Abrir menu principal

Aurélio Granada Escudeiro

Aurélio Granada Escudeiro
Nascimento 19 de maio de 1920
Alcains
Morte 25 de agosto de 2012 (92 anos)
Ponta Delgada
Cidadania Portugal
Ocupação teólogo, professor universitário, padre católico
Religião Igreja Católica

Aurélio Granada Escudeiro (Alcains, Castelo Branco, 29 de maio de 1920Ponta Delgada, Ilha de São Miguel, Açores, 25 de agosto de 2012) foi o 37.º bispo da Diocese de Angra (Açores). Exerceu funções episcopais nos Açores entre 1974 e 1996, sendo sucedido no cargo por D. António de Sousa Braga.[1]

BiografiaEditar

Nasceu em Alcains, filho de João Lourenço Escudeiro e de Maria Belarmina Nunes Granada Pinheiro. Estudou no Seminário de Gavião e depois no Seminário de Alcains e no Seminário dos Olivais. Antes de obter a ordenação sacerdotal foi docente no Seminário de Gavião.

Foi ordenado presbítero em Portalegre, a 17 de janeiro de 1943, e celebrou a sua primeira missa em Alcains a 24 de janeiro daquele ano. Foi seguidamente pároco em Gavião e Ortiga (1943-1944) e em Mação (1944-1948). Foi depois professor de Moral e Religião no Liceu Nacional de Castelo Branco (1948-1952) e em dois colégios.[1]

Destacou-se como dinamizador da Acção Católica Portuguesa.

Foi eleito bispo titular de Drusiliana e coadjutor de Angra a 18 de março de 1974, dando entrada solene na Sede Episcopal angrense a 19 de junho desse mesmo ano.[1] Após o falecimento de D. Manuel Afonso de Carvalho, foi nomeado bispo residencial a 30 de junho de 1979, tomando posse da diocese um mês depois. A bula de preconização foi emanada do papa João Paulo II.

Foi sucedido como bispo diocesano a 30 de junho de 1996, por D. António de Sousa Braga.

Referências

Ligações externasEditar