Abrir menu principal
Augusto Cabrita
Nome completo Augusto António do Carmo Cabrita
Nascimento 16 de março de 1923
Barreiro, Portugal
Morte 1 de fevereiro de 1993 (69 anos)
Nacionalidade português
Ocupação fotógrafo, diretor de fotografia e realizador cinematográfico
Prémios Prémio Bordalo (1970) Televisão

Augusto Cabrita (Barreiro, 16 de março de 19231 de fevereiro de 1993) foi um fotógrafo, diretor de fotografia e realizador cinematográfico português. Recebeu o Prémio Bordalo (1970), na categoria "Televisão".

Índice

BiografiaEditar

Augusto Cabrita nasceu e, 16 de março de 1923, no Barreiro (distrito de Setúbal).[1]

Como fotógrafo, entre várias obras, efectuou a ilustração fotográfica de toda a obra literária de Carlos Oliveira.[2]

Foi também autor de capas de discos de Amália Rodrigues, Simone de Oliveira, Carlos Paredes e Luiz Goes. Em 1957 realizou a reportagem da visita da rainha Isabel II a Portugal, e continuou, na década de 1960, com documentários para a televisão portuguesa.

A sua estreia no cinema foi como diretor de fotografia do filme/documentário Belarmino (1964), de Fernando Lopes, que retrata a vida do desportista Belarmino Fragoso.[2][3][4]

Augusto Cabrita morreu em 1 de fevereiro de 1993.[1]

Em 1999 "Escola Secundária do Alto do Seixalinho" passa a denominar-se "Escola Secundária Augusto Cabrita", localizada no Barreiro, cidade onde se encontrava o seu estúdio, que ficou a cargo do seu filho.[1][2]

ObraEditar

CinemaEditar

  • Improviso sobre o Algarve (curta-metragem, 1960)[2]
  • Macau (curta-metragem, 1961)[2]
  • Os Caminhos do Sol com Carlos Vilardebó (documentário, 1966)[2][4]
  • Viana e o seu Termo (curta-metragem, 1969)[2]
  • Hello Jim (documentário, 1970)[4]
  • Na Corrente (curta-metragem, 1970)[2][5]
  • A Viagem (curta-metragem, 1970)[2][5]
  • O Mar Transporta a Cidade (curta-metragem, 1977)[2]
  • A Nova (curta-metragem, 1978)[2]
  • Uma História de Comboios (documentário, 1978)[2][4]
  • Lisboa (documentário TV, 1979)[4]
  • Açores, Ilhas do Atlântico com Fernando Lopes (1979)[2]

Livros fotográficosEditar

  • 50 Anos da CUF no Barreiro (Estúdios Cor, Lisboa, 1958-59)
  • Portugal, um País que Importa Conhecer (Panorama, Lisboa, 1972)
  • Setenave - Estaleiros Navais de Setúbal (sem data)
  • Cozinha Tradicional Portuguesa de Maria de Lourdes Modesto com Homem Cardoso (Lisboa, Verbo, 1982)[2][6]
  • As Mais Belas Vilas e Aldeias de Portugal com texto de Júlio Gil (Lisboa, Verbo, 1984)[2][7]
  • Os Mais Belos Castelos e Fortalezas de Portugal com texto de Júlio Gil (Lisboa, Verbo, 1986)[2][8]

Principais distinçõesEditar

Títulos honoríficosEditar

  • 1985 - Augusto António do Carmo Cabrita foi feito Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, a 24 de agosto[2][9]
  • 1986 - Medalhão "Barreiro Reconhecido" (área da Cultura, Artes e Letras)[2]
  • 1991 - Medalha de Mérito Distrital de Setúbal[2]

PrémiosEditar

  • Prémio Rizzoli (Prémio Internacional de Fotografia Publicitária), Itália
  • 1.º Prémio de "Melhor Conjunto dos Expositores Nacionais" (1958)
  • Prémio da Crítica (1962)
  • Prémio Nacional de Cinema, pela fotografia do filme "Belarmino" (1964)
  • Troféu "Foca de Ouro - Prémio Laïca", 1.º Prémio Internacional de Reportagem de televisão, Estado de São Paulo, Brasil (1968)
  • Prémio Bordalo (1970), ou Prémio da Imprensa da Casa da Imprensa, especificamente Prémio Especial "Telecineasta" na categoria "Televisão", pelos seu trabalho com relevância para os filmes Na Corrente e A Viagem. O outro premiado nesta categoria foi Vitorino Nemésio.[5]
  • Prémio Nacional de Cinema «Aurélio Paz dos Reis», "Realização" (1971)

Referências

  1. a b c Soares, Clara Delca (2007). «Blog "Jaguar. Ao Ritmo de Cada Um" : "Os Nossos Grandes Fotógrafos - Augusto Cabrita"». Semanário Sol. Consultado em 5 de outubro de 2009. Arquivado do original em 19 de novembro de 2013 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s Ministério da Educação : Gabinete do Secretário de Estado da Administração Educativa (14 de janeiro de 1999). «Despacho n.o 602/99 (2.a série)». Diário da República n.º 11/1999, Série II. pp. 492, 492 (27,28). Consultado em 8 de outubro de 2017 
  3. OCLC 66274422 (em inglês). Consultado em 8 de outubro de 2017
  4. a b c d e Augusto Cabrita (em inglês) no Internet Movie Database. Consultado em 8 de outubro de 2017
  5. a b c «Prémios Bordalo». Em 1970 denominado "Prémio da Imprensa". Sindicato dos Jornalistas. 22 de janeiro de 2002. Consultado em 4 de outubro de 2017 
  6. OCLC 644411656 (em inglês). 7.a ed. (1988) . Consultado em 8 de outubro de 2017
  7. OCLC 644411656 (em inglês). Consultado em 8 de outubro de 2017
  8. OCLC 254366740 (em inglês). Consultado em 8 de outubro de 2017
  9. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Augusto Cabrita". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 8 de outubro de 2017 

Ligações externasEditar