Abrir menu principal

Wikipédia β

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2018)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

No direito romano é definida por auctoritas uma certa legitimação socialmente reconhecida, que procede de um saber e que se outorga a uma série de cidadãos. Ostenta a auctoritas aquela personalidade ou instituição, que tem capacidade moral para emitir uma opinião qualificada sobre uma decisão. Se bem que tal decisão não é vinculante legalmente, nem pode ser imposta, tem um valor de índole moral muito forte. O termo não é traduzível, e a palavra portuguesa "autoridade" apenas é uma parte do significado da palavra latina.

O conceito é contraposto ao de potestas (o "poder" socialmente reconhecido).

A fonte de auctoritas foi nomeadamente o senado romano, se bem que uma série de personalidades importantes também a tinham quando não ocupavam cargos de magistraturas com potestas. Mas durante o Baixo Império a auctoritas derivava diretamente do próprio imperador.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar