Abrir menu principal

Estructura química de la atomoxetina
Atomoxetina

N-metil-γ-(2-metilfenoxi)-,
(γR)-benzenepropanamina
Número CAS
83015-26-3
ATC
N06B A09
Fórmula química C17 H21 NO
Peso molecular 255,36 g/mol
Metabolismo Hepático, vía CYP2D6
Meia-vida Aprox. 5 horas
Status legal Classe A3

Brasil


Medicamento de prescrição

Estados Unidos



Lista IV Argentina

Administração Oral (cápsulas 5, 10, 18, 25, 40 y 60 mg)
Strattera.JPG

A atomoxetina é um agente neurotônico, indicado exclusivamente para o tratamento de TDAH. Apesar de classificar-se como antidepressivo, não tem efeitos clínicos estudados e aprovados para este propósito. É um bloqueador seletivo da recaptura de noradrenalina cuja patente pertence ao laboratório Eli Lilly and Company. Há genéricos fabricados em outros países sob os nomes Tomoxetin (Torrent Pharmaceuticals), Attentin (Ranbaxy Laboratories - divisão Solus) e outros.

No Brasil, a Eli Lilly entrou com ação em 2014 para garantir exclusividade na venda do medicamento, mas o pedido foi negado e julgado improcedente, desta forma garantindo a possibilidade da produção de genérico.[1] Em 2016, o registro do medicamento da Eli Lilly na Anvisa venceu e não foi renovado.[2]

Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.