Balés de repertório

{mais notas|data=Março de 2012}}

Ballet de repertório (em francês ballet d'action) é o tipo de ballet que contém uma história dentro dele, que é representada através de danças.[1] O balé de repertório precisa contar com um número razoável de bailarinos e coreografias para ser executado. Tem um conjunto de passos que deve ser seguido, minuciosamente (apesar de às vezes, o coreógrafo fazer adaptações, que devem sempre ser citadas). Os mais conhecidos são O Quebra Nozes, O Lago dos Cisnes, Giselle, Copéllia, Pássaro de Fogo, Esmeralda, Dom Quixote, etc.

Os balés de repertório contam uma história usando a dança, a música e a mímica. Foram montados e encenados durante o século XIX, e até hoje são remontados com as mesmas músicas e suas coreografias de origem, baseados no estilo da escola que vai apresentá-lo. Seguem tradicionalmente sua criação. No palco se apresentam os grandes bailarinos, o corpo de baile: normalmente as sequências de passos não podem ser mudadas. Exemplo: se a cena 1, adágio, não se pode retirar para colocar um alegro.

São obras montadas antes do século XX que são patrimônio da Humanidade.

Essa é uma lista dos mais famosos balés de repertório:

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Dictionnaire Français Larousse, action» 🔗 (em francês). Larousse.fr 
  Este artigo sobre dança é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.