Associazione Calcio Cesena

Associazione Calcio Cesena foi um clube de futebol italiano da cidade de Cesena. Foi fundada em 1940, disputando as divisões inferiores, conseguiu em 1968 chegar na Série B italiana e cinco anos depois, chegou na divisão máxima do futebol da Itália.

Cesena
Nome Associazione Calcio Cesena
Alcunhas Cavallucci Marini
Fundação 1940
Extinção 2018
Estádio Dino Manuzzi
Capacidade 23.860
Localização Cesena, Itália
Presidente Itália Corrado Augusto Patrignani
Treinador(a) Itália William Viali
Patrocinador(a) Itália PLT
Material (d)esportivo Japão Mizuno
Competição Itália Serie D
Itália Coppa Italia
Website [1]
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

História

editar

Década de 1970

editar

Após conseguir alcançar a Série A do campeonato italiano, a equipe do Cesena conseguiu ficar na décima primeira posição, colocação que foi repetida na temporada seguinte. Na temporada de 1975/1976, a equipe fez uma boa campanha e terminou na sexta colocação o que lhe deu direito de disputar a Copa da UEFA no ano seguinte. Mesmo com a boa campanha e o acesso à competição européia, a equipe foi rebaixada no mesmo ano.

Década de 1980

editar

A segunda vez que conseguiu voltar para a elite do futebol italiano, foi em 1981, onde coseguiu se manter ficando na décima posição na tabela de classificação. No ano seguinte, mais uma vez não conseguiu se manter e foi novamente rebaixada, ficando na Série B por quatro anos. Na temporada de 1987/1988 conseguiu alcançar a elite e mantendo-se por quatroanos consecutivos.

Década de 1990 e 2000

editar

A década de 1990 foi de altos e baixos para a equipe italiana, foi rebaixada em 1991 e voltou para a elite em 1994, onde empatou em pontos com a equipe do Padova que acabou ficando na primeira divisão enquanto a equipe do Cesena caia mais uma vez de divisão.

Em 1997, mais um golpe duro para a equipe, foi rebaixada para a Série C1, onde permaneceu por quatro temporadas. Na década de 2000 os altos e baixos da equipe continuaram. Na temporada 2005/2006 terminou na sexta posição na Série B o que lhe permitiu disputar o acesso para a elite italiana e mais uma vez não foi bem sucedido. Na temporada 2007/2008 terminou na vigésima segunda posição na Série B o que lhe rebaixaria mais uma vez para a Liga Pro Prima Divisione. Nesta divisão do campeonato italiano a equipe conseguiu subir para disputar a Série B em 2008/2009. No ano seguinte, a equipe fez uma ótima campanha e foi vice camepã e conseguiu o acesso junto com a equipe do Lecce.

Serie A, Serie B e Falência

editar

No seu regresso à série A, na temporada 2010/2011, a equipe passou por uma temporada de maus resultados que o levaram a disputar as posições inferiores da tabela de classificação. Mas nos jogos próximos do fim do campeonato, a equipe conseguiu bons resultados, fazendo-os somar 21 pontos e assim manter-se na elite do futebol.

Desde o rebaixamento, Cesena também reestruturou suas finanças, que a empresa reverteu na fusão com a holding intermediária Cesena 1940 Srl em dezembro de 2012. A empresa detinha 98,23% das ações da AC Cesena SpA. Após a fusão, outra holding intermediária, Opera Cesena Calcio Srl representada por Igor Campedelli (de investidor desconhecido através da Romagna Sport Srl), que anteriormente detinha 65,03% das ações da Cesena 1940 Srl, vendeu 27,6% das ações da Cesena para a GMG Srl, uma empresa de Giorgio Lugaresi, que já detinha 30,06% das ações da Cesena 1940 Srl antes da fusão. Em 24 de abril de 2013, Giorgio Lugaresi foi reeleito presidente da AC Cesena SpA. Após as transações, o clube também recapitalizou € 9,5 milhões durante a temporada 2013-14, a fim de evitar a falência, que a GMG Srl, por meio da subsidiária Cesena & Co. Scarl, detinha 9.499.000 das 9.500.000 ações (99,9895%) do Cesena em 30 de junho de 2014, com valor nominal de 1€ por ação. Em fevereiro de 2014, Cesena estava sob investigação criminal pela fraude na era Campedelli. Campedelli foi banido por 6 meses em março de 2013 pela FIGC.

Apesar das dificuldades financeiras, Cesena foi promovido de volta à Série A em 18 de junho de 2014, vencendo o Latina nos playoffs por 4–2 no total. Nessa partida, a maior parte dos jogadores (12 de 20) foram emprestados por outros clubes, sendo que apenas 4 jogadores estavam sob contrato do Cesena como titular (Renzetti, De Feudis, Garritano e Defrel) e 4 jogadores no banco (Alberto Iglio, Consolini, Rodríguez e Succi). Financeiramente, Cesena teve mais um ano de EBITDA negativo na temporada 2013-14, por cerca de € 11 milhões, se excluirmos do cálculo os lucros inesperados da negociação de jogadores.

Em setembro de 2016, o clube e o ex-presidente Campedelli também foram processados ​​pelo Ministério Público por falsa contabilidade na troca de jogadores (Fabbri – Palumbo e Nagatomo – Caldirola – Garritano). processo, mas o clube optou por se declarar culpado por uma multa de € 80.000.

Em junho de 2018, Cesena foi novamente acusado de falsa contabilidade na troca de jogadores com o Chievo. O Ministério Público pede pena de Cesena em até 15 pontos, acusando o preço dos negócios de ter sido inflacionado. Porém, como o Cesena foi encerrado em 2018, o clube não foi penalizado. Um apelo a um departamento do Comitê Olímpico Nacional Italiano, declarando que a dedução de pontos deveria ser aplicada à temporada 2017-18, fazendo com que Virtus Entella, que originalmente foi rebaixado na temporada 2017-18 da Série B, fizesse outro apelo ao Tribunale Amministrativo Regionale del Lazio, por readmissão na Série B de 2018–19.

Em 16 de julho de 2018, o Cesena declarou falência e foi proibido de participar da Série B de 2018–19.

Jogadores Notáveis

editar

Esta lista inclui jogadores já aposentados contribuiram para a história da equipe.

Títulos

editar
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
  Serie C 1 1967-68
  Serie C1 1 1997-98
  Lega Pro Prima Divisione 1 2008-09
  Serie D 1 1959–60
  Coppa Italia Lega Pro 1 2003-04
Outros

Uniformes

editar

Uniformes dos jogadores

editar
  • Uniforme principal : Camisa branca, calção e meias brancas.
  • Uniforme reserva : Camisa preta, calção e meias pretas.
  • Uniforme alternativo : Camisa azul, calção e meias azuis.
Titular
Reserva
Alternativo

Uniformes anteriores

editar
  • 2016-17
Titular
Reserva
Alternativo
  • 2014-15
Titular
Reserva
Alternativo
  • 2011-12
Titular
Reserva
Alternativo
  • 2010-11
Titular
Reserva
Alternativo
  • 2009-10
Titular
Reserva
Alternativo
  • 2005-07
Titular
Reserva
Alternativo

Referências

   Este artigo sobre clubes de futebol italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.