das maiores destilarias do país e criadora de uma das mais famosas cachaças, a Cachaça Pitú. O haras vem com parceria desde a década de 1990. Junto com a FACOL, estampam suas marcas no centro das camisas do Vitória.

Principais títulosEditar

INTERESTADUAIS[5]
Competição Títulos Temporadas
  Taça Cidade do Cabo 1 1992
ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
  Pernambucano - Série A2 2 2008 e 2013
  Copa Pernambuco[5] 2 1995 e 2004
  Campeonato do Interior[5] 5 1991, 1992, 1996, 1998 e 1999
Outros títulos[5]

EstatísticasEditar

Campanhas de destaqueEditar

Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas[nota 1]
Torneio Campeão Vice-campeão Terceiro colocado Quarto colocado
  Campeonato Brasileiro - Série D[nota 2] 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
  Pernambucano - Série A1 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
  Pernambucano - Série A2 2 (2008 e 2013) 1 (2015) 0 (não possui) 0 (não possui)
  Copa Pernambuco 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)


Histórico em competições oficiais

  Campeonato Brasileiro - Série C
Ano 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000
Pos. - 11° - 15° 35° - 47° - - -
Ano 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010
Pos. - - - - 63° - - - - -


Participações

Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P   R  
  Campeonato Pernambucano - Série A1 9 3º colocado (geral) 1991 2020 2
Campeonato Pernambucano - Série A2 3 Campeão (2008 e 2013) 2008[6] 2015 2
  Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C 5 11° colocado (1992) 1992 2005
Campeonato Brasileiro - Série D 1 67º colocado (2019) 2019 2019


Vitória (Futebol feminino)

Principais títulosEditar

No futebol feminino, o Vitória das Tabocas, está consolidado no futebol feminino de Pernambuco e é o maior campeão do estado, afrente do Sport Club do Recife, o segundo maior campeão.

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
  Pernambucano - Feminino 7 2010, 2011 2012, 2013, 2014, 2015, 2016
  Troféu Maria do Carmo de Amorim 1 2014

ÍdolosEditar

Ao longo de sua história, o clube contou com grandes jogadores e técnicos que deram grandes títulos e conquistas no cenário futebolístico pernambucano.

RivalidadesEditar

Derby TaboquenseEditar

Em longo de sua história, o Vitória das Tabocas tem como principal rival o Vera Cruz Futebol Clube, clube do mesmo município e quando ainda era Associação Desportiva Vitória. Ambas equipes, juntas possuem 5 títulos da série A2. As equipes se enfrentaram pela primeira vez em 2013, quando o tricolor das tabocas conquistou seu segundo título estadual e se enfrentaram em 4 jogos.

Temporada 2018Editar

  Última atualização: 14 de Julho de 2018.[8]

Elenco atual da Associação Acadêmica e Desportiva Vitória das Tabocas[9]
N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome
1 G   Jhones 12 G   Jaílson
2 LD   Igor 13 LD   Serginho
3 Z   Fabinho Vitória 14 LE   Anderson
4 Z   Gravatá 15 M   Pedrinho
6 LE   Misso
5 V   Wíres
7 V   Sorato
8 M   Ezequias
10 M   Chapinha
9 A   Diego Vítor
11 A   Edgo

Técnico:   Maurílio Silva

Recordes e fatos históricosEditar

Do clubeEditar

  • No futebol feminino, o Vitória é o clube que possuí mais títulos do estadual pernambucano feminino. No total, são 7 títulos, 1 heptacampeonato consecutivo e 2 títulos conquistado de forma invicta. Números que representa a força de uma das melhores equipes femininas no país.

De técnicosEditar

Passagem de treinadores

Outras modalidades desportivasEditar

  Futebol de salãoEditar

Principais títulosEditar

Masculino
  •   Copa Pernambuco Adulto: 2016
Feminino
  •   Torneio Palmeira Esporte de Futsal Feminino: 2016

Ver tambémEditar

Notas

  1. Contabilizado apenas do AAD Vitória das Tabocas.
  2. Irá disputar em 2019

Referências

  1. «CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (HTML). agenciach.com.br. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 28 de fevereiro de 2017 
  2. «AAD Vitória das Tabocas, weltfussballarchiv.com». Consultado em 17 de agosto de 2018 
  3. «Associação Desportiva Vitória - Arquivo de Clubes». www.arquivodeclubes.com. Consultado em 24 de dezembro de 2015 
  4. «Vitória mandará seus jogos na Arena Pernambuco». Blog Nossa Vitória de Santo Antão. 18 de janeiro de 2018 
  5. a b c d Títulos conquistados como AD Vitória
  6. Participação contabilizada após deixar de ser denominado AD Vitória.
  7. «Desportiva Vitória – Na Arquibancada: Audiência pública convocada por ex-jogador discute uso do Carneirão». Marcio Souza. 1 de novembro de 2017. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  8. «AAD VITÓRIA DAS TABOCAS: SELEÇÃO». SOCCERWAY. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  9. «Vitória-PE». oGol.com.br/. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  10. Grande Área - FI (21 de dezembro de 2013). «Ex-atacante do Palmeiras, técnico emergente, assume time no interior do Ceará». Consultado em 22 de dezembro de 2013 

Ligações externasEditar