Bacteriologia

A Bacteriologia é a especialidade da biologia que estuda a morfologia, ecologia, genética e bioquímica das bactérias bem como outros muitos aspectos relacionados com elas. Esta subdivisão de microbiologia envolve a identificação, classificação e caracterização de espécies bacterianas.

Bacteriologia e microbiologiaEditar

Devido à semelhança em se pensar e trabalhar com microorganismos que não sejam bactérias, como protozoários, fungos e vírus, tem havido uma tendência para o campo da bacteriologia se estender como microbiologia.[1] Anteriormente, os termos eram utilizados indistintamente.[2] No entanto, a bacteriologia pode ser classificada como um ramo distinto dentro da biologia.

HistóriaEditar

 
Como o primeiro microscopista e microbiologista reconhecido na história, Antonie van Leeuwenhoek foi o primeiro a descobrir (observar), estudar, descrever, conduzir experimentos científicos com uma grande variedade de organismos microscópicos (incluindo bactérias, que ele chamou de "animálculos") e relativamente determinar seu tamanho, usando microscópios de lente única de seu próprio projeto.[3][4][5][6][7][8]
 
Louis Pasteur em seu laboratório, pintura de A. Edelfeldt em 1885

A descoberta da conexão dos microrganismos às doenças pode ser datada do século XIX, quando o médico alemão Robert Koch introduziu a ciência dos microrganismos no campo médico.[10] Ele identificou bactérias como a causa de doenças infecciosas e processo de fermentação em doenças. Cientista francês Louis Pasteur desenvolveram técnicas de produção de vacinas. Tanto Koch quanto Pasteur desempenharam um papel na melhoria da antissepsia no tratamento médico. Isso teve um enorme efeito positivo na saúde pública e deu uma melhor compreensão do corpo e das doenças. Em 1870-1885, os métodos modernos da técnica bacteriológica foram introduzidos pelo uso de manchas e pelo método de separação de misturas de organismos em placas de meio nutriente. Entre 1880 e 1881, Pasteur produziu duas vacinações bem-sucedidas para animais contra doenças causadas por bactérias e foi bem-sucedido. A importância das bactérias foi reconhecida, uma vez que levou a um estudo de prevenção e tratamento de doenças por vacinas. A bacteriologia se desenvolveu e pode ser estudada na agricultura, biologia marinha, poluição da água, genética bacteriana e biotecnologia.[11][12][13]



Ver tambémEditar

Referências

  1. MacNeal, Ward J. (1 de janeiro de 1914). Pathogenic Micro-organisms: A Text-book of Microbiology for Physicians and Students of Medicine (em inglês). [S.l.]: P. Blakiston's son & Company 
  2. Poindexter, Jeanne Stove; Leadbetter, Edward R. (1 de janeiro de 1986). Methods and Special Applications in Bacterial Ecology (em inglês). [S.l.]: Springer Science & Business Media. ISBN 9780306423468 
  3. Dobell, Clifford (1932). Antony van Leeuwenhoek and His "Little Animals": being some account of the father of protozoology and bacteriology and his multifarious discoveries in these disciplines Dover Publications ed. New York: Harcourt, Brace and Company 
  4. Corliss, John O (1975). «Three Centuries of Protozoology: A Brief Tribute to its Founding Father, A. van Leeuwenhoek of Delft». The Journal of Protozoology. 22 (1): 3–7. PMID 1090737. doi:10.1111/j.1550-7408.1975.tb00934.x 
  5. a b Ford, Brian J. (1992). «From Dilettante to Diligent Experimenter: a Reappraisal of Leeuwenhoek as microscopist and investigator». Biology History. 5 (3) 
  6. Toledo-Pereyra, Luis H.: The Strange Little Animals of Antony van Leeuwenhoek — Surgical Revolution, in Surgical Revolutions: A Historical and Philosophical View. (World Scientific Publishing, 2008, ISBN 978-9814329620)
  7. a b c Lane, Nick (6 de março de 2015). «The Unseen World: Reflections on Leeuwenhoek (1677) 'Concerning Little Animal'». Philos Trans R Soc Lond B Biol Sci. 370 (1666): 20140344. PMC 4360124 . PMID 25750239. doi:10.1098/rstb.2014.0344 
  8. Chung, King-thom; Liu, Jong-kang: Pioneers in Microbiology: The Human Side of Science. (World Scientific Publishing, 2017, ISBN 978-9813202948). "We may fairly call Leeuwenhoek “The first microbiologist” because he was the first individual to actually culture, see, and describe a large array of microbial life. He actually measured the multiplication of the bugs. What is more amazing is that he published his discoveries."
  9. Kelly, Kate: The Scientific Revolution and Medicine: 1450–1700. (Facts on File, 2009, ISBN 978-0816072071, p. 81)
  10. Lakhtakia R (fevereiro de 2014). «The Legacy of Robert Koch». Sultan Qaboos University Medical Journal. 14 (1). PMC 3916274 . PMID 24516751 
  11. Kreuder‐Sonnen, Katharina (2016). «History of Bacteriology». eLS. [S.l.]: Wiley. pp. 1–11. ISBN 9780470015902. doi:10.1002/9780470015902.a0003073.pub2 
  12. Baron S, ed. (1996). «Introduction to Bacteriology». Medical Microbiology 4th ed. [S.l.]: University of Texas Medical Branch at Galveston. ISBN 0-9631172-1-1. PMID 21413299. NBK8120 
  13. The Editors of Encyclopædia Britannica. “Bacteriology.” Encyclopædia Britannica, Encyclopædia Britannica, Inc., 7 Sept. 2010, www.britannica.com/science/bacteriology. Retrieved 22 November 2017
  Este artigo sobre microbiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.