Enquanto Ímer bebe na teta de Auðumbla, Búri é formado do gelo; pintura de Nicolai Abraham Abildgaard (1790)

Na mitologia nórdica, Audumbla (ou Audhumla, Audhumbla; nórdico antigo: Auðhumbla) era a vaca alimentadora, a Mãe terra, nascida como Ímer, do gelo derretido.[1]

A vaca, para os germânicos, era o ancestral da vida, símbolo da fecundidade. Das tetas da vaca Audumbla corriam quatro rios de leite, ela se alimentava do sal que o gelo continha, e que ela fundia ao lamber. Enquanto Ímer bebia o leite e ganhava novas forças, a vaca fez surgir, das cálidas gotas que salpicavam os rochedos cobertos de neve, outro ser vivo e de forma humana, Búri. Primeiro, seus cabelos tomaram forma, depois a cabeça e por fim o corpo todo. Búri, que gerou Borr, que gerou Odin, Vili e .

Referências

  1. «vaca Vink» (em inglês). SCCS. Consultado em 16 de dezembro de 2011 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Audumbla
  Este artigo sobre mitologia nórdica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.