Abrir menu principal
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Atom.
Áton
it
n
N5
Aquenáton e Nefertiti com suas filhas enquanto os raios de Aton lhes dão a vida. Museu Egípcio de Berlim.
Outros nomes Atum (mitologia), , Tem, Temu, Tum e Atem

Áton, Aton ou Aten é um neter Egípcio da teosofia conhecida como Atonismo na cidade de Amarna. Historicamente, o primeiro caso de monoteísmo, reconhecido como tal pelos historiadores, foi o culto do faraó Amenhotep IV ou Akhenaton ao deus Aton. "Aton vivo, não há outro exceto ele!", disse o faraó. [1] [2] O monoteísmo é a base central da crença Monoteísta adotada por diversas religiões como o Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, etc.[3]

Segundo a egiptologia moderna, o culto a Aton não é o resultado de uma simples reforma religiosa, ou de um indivíduo em determinado período, mas um processo de mentalidade que ocorreu em um longo espaço de tempo na História, onde Aton é o fruto da metamorfose do deus Ra, e consequentemente alcança a supremacia entre os deuses. As primeiras menções do nome do deus Aton é encontrada por volta da XII dinastia.[4]

Akhenaton na forma de uma esfinge adorando a Aton. Cartucho esquerdo com os nomes de Aton e Akhenaton.

O deus do sol Aton ganhou grande notoriedade no reinado de Amenhotep III, quando ele ainda era retratado como um homem com cabeça de falcão. Durante o reinado de seu sucessor Amenhotep IV, Aton tornou-se a principal divindade do Estado Egípcio. Depois disso, Amenhotep IV mudou seu nome para Aquenáton ( "agradável Aton"), para mostrar a sua estreita relação com esta divindade.[5]

No reino do faraó Aquenáton, o deus Áton era representado como um disco solar, fonte de energia da vida terrena, cujo símbolo dos raios terminavam como mãos que seguravam a chave do Ankh.[6]

Nomes derivados de AtonEditar

  • Akhenaton: "agrada a Aton"
  • Ahetaton: "Horizonte de Aton". A cidade capital construída por Akhenaton, localizada na região conhecida como Amarna.
  • Anhesenpaaton: "Sua vida é Aton"
  • Baketaton: "Servo de Aton"
  • Merytaton: "Meu Aton favorito"
  • Meketaton: "O que olha para Aton"
  • Neferneferuaton: «O mais bonita do Aten"
  • Tutankhaton: "Viver à semelhança de Aton"

    Referências

  1. Akhenaton apud Maj Sandman, Texts from the of Akhenaton. [S.l.: s.n.] p. 7 
  2. Reza, Aslan (2017). God: A Human History. New York: Random House. p. 90-92. ISBN 978-85-378-1765-0 
  3. Leonel Oliveira, ed. (1997). «Áton». Nova Enciclopédia Larousse. 3. Lisboa: Círculo de Leitores. 716 páginas. ISBN 972-42-1476-1 
  4. Wilkinson, Richard H. (2003). Os Deuses completos e deusas do antigo Egito. Thames & Hudson. pp. 236-240
  5. Cyril Aldred, Akhenaton o Faraó do Sol, Newton & Compton.
  6. Collier, o Mark e Manley, por Bill. Para a leitura egípcia Como Hieróglifos: 2nd Edition é. Berkeley: University of California Press, 1998, p. 29
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Áton
  Este artigo sobre mitologia egípcia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.