Atreyu

Banda de metalcore norte-americana
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre uma banda. Se procura o personagem do livro A História Sem Fim, veja Die Unendliche Geschichte.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Atyrau, nem com Atreu.

Atreyu é uma banda norte-americana de metalcore formada em Yorba Linda, Califórnia, no ano de 1998.[1] A banda atualmente consiste no vocalista Brandon Saller, os guitarristas Dan Jacobs e Travis Miguel, o baixista Marc "Porter" McKnight e o baterista Kyle Rosa. O nome da banda vem de um personagem do romance e filme alemão The NeverEnding Story. A banda fazia parte do selo independente Victory Records, porém assinou contrato com a Hollywood Records e com a Roadrunner em 2007.

Atreyu
Atreyu - 2019160152338 2019-06-09 Rock am Ring - 0105 - 5DSR1244.jpg
Atreyu se apresentando em 2019. Da esquerda para a direita: Marc McKnight, Kyle Rosa, Brandon Saller, Dan Jacobs e Travis Miguel.
Informação geral
Origem Yorba Linda, Califórnia
País Estados Unidos
Gênero(s) Metalcore, post-hardcore, metal alternativo, hard rock, heavy metal
Período em atividade 1998 - 2011
2015 - atualmente
Gravadora(s) Hollywood
Victory
Tribunal
Spinefarm
Roadrunner
Afiliação(ões) Avenged Sevenfold
Bleeding Through
Crushed on You
Hideki
Trapt
Fake Figures
Hell or Highwater
I Am War
Integrantes Brandon Saller
Dan Jacobs
Travis Miguel
Marc McKnight
Kyle Rosa
Ex-integrantes Chris Thompson
Brian O'Donnell
Kyle Stanley
Alex Varkatzas
Página oficial http://atreyuofficial.com/

Desde sua formação, Atreyu lançou oito álbuns de estúdio, sendo eles: Suicide Notes and Butterfly Kisses (2002), The Curse (2004), A Death-Grip on Yesterday (2006), Lead Sails Paper Anchor (2007), Congregation of the Damned (2009), Long Live (2015), In Our Wake (2018) e Baptize (2021), alguns tendo vendido mais de 8 mil cópias.

HistóriaEditar

O início, anos independentes, Visions e Fractures in the Facade of Your Porcelain Beauty (1998 - 2001)Editar

Originalmente chamada Retribution, a banda mudou seu nome para "Atreyu" em homenagem ao personagem de mesmo nome do livro de fantasia de Michael Ende, The Neverending Story. A mudança de nome veio por causa de uma mudança de membros e uma progressão em seu estilo musical.[2] Em 1998, Atreyu lançou um EP independente de sete faixas intitulado Visions, inicialmente bastante ligado ao hardcore punk e post-hardcore, com os vocais gritados de Alex Varktazas. O EP foi vendido em suas apresentações ao vivo. Seu segundo lançamento foi um EP de cinco faixas intitulado Fractures in the Facade of Your Porcelain Beauty, lançado pelo selo underground Tribunal Records. O EP apresentava faixas que seriam retrabalhadas para lançamentos posteriores. Atreyu assinou com a Victory Records em 2001, e seus trabalhos mais aclamados pela crítica viriam desses lançamentos.[3] A formação consistia originalmente em Alex Varkatzas (vocal principal), Dan Jacobs (guitarra principal), Travis Miguel (guitarra base) e Kyle Stanley (baixo). Na época dessa formação eles não tinham baterista até 1999, quando Ryan Saller convidou seu irmão mais novo, Brandon Saller, para ser o baterista do grupo.

Suicide Notes and Butterfly Kisses e The Curse (2001 - 2004)Editar

Em 2001, Atreyu assinou com a Victory Records, mais tarde lançando em 2002 o seu primeiro álbum de estúdio Suicide Notes and Butterfly Kisses. A banda logo começou a abordar temas sombrios de vampirismo, inspirados nas Crônicas Vampirescas de Anne Rice. Brandon Saller cantou para a banda como um segundo vocalista, que se tornaria mais prolífico em seus lançamentos posteriores, no entanto, para Suicide Notes and Butterfly Kisses, suas partes se limitaram a refrões. Videoclipes foram filmados para os singles "Ain't Love Grand" e "Lip Gloss and Black". O último vídeo encontrou airplay significativo no Headbangers Ball no outono de 2003, dando ao Atreyu parte de sua atenção mainstream inicial. Kyle Stanley saiu da banda e foi substituído primeiro por Chris Thomson, e depois por Marc "Porter" McKnight em 2004.

 
Atreyu durante um concerto em 2004. Da esquerda para a direita: Dan Jacobs, Marc McKnight e Alex Varkatzas.

O segundo álbum da banda, The Curse, foi lançado em 2004, vendendo 450.000 cópias. A banda foi então apresentada na trilha sonora do filme Mr. and Mrs. Smith com um cover de "You Give Love a Bad Name" de Bon Jovi. Atreyu também foi destaque na trilha sonora de Underworld: Evolution com a canção "Her Portrait in Black". O vídeo da canção mostra a banda em performance intercalando com cenas do filme. O single "Right Side of the Bed" também apareceu no videogame de corrida Burnout 3: Takedown.

A Death-Grip on Yesterday (2006)Editar

Atreyu lançou seu terceiro álbum de estúdio, A Death-Grip on Yesterday, em 28 de março de 2006. O álbum alcançou a posição 9 na Billboard 200, com vendas de 69.000. A banda ganhou ainda mais fama quando o primeiro single, "Ex's and Oh's", apareceu na trilha sonora de Madden NFL 07. O álbum foi dito por ter um equilíbrio entre os vocais melódicos de Brandon Saller e os gritos agressivos de Alex Varkatzas, e foi recebido com críticas positivas.

Lead Sails Paper Anchor (2007)Editar

No início de 2007, Atreyu assinou um contrato com a Hollywood Records e um contrato internacional com a Roadrunner Records. Com uma nova gravadora, a banda começou a preparar seu quarto álbum de estúdio, Lead Sails Paper Anchor. Um quebra-cabeça foi divulgado no site da banda, já que o objetivo era colocar todos os clipes de áudio do single "Becoming the Bull" na ordem correta, formando a música inteira. Lead Sails Paper Anchor foi lançado em 28 de agosto de 2007 e estreou no número 8 na Billboard 200 com vendas na primeira semana de 43.000 cópias. O lançamento americano do álbum teve uma faixa bônus, um cover da música "Epic" de Faith No More enquanto a faixa bônus européia e australiana era um cover de "Clean Sheets" dos Descendents. O álbum foi recebido com críticas mistas e foi uma mudança notável no som da banda.

 
O guitarrista principal Dan Jacobs realizando um solo de guitarra na Espanha.

Atreyu fez uma turnê nos Estados Unidos na turnê Taste of Chaos 2008, ao lado de bandas como Avenged Sevenfold, Bullet for My Valentine, D'espairsRay, Mucc e Blessthefall. A banda também fez turnê com os co-headliners de Avenged Sevenfold e Bullet for My Valentine na Austrália e Nova Zelândia. Eles também tocaram na turnê Taste of Chaos no Reino Unido, estrelando com Story of the Year e As I Lay Dying. Em 22 de abril de 2008, Lead Sails Paper Anchor foi relançado com uma nova capa, duas faixas bônus, um DVD e um livreto digital.

Congregation of the Damned e Covers of the Damned (2009 - 2010)Editar

O quinto álbum de estúdio de Atreyu, Congregation of the Damned, foi lançado em 27 de outubro de 2009. O álbum, que foi produzido por Bob Marlette (que trabalhou com Ozzy Osbourne e Airbourne) e mixado por Rich Costey (que trabalhou com System of a Down e Rage Against the Machine), foi considerado "mais sombrio" e "pesado", tendo influências dos primeiros álbuns da banda. O álbum aborda algo "obscuro e perturbador". O vocalista Alex Varkatzas foi capaz de escrever sobre os temas mais sombrios e pessoais. De acordo Varkatzas, o álbum:

A banda também descreveu o álbum como:

 
O ex-vocalista e letrista Alex Varkatzas em concerto com a banda.

Atreyu começou uma turnê com Hollywood Undead, Escape the Fate e The Sleeping em outubro, e com promoção de canções de Congregation of the Damned como "Bleeding Is a Luxury" no K-Rockathon 14 no New York State Fairgrounds, Syracuse, Nova York, e "Gallows". Atreyu também promoveu o álbum com cinco webisodes, lançado quinzenalmente de 1 de setembro a 20 de outubro. Congregation of The Damned estreou em 18º lugar na Billboard 200, vendendo 27.412 cópias em sua primeira semana. Atreyu anunciou que gravariam um EP chamado Covers of the Damned com os companheiros de turnê Chiodos, Blessthefall, Endless Hallway e Architects (Reino Unido). Era para ser lançado em 12 de outubro, mas vazou na internet em 9 de outubro. Atreyu fez uma turnê pela Austrália em novembro de 2010 com o No Sleep Til Festival tocando na maioria das locações com Dropkick Murphys, Alkaline Trio, Megadeth e muitos mais. Em dezembro, junto com Bring Me the Horizon, eles apoiaram Bullet for My Valentine em todo o Reino Unido.

Long Live (2015 - 2018)Editar

Long Live é o sexto álbum de estúdio da banda. O álbum foi lançado em 18 de setembro de 2015 pela Spinefarm Records. É o primeiro álbum após o hiato da banda desde Congregation of the Damned lançado em 2009. Long Live atingiu o ponto 26 no Billboard 200, tornando-se o primeiro álbum de Atreyu desde The Curse a perder o top 20 do gráfico.

In Our Wake e saída de Alex Varktazas (2018 – 2020)Editar

Em 22 de maio de 2018, o Metal Injection relatou que o frontman do Atreyu, Alex Vakatzas, se reuniu com Lou Brutus do HardDrive Radio no Rock on the Range, e sugeriu que um possível novo álbum será lançado no outono de 2018.

Em 23 de agosto de 2018, Atreyu lançou um single intitulado "Anger Left Behind" e anunciou que seu próximo álbum, In Our Wake, será lançado em 12 de outubro de 2018. Em 11 de setembro, Atreyu lançou três singles, incluindo "Anger Left Behind", "In Our Wake" e "The Time Is Now" incluindo um videoclipe para a música "In Our Wake".[4] Em 12 de outubro de 2018 foi lançado o sétimo álbum da banda, In Our Wake. O álbum foi lançado através da Spinefarm Records. Atreyu fez uma turnê para divulgar In Our Wake durante o outono de 2018. Memphis May Fire, Ice Nine Kills e Sleep Signals se juntaram para dar suporte.[5]

Em 19 de agosto de 2019, Atreyu anunciou uma turnê de aniversário para comemorar os 20 anos da formação original da banda. O setlist para a turnê era um setlist de 20 músicas e foi escolhido pelos fãs em uma enquete online. A turnê abrangeu 27 cidades e contou com o apoio das bandas Whitechapel, He Is Legend e Tempting Fate.[6]

Em 22 de agosto de 2020, começaram a circular notícias de que Alex Varkatzas, vocalista, letrista e um dos fundadores da banda havia se separado do grupo.[7][8] Depois de alguns rumores, a banda anunciou oficialmente que estava se separando de Varkatzas em 30 de setembro.

Baptize (2020 – presente)Editar

Em outubro de 2020, a banda lançou um single intitulado "Save Us". Eles também anunciaram várias mudanças na formação, incluindo a adição do novo baterista Kyle Rosa, já que Brandon Saller se concentraria apenas nos vocais limpos, enquanto isso, o baixista Marc McKnight se encarregaria dos vocais gritados que antes eram desempenhados por Alex Varktazas.[9]

Em 4 de março de 2021, a banda anunciou seu próximo álbum de estúdio, Baptize, que teve seu lançamento em 4 de junho de 2021, pela Spinefarm Records.[10] Antes do lançamento, eles também lançaram dois singles: "Warrior" com o baterista do Blink-182 Travis Barker e "Underrated".[11]

Estilo musicalEditar

A sonoridade do início da carreira da banda foi descrita principalmente como metalcore[3] em conjunto com post-hardcore,[12] considerado melódico, agressivo e sombrio. Com o lançamento de quarto álbum de estúdio Lead Sails Paper Anchor, a banda deixou a temática mais sombria dos primeiros álbuns a favor de um metalcore e metal alternativo mais seguro, com experimentações eletrônicas e apresentando também influências de hard rock. Com o lançamento de seu quinto álbum de estúdio Congregation of the Damned, a sonoridade passou a ser influenciada pelos temas sombrios dos primeiros álbuns assim como a sonoridade de todo o seu trabalho anterior. A sonoridade posterior e mais recente da banda foi classificada como metal alternativo,[13] bem como outros estilos mais comuns de rock como hard rock e heavy metal. De acordo com Adrien Begrand do PopMatters em uma análise geral da carreira da banda, a música do Atreyu frequentemente apresenta elementos de rock gótico, hardcore punk, screamo, hard rock e heavy metal.[14][14]

Os gritos de Alex Varkatzas sempre foram destaque na sonoridade da banda, presente em quase todas as canções do grupo, embora ele usasse vocais limpos em algumas músicas como "The Theft". Os gritos de Varkatzas sempre entravam em contraste com os vocais limpos e melódicos do baterista Brandon Saller, característica que definiu a sonoridade predominante da banda.

IntegrantesEditar

Atuais
  • Brandon Saller - bateria e vocal (1998-2020), Vocal (2020-presente)
  • Dan Jacobs - guitarra e vocal de apoio (1998-presente)
  • Travis Miguel - guitarra (2000-presente)
  • Marc "Porter" McKnight - baixo e vocal de apoio (2004-presente)
  • Kyle Rosa - bateria (2020-presente)
Ex-integrantes
  • Brian O'Donnell - baixo e vocal de apoio (1998)
  • Kyle Stanley - baixo e vocal de apoio (1999-2001)
  • Chris Thompson - baixo e vocal de apoio (2001-2004)
  • Alex Varkatzas - vocal (1998-2020)

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdioEditar

EP'sEditar

  • Visions (1999)
  • Fractures in the Facade of Your Porcelain Beautys) (2001)
  • Covers of the Damned (2010)

Referências

  1. All Music. «Atreyu - Biography by Bradley Torreano». Consultado em 5 de abril de 2020 
  2. «LAMB OF GOD — Burn The Priest». Metal Express Radio. Consultado em 6 de maio de 2008. Arquivado do original em 17 de setembro de 2009 
  3. a b Torreano, Bradley. Atreyu. AllMusic. Retrieved December 8, 2007.
  4. Kaufman, Spencer (25 de agosto de 2018). «Atreyu Announce New Album, In Our Wake, Release Two New Songs». Consequence of Sound. Consultado em 25 de agosto de 2018 
  5. «The Noise Presents: Atreyu's In Our Wake Tour With Memphis May Fire, Ice Nine Kills & Sleep Signals / the NOISE». Bringthenoise.com 
  6. Trapp, Philip. «Atreyu Announce 20th Anniversary Tour + Let Fans Pick Set List». Loudwire.com 
  7. name="lambgoat"
  8. https://www.s/metalinjection.net/news/breakups/atreyu-part-ways-with-vocalist-alex-varkatzas/amp
  9. «ATREYU Surprise-Releases New Single 'Save Us'; BRANDON SALLER Opens Up About ALEX VARKATZAS's Departure». Blabbermouth.net. 15 de outubro de 2020. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  10. «Atreyu Recruit Blink-182's Travis Barker For 'Warrior'». www.antimusic.com (em inglês). Consultado em 4 de março de 2021 
  11. Kennelty, Greg (4 de março de 2021). «ATREYU Teams Up With BLINK-182's Travis Barker for New Song "Warrior"». Metal Injection (em inglês). Consultado em 4 de março de 2021 
  12. Falzon, Justin (18 de abril de 2006). «Atreyu - A Death Grip on Yesterday». IGN 
  13. «Atreyu part ways with founding vocalist Alex Varkatzas». Lambgoat. 22 de agosto de 2020. Consultado em 8 de junho de 2021 
  14. a b Begrand, Adrien (11 de julho de 2004). «Atreyu: The Curse». PopMatters 

Ligações externasEditar

   Este artigo sobre uma banda ou grupo musical dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.