Abrir menu principal

Wikipédia β

Ativo (relação sexual)

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Em uma relação sexual homossexual, o termo ativo refere-se à pessoa que faz sexo penetrando anal ou oralmente outra pessoa, que por sua vez, assume a posição de oposto e por isso é chamado passivo. Por extensão, a palavra ativo também é usada para identificar pessoas que geralmente preferem esta posição sexual, ou que pretendem desempenhar um papel mais dominante durante o sexo. A pessoa que escolhe uma ou outra posição sexual é chamada de "versátil".

Este termo é usado tanto para as relações lésbicas como para as relações entre homossexuais do sexo masculino. O termo também se aplica no caso da prática heterossexual conhecida como pegging, em que a mulher é "ativa" e invade o homem "passivo" por um brinquedo sexual.

Na prática BDSM, o termo ativo se aplica às pessoas que exercem o papel dominante.

Em inglês o termo "Top" é usado em referência ao ativo, e "Bottom" para passivo, enquanto que no linguajar da sexologia ou jargão da psicologia, a terminologia "insertivo" e "receptivo" também possa ser por vezes usada para ativo e passivo respectivamente, uma vez que são termos derivados dos verbos inserir e receber aludindo aos papéis sexuais.

Âmbito legal no mundoEditar

Enquanto por vezes o homossexual passivo é condenado pelos códigos penais de determinados países, o mesmo não acontece com o homossexual ativo. Situação semelhante acontece em alguns países africanos, mas já não relativo aos papéis sexuais, onde as relações lésbicas não são criminalizadas mas as relações homossexuais são, ou as primeiras são menos penalizadas que as últimas.[1][2]

Referências

Ver tambémEditar