Associação Brasileira de Críticos de Cinema

Associação Brasileira de Críticos de Cinema, ou Abraccine, é uma entidade dedicada à reflexão e divulgação do cinema, em especial do cinema brasileiro.[1][2] Fundada em 2011, tornou-se a primeira entidade de representação nacional dos profissionais críticos de cinema, que já contavam com associações em alguns estados.

A instituição conta com mais de cem associados, críticos que atuam em 15 estados do País em publicações impressas, sites, blogs, canais do Youtube, podcasts e outros meios.[3]

AtividadesEditar

A Abraccine organiza os júris da crítica e concede o Prêmio da Crítica em diversos festivais de cinema no Brasil, como por exemplo Brasília,[4] Gramado,[5] Mostra Internacional de Cinema de São Paulo,[6] É Tudo Verdade,[7] Olhar de Cinema,[8] etc.

A associação organiza uma lista com os Prêmios da Crítica concedidos desde 2011.[9]

É filiada à International Federation of Film Critics, ou Fipresci,[10] e seus filiados têm participado de júris da crítica em festivais internacionais como Toronto, Cartagena, Cannes, Berlim e San Sebastian.

Desde 2016 vem publicando uma série de livros sobre cinema brasileiro,[11] em parceria com editoras e o Canal Brasil, como "100 Melhores Filmes Brasileiros" (setembro de 2016), "Bernardet 80 – Impacto e Influência no cinema brasileiro" (abril de 2017), "Documentário Brasileiro – 100 Filmes Essenciais" (outubro de 2017), "Animação Brasileira – 100 Filmes Essenciais" (junho de 2018) e "Ismail Xavier: Um pensador do cinema brasileiro" (julho de 2019).

Também participa da escolha de representantes brasileiros em certames internacionais, como o Prêmio Goya,[12][13] e organiza sua própria premiação,[14] onde classifica os melhores filmes nacionais e internacionais lançados no circuito comercial do Brasil a cada ano.[15]

DiretoriaEditar

A primeira diretoria da Abraccine, eleita em 2011, foi presidida pelo crítico paulista Luiz Zanin Oricchio, que se manteve na presidência por dois mandatos, até 2015. Nos dois biênios seguintes (2015-2019), o presidente foi o mineiro Paulo Henrique Silva.

A atual diretoria, eleita durante o Festival de Gramado em 19 de agosto de 2019 , e com mandato até 2021, tem a seguinte composição:

  • Presidente – Ivonete Pinto (RS);
  • Vice-presidente – Luiz Joaquim (PE);
  • Secretário-geral – Amanda Aouad (BA);
  • Primeiro secretário – João Nunes (SP);
  • Primeiro tesoureiro – Gabriel Carneiro (SP);
  • Segundo tesoureiro – Cecilia Barroso (DF).

Ver tambémEditar

Referências