Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Espécies autógamas são aquelas nas quais tanto o sexo feminino quanto o masculino estão presentes no mesmo indivíduo, ocorrendo mais frequentemente em plantas.

Na autogamia, verifica-se a fusão de gametas masculino e feminino em um mesmo indivíduo. Nesses casos, a espécie em questão, principalmente plantas, são consideradas hermafroditas.

No caso de espécies vegetais ocorre autopolinização, ou seja, o pólen é proveniente do próprio indivíduo.

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Mecanismos que confere a característica autógama:

  • Cleistogamia

Permite a autofecundação antes de ocorrer a abertura da flor

Ex.:

- Feijão - possui a quilha.

- Tomate - estames formam um cone envolvendo o estigma.

- Leucena - possui também a estrutura quilha.

Ex.:

- Algumas espécies do género Trifolium[1].

- Algumas fruteiras da família das Rosaceas.

  1. Nair, Ramakrishnan; M. Peck, David; D. Rowe, Trevor; S. Dundas, Ian; Dowling, Kate (1 de dezembro de 2007). «Breeding system in Trifolium glanduliferum (Fabaceae)». New Zealand Journal of Agricultural Research. 50: 451–456. doi:10.1080/00288230709510312