Abrir menu principal
Pit bull com dispositivo que evita ataque, a focinheira.

Ataque de cães ou ataque de cachorro é o ataque geralmente através de mordidas proferido por cães aos seres humanos ou outros animais.

DescriçãoEditar

Os ataques de cachorro representam em sua grande maioria como ataques leves, como mordidas, porém em menores casos, apresentam fatalidades, tanto para o animal como para a pessoa atacada. Cerca de 50% dos ataques de cães são cometido contra seus proprietários e dentro de suas próprias residências. Esse tipo de ataque tem recebido notória atenção desde o século 20 até os dias atuais.[1]

Estimativas atuais consideram que 2% da população dos Estados Unidos (4,7 milhões de pessoas) são atacadas por cães todos os anos.[2] Nos anos 80 e 90, foi constatado cerca de 17 casos com mortes por ano, enquanto que a partir de 2000, esse número subiu para 26.[3] 77% dos cães são cães doméstico são da própria família ou de amigos, e 50% dos ataques acontecem dentro de residências.[3]

Uma pessoa mordida por um cão é um potencial sujeito a doenças causadas pelo parvovirus ou vírus da raiva, devendo esta entrar em contato com a rede médica o mais rápido possível. Uma mordida de um animal pode causar uma série de infecções bacterianas como a osteomielite, necessitando de tratamento. No caso da transmissão da Capnocytophaga canimorsus (uma bactéria gram-negativa) causada por uma mordida pode causar sepsias em paciente sensíveis a esta bactéria.

Referências

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.