Autódromo de Anderstorp

Autódromo de Anderstorp
Mapa do circuito.
Informação geral
Localização Anderstorp, Suécia
Fuso horário UTC+1 (DST: UTC+2)
Licença FIA Grau 2
Abertura 1968
Nome(s) anterior(es) Anderstorp Raceway
Eventos principais Fórmula 1
GP da Suécia
(1973–1978)

Mundial de Motovelocidade
GP da Suécia
(1958–1959, 1961, 1971–1990)

DTM
(2020–presente)

Circuito Grand Prix
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 4,025 km (2,501 mi)
Curvas 8
Volta mais rápida 1:21.525 (Marijn van Kalmthout, 2009, EuroBOSS Super Prix)

O Autódromo de Anderstorp (Anderstorp Raceway) é um autódromo localizado na localidade de Anderstorp, e que sediou o Grande Prêmio da Suécia de Fórmula 1 ao longo dos anos 1970.[1] A pista é utilizada por outras categorias até hoje.

Origem de AnderstorpEditar

A pista foi construída numa área de pântano salgado em 1968 e tornou-se um local extremamente popular na década de 1970 graças às presenças de Ronnie Peterson e Gunnar Nilsson na Fórmula 1.[2] Quando recebeu a categoria pela primeira vez em 1973, a cidade de Anderstorp detinha apenas cinco mil habitantes. No circuito merece destaque a Flight Straight, uma reta cuja extensão a converte em aeroporto para os aviões turísticos de pequeno porte que chegam ao sudoeste da Suécia em outras épocas do ano, não obstante a presença de oito curvas no traçado.[3]

Dentre os seis grandes prêmios realizados em Anderstorp merecem destaque a vitória de Jody Scheckter com o Tyrrell de seis rodas numa dobradinha com Patrick Depailler em 1976 e o triunfo de Niki Lauda com o "Brabham ventilador" em 1978.[4][5] Entretanto o interesse dos suecos pela Fórmula 1 foi seriamente comprometido devido à morte de Ronnie Peterson em 11 de setembro daquele ano em razão de um acidente na largada do Grande Prêmio da Itália de 1978 e à 20 de outubro, após nove meses de luta contra um câncer nos testículos, faleceu Gunnar Nilsson.[6][7][8][9] Mediante tais perdas, cancelaram a sétima edição do Grande Prêmio da Suécia, marcada para 16 de junho de 1979, por falta de patrocínio.[10]

Anderstorp também recebeu o Campeonato Mundial de Motovelocidade ao sediar o Grande Prêmio da Suécia entre 19711977 e depois no período 19811990, quando o venezuelano Carlos Lavado conquistou o título de 1986 na categoria 250cc.[nota 1][11] Outros eventos ali ocorridos foram o Campeonato Europeu de Carros de Turismo em 19851987, o Campeonato Mundial de Superbike em 1991 e 1993 e o Campeonato FIA GT em 2002 e 2003. O Campeonato Mundial de Carros de Turismo da FIA (WTCC) esteve em Anderstorp no calendário de 2007, substituindo o Circuito de Istambul, Turquia, mas no ano seguinte deu lugar a Imola.

O circuito foi também um local de clubes de carros populares a partir dos anos 1990.

Vencedores do Grande Prêmio da Suécia em AnderstorpEditar

Ano Vencedor Equipe Resumo
1978   Niki Lauda Brabham-Alfa Romeo Detalhes
1977   Jacques Laffite Ligier-Matra Detalhes
1976   Jody Scheckter Tyrrell-Ford Detalhes
1975   Niki Lauda Ferrari Detalhes
1974   Jody Scheckter Tyrrell-Ford Detalhes
1973   Denny Hulme McLaren-Ford Detalhes

Notas

  1. Em termos leigos o Campeonato Mundial de Motovelocidade é mais conhecido pelo nome de sua categoria principal, a MotoGP, e nos dias atuais a categoria 250cc deu lugar à Moto2.

Referências

  1. «Anderstorp (em inglês) (grandprix.com)». Consultado em 27 de agosto de 2018 
  2. «1973 Swedish Grand Prix - race result». Consultado em 27 de agosto de 2018 
  3. Público terá visão perfeita (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 17/06/1973. Primeiro caderno, Esportes, pág. 45. Página visitada em 27 de agosto de 2018.
  4. «SABINO, Fred. Máquinas Eternas #4: Tyrrell de seis rodas marcou época na Fórmula 1 dos anos 1970 (globoesporte.com)». Consultado em 27 de agosto de 2018 
  5. «SABINO, Fred. Quarenta anos atrás, Brabham usava "carro-ventilador" e vencia com Niki Lauda (globoesporte.com)». Consultado em 27 de agosto de 2018 
  6. Monza mata seu maior vencedor (online). Folha de S.Paulo, São Paulo (SP), 12/09/1978. Esportiva, pág. 36. Página visitada em 27 de agosto de 2018.
  7. Morreu Gunnar Nilsson (online). O Globo, Rio de Janeiro (RJ), 21/10/1978. Matutina, Esportes, pág. 33. Página visitada em 27 de agosto de 2018.
  8. «SABINO, Fred. Ronnie Peterson, o carismático, arrojado e talentoso sueco que morreu há 40 anos (globoesporte.com)». Consultado em 20 de outubro de 2018 
  9. «SABINO, Fred. A triste história de Gunnar Nilsson, morto há exatos 40 anos após luta contra o câncer (globoesporte.com)». Consultado em 20 de outubro de 2018 
  10. Suécia perde a sua prova de Fórmula 1 (online). O Estado de S. Paulo, São Paulo (SP), 17/05/1979. Geral, pág. 32. Página visitada em 27 de agosto de 2018.
  11. Ídolo (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 13/08/1986. Primeiro caderno, Esportes, pág. 32. Página visitada em 29 de agosto de 2018.