B8 Projetos Educacionais

O B8 Projetos Educacionais é uma associação cultural que tem por objetivos apoiar e elaborar ações e projetos nas áreas educacional e científica, particularmente em eventos relacionados às Olimpíadas Internacionais de Ciências.

Atualmente, é responsável pela implementação das edições nacionais de competições acadêmicas como a IJSO e o IYPT, que classificam os melhores estudantes do país para representar o Brasil nos respectivos torneios internacionais. Desde 2007, liderou delegações brasileiras em Taiwan, Coreia do Sul, Azerbaijão, Nigéria, Irã, Argentina, África do Sul e Alemanha, acumulando a conquista de mais de 40 medalhas.[1]

Em 2013, será responsável por selecionar, preparar e liderar o time para os torneios mundiais em Taiwan (IYPT 2013)[2] e na Índia (IJSO 2013).

Torneios NacionaisEditar

IJSO BrasilEditar

 Ver artigo principal: IJSO Brasil

Evento anual que seleciona os seis estudantes brasileiros para a IJSO. É realizado simultaneamente em diferentes regiões brasileiras, premiando os melhores estudantes com medalhas de ouro, prata e bronze.[3][4]

Desde 2011, esta competição ainda classifica dois alunos para a Olimpíada Americana de Ciências, organizada na Argentina.

IYPT BrasilEditar

 Ver artigo principal: IYPT Brasil

Evento anual que seleciona os cinco estudantes brasileiros para o IYPT. A fase final é disputada na cidade de São Paulo, na qual equipes de todo o país se enfrentam em Physics Fights (PFs). São conferidas medalhas de ouro, prata e bronze para os alunos e professores das melhores equipes da competição.[5][6]

Torneios InternacionaisEditar

 
Equipe Brasileira da IJSO 2007.

Todos os estudantes brasileiros que disputaram a IJSO sob a liderança da "B8 Projetos" voltaram ao país com medalhas. Ao todo, foram 36 medalhas em disputas individuais (3 de ouro, 19 de prata e 14 de bronze) e duas por equipes na categoria Experimental (1 ouro e 1 bronze)[7]. A conquista deste ouro inédito em 2012 gerou forte repercussão na mídia, sendo destacada pela TV Globo[8], pela Folha de S. Paulo[9] e ainda pelas revistas IstoÉ[10], Veja[11] e Época[12].

Alunos premiados na IJSOEditar

Ouro:

  • Gustavo Haddad Francisco e Sampaio Braga (2008)
  • Ivan Tadeu Ferreira Antunes Filho (2010)
  • Felipe Brandao Forte (2012)

Ouro (Prova Experimental - Nota Máxima na Prova - 1º Lugar - Inédito):

  • Matheus Henrique de Almeida Camacho (2012)
  • Felipe Brandão Forte (2012)
  • Rubens Martins Bezerra Farias (2012)

Prata:

  • André Hahn Pereira (2007)
  • Cindy Yushi Tsai (2007)
  • Leonardo Pereira Stedile (2007)
     
    Equipe Brasileira da IJSO 2008.
  • Matheus Barros de Paula (2007 e 2008)
  • Cássio dos Santos Sousa (2008)
  • Elder Massahiro Yoshida (2008)
  • Lucas Colucci Cavalcante de Souza (2008 e 2009)
  • Gustavo Haddad Francisco e Sampaio Braga (2009)
  • Ivan Tadeu Ferreira Antunes Filho (2009)
  • Juliane Trianon Fraga (2010)
  • Ramon Silva De Lima (2010)
  • Luciano Drozda Dantas Martins (2011)
  • Liara Guinsberg (2011)
  • Bruno Kenichi Saika (2011)
  • Rubens Martins Bezerra Farias (2012)
  • Pedro Jorge L. A. Cronemberger (2012)
  • Matheus Henrique de A. Camacho (2012)
  • Matheus Henrique de A. Camacho (2013)
  • Leonardo Henrique Martins Fiorentino (2013)
  • Marina Maciel Ansanelli ( 2013)
  • Letícia Pereira de Souza (2013)
  • Lucca Morais de Arruda Siaudzionis (2013)
 
Equipe Brasileira da IJSO 2009.

Bronze:

  • Victor David Santos (2007)
  • Wilson Nunes Hirata (2007)
  • Matheus Lima Barbosa de Tulio (2008)
  • Gustavo de Carlis Miranda (2009)
  • Matheus José de Oliveira Guimarães (2009)
  • Pedro Victor Barbosa Noleto (2009)
  • Liara Guinsberg (2010)
  • Renan Fernandes Moreira (2010)
  • Vinicius Querino Andraus (2010)
  • Nicholas de Souza Costa Lima (2011)
  • Marcelo Rigotto Stachuk (2011)
  • André Carvalho Guimarães (2011)
  • Gabriel Queiroz Moura (2012)
  • Matheus Evangelista de Souza (2012)
  • José Rodolfo de Farias Neto (2013)

Notas

Ligações externasEditar