Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Automóvel Club de Portugal (também conhecido pela sigla ACP), antes designado como Real Automóvel Club de Portugal ComCMHIHComB, é um clube português fundado em 15 de abril de 1903 e direcionado aos automobilistas.

Índice

HistóriaEditar

Foi fundado a 15 de maio de 1903 como Real Automóvel Club de Portugal. Os seus estatutos foram aprovados pelo Governador Civil de Lisboa a 31 de maio do mesmo ano, data a partir do qual passa a ter existência legal. O rei Carlos I de Portugal figurava como presidente honorário tendo sido ele a desenhar o emblema do clube, enquanto que o seu filho D. Luís Filipe era Vice-Presidente honorário e o Infante D. Afonso de Bragança, Duque do Porto era presidente perpétuo da Assembleia Geral.[1]

A ação desenvolvida pelos dirigentes do Real ACP nos anos que se seguiram à fundação apontou, desde logo, quais os caminhos que o clube deveria trilhar no futuro: luta constante e persistente por leis mais justas e condições mais favoráveis para o automóvel e para os automobilistas; esforços e iniciativas tendentes a melhorar o estado das estradas e a segurança da circulação rodoviária; promoção a todos os níveis do desporto automóvel; desenvolvimento do turismo e incremento das relações com os clubes congéneres estrangeiros.

A 5 de Outubro de 1932 foi feito Comendador da Ordem de Benemerência, a 30 de Maio de 1950 Comendador da Ordem Militar de Cristo e a 28 de Setembro de 1978 Membro-Honorário da Ordem do Infante D. Henrique.[2]

PresidentesEditar

  1. Rei D. Carlos I de Portugal (1903-1910)[1]
  2. José de Azevedo Mascarenhas Relvas (1911-1917)
  3. António Macieira (1918)
  4. Henrique Burnay (1919-1925)
  5. Luís João Afonso de Lancastre Basto Baharem (1925-1928)
  6. Ricardo de Andrade O'Neill (1928-1932)
  7. Carlos dos Santos (1932-1937)
  8. Artur Porto de Melo e Faro (1937-1945)
  9. Domingos Maria do Espírito Santo José Francisco de Paula de Sousa e Holstein Beck (1946)
  10. Pedro Joyce Dinis (1947-1953)
  11. Mário de Gusmão Madeira (1953-1974)
  12. Francisco José Pereira Pinto Balsemão (1974-1980)[1]
  13. Alfredo César Torres (1980-1997)
  14. Alberto Romano (1998-2004)
  15. Carlos de Alpoim Vieira Barbosa (2004-presente)

Referências

  1. a b c www.acp.pt. «História do Automóvel Club de Portugal». www.acp.pt. Consultado em 2 de abril de 2019 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Automóvel Club de Portugal". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 21 de novembro de 2015 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Automóvel Club de Portugal
  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.