Abrir menu principal
Aurora Dourada
Χρυσή Αυγή
Sangue, Honra, Aurora Dourada
Primeiro-secretário Nikolaos Michaloliakos
Porta-voz Ilias Kasidiaris
Fundação 1980
Sede Atenas,  Grécia
Ideologia Neonazismo[1]
Metaxismo
Euroceticismo
Antiglobalização[2][3]
Espectro político Extrema-direita
Religião Ortodoxia[4]
Publicação ΧΡΥΣΗ ΑΥΓΗ
Afiliação europeia Aliança pela Paz e Liberdade
Grupo no Parlamento Europeu Não Inscritos
Parlamento Helénico
0 / 300
Conselhos Regionais
22 / 703
Parlamento Europeu
2 / 21
Cores       Preto
Bandeira do partido
Meandros flag.svg
Página oficial
AD Nacional
Política da Grécia

Partidos políticos

Eleições

Disambig grey.svg Nota: Se procura por a sociedade secreta, veja Ordem Hermética da Aurora Dourada.

Aurora Dourada (em grego Χρυσή Αυγή, transl. Chryssí Avguê) é um partido político grego de extrema-direita liderado por Nikoláos Michaloliákos. É amplamente visto, por analistas e jornalistas, como um movimento neonazista[5][6][7][8] e fascista,[9][10][11] embora o grupo rejeite a ideia de ser taxado como tal.[12]

Em 2005 o partido encerrou suas operações políticas e foi absorvido por uma entidade política chamada Aliança Patriótica, que deixou de existir após Michaloliakos retirar seu apoio à organização. Em março de 2007, a Aurora Dourada realizou seu sexto congresso, onde os oficiais do partido anunciaram que voltariam a militar politicamente. Nas eleições municipais de novembro de 2010, a Aurora Dourada obteve 5,3% dos votos em Atenas, adquirindo uma cadeira no Conselho da Cidade (legislativo municipal). Em alguns bairros com grande presença de imigrantes o partido chegou a obter 20% dos votos. Ao entrar na câmara municipal após ser eleito em Atenas, Nikolaos Michaloliakos fez a chamada saudação romana[13] (uma saudação que já existia na Roma Antiga e que foi adoptada pelos fascistas de Benito Mussolini e pelos nazis de Adolf Hitler). O partido tem se envolvido com inúmeras atividades do crime organizado desde pelo menos desde 2013 para se auto-financiar[14] além de se envolver em homicídio de imigrantes[15] além do assassinato de uma cantor antifa[16] e de comunistas em geral.[17] O partido também tem sido acusado de casos de corrupção envolvendo vários outros partidos de extrema direita europeus.[18]

A Aurora Dourada descreve-se como um "movimento popular nacionalista" ou como "nacionalistas descomprometidos". Michaloliakos descreveu a Aurora Dourada como um movimento oposto ao "assim chamado iluminismo" e à Revolução Industrial. O partido também se diz opositor do marxismo e do liberalismo, fator que o torna um tipo de terceira via para espectros políticos. O grupo, que emprega símbolos e gestos similares aos do nacional-socialismo (incluindo a saudação romana), se auto-declara o protetor do cristianismo ortodoxo.[4]

ImigraçãoEditar

A Aurora Dourada opõe-se à presença de imigrantes na Grécia. O partido defende a deportação de todos os imigrantes e o fechamento das fronteiras com o uso de minas terrestres.[19] Em 2012 Giorgios Germenis, ideólogo e candidato da Aurora Dourada, disse que "obviamente, todos os imigrantes ilegais devem partir. Se todos os imigrantes ilegais – que são mais de três milhões – fossem embora, libertariam três milhões de postos de trabalho para os gregos".[20]

Resultados eleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
1996 14.º 4 537
0,1 / 100,0
0 / 300
Extra-parlamentar
2000 Não concorreu
2004
2007
2009 10.º 19 624
0,3 / 100,0
0 / 300
Extra-parlamentar
05/2012 6.º 440 966
7,0 / 100,0
 6,7
21 / 300
 21 Oposição
06/2012 5.º 426 025
6,9 / 100,0
 0,1
18 / 300
 3 Oposição
01/2015 3.º 388 387
6,3 / 100,0
 0,6
17 / 300
 1 Oposição
09/2015 3.º 379 581
7,0 / 100,0
 0,7
18 / 300
 1 Oposição
2019 7.º 165 709
2,9 / 100,0
 4,1
0 / 300
 18 Extra-parlamentar

Eleições europeiasEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/-
1994 19.º 7 242
0,1 / 100,0
0 / 25
1999 Não concorreu
2004
2009 12.º 23 566
0,5 / 100,0
0 / 22
2014 3.º 536 910
9,4 / 100,0
 8,9
3 / 21
 3
2019 5.º 275 821
4,9 / 100,0
 5,5
2 / 21
 1

Referências

  1. Greece's Golden Dawn party describes Hitler as 'great personality'
  2. Tsatsanis, Emmanouil (2011), «Hellenism under siege: the national-populist logic of antiglobalization rhetoric in Greece», Journal of Political Ideologies, 16 (1): 11–31, doi:10.1080/13569317.2011.540939 
  3. Ivarsflaten, Elisabeth (2006), Reputational Shields: Why Most Anti-Immigrant Parties Failed in Western Europe, 1980–2005 (PDF), Nuffield College, University of Oxford, p. 15 
  4. a b Jean-Paul Marthoz (27 de abril de 2015). «Jornalistas pelejam com o aumento do poder de extremistas europeus». CPJ. Consultado em 28 de abril de 2017 
  5. *Wodak, Ruth (2015), The Politics of Fear: What Right-Wing Populist Discourses Mean, Sage 
  6. Explosion at Greek neo-Nazi office, CNN, 19 de março de 2010, consultado em 2 February 2012, arquivado do original em 8 de março de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. Donadio, Rachel; Kitsantonis, Niki (6 de maio de 2012), «Greek Voters Punish 2 Main Parties for Economic Collapse», The New York Times 
  8. Smith, Helena (21 de setembro de 2019). «After murder, defections and poll defeat: the sun sets on Greece's Golden Dawn». The Observer (em inglês). ISSN 0029-7712 
  9. Smith, Helena (16 December 2011), «Rise of the Greek far right raises fears of further turmoil», London, The Guardian  Verifique data em: |data= (ajuda)
  10. Dalakoglou, Dimitris (2012), «Beyond Spontaneity: Crisis, Violence and Collective Action in Athens» (PDF), CITY, 16 (5): 535–545, doi:10.1080/13604813.2012.720760, The use of the terms extreme-Right, neo-Nazi, and fascist as synonymous is on purpose. Historically in Greece, the terms have been used alternatively in reference to the para-state apparatuses, but not only. (pg: 542) 
  11. *Xenakis, Sappho (2012), «A New Dawn? Change and Continuity in Political Violence in Greece», Terrorism and Political Violence, 24 (3): 437–64, doi:10.1080/09546553.2011.633133 
    • Kravva, Vasiliki (2003), «The Construction of Otherness in Modern Greece», Routledge, The Ethics of Anthropology: Debates and dilemmas, p. 169 
  12. «Greek far-right leader savors electoral success», Reuters, Reuters, 6 de maio de 2012 
  13. «A multiplicação de cegos, mortos e extremistas». Estadão.com.br 
  14. Blackmail, protection, money laundering: funding Golden Dawn
  15. Greek Party Accused in Killings and Racist Attacks
  16. Leaders of Greece's far-right Golden Dawn party to stand trial on April 20
  17. Greeks protest against Golden Dawn attack on Communists
  18. Takis Fotopoulos, The NWO in Action, vol. 2, ;Ukraine, The attack on Russia and the Eurasian Union (under publication by Progressive Press)
  19. «Campo de detenção para imigrantes marca ascensão de direita radical na Grécia». Universo Online. Noticias.bol.uol.com.br 
  20. «Imigração». Pt.euronews.com 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aurora Dourada