Ballistic: Ecks vs. Sever

filme de 2002 dirigido por Wych Kaosayananda

Ballistic: Ecks vs. Sever (br Dupla Explosiva / pt Balística) é um filme de ação e suspense de 2002 estrelado por Antonio Banderas e Lucy Liu, e dirigido por Wych Kaosayananda (sob o pseudônimo de "Kaos"). Liu e Banderas são agentes secretos que se unem para lutar contra um adversário comum. É uma coprodução internacional entre o Canadá, a Alemanha e os Estados Unidos.

Ballistic: Ecks vs. Sever
Balística[1] (PRT)
Dupla Explosiva[2] (BRA)
Pôster promocional
 Alemanha[3]
 Canadá[3]
 Estados Unidos[3]
2002 •  cor •  91[4] min 
Direção Kaos
Produção Chris Lee
Elie Samaha
Kaos
Roteiro Alan B. McElroy
Elenco Antonio Banderas
Lucy Liu
Gregg Henry
Ray Park
Talisa Soto
Terry Chen
Gênero ação
suspense
Música Don Davis
Cinematografia Julio Macat
Edição Jay Cassidy
Caroline Ross
Companhia(s) produtora(s) Franchise Pictures[3]
Distribuição Warner Bros. Pictures[3]
Lançamento Estados Unidos 20 de setembro de 2002
Idioma inglês
Orçamento US$ 70 milhões[4]
Receita US$ 19.9 milhões[4]

O filme foi chamado de um dos piores filmes já feitos. Foi um fracasso nas bilheterias, o filme arrecadou US$19.9 milhões com um orçamento de US$70 milhões. Com um total de 118 avaliações, o mais alto de um filme com 0% de pontuação, Ballistic: Ecks vs. Sever é o filme mais avaliado na história do Rotten Tomatoes.[5]

Apesar da recepção negativa, o filme não foi indicado para nenhum Framboesa de Ouro. No entanto, Lucy Liu foi nomeada para Pior Atriz no Stinkers Bad Movie Awards de 2002, onde perdeu para Madonna por Swept Away.[6]

Um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa da Game Boy Advance, Ecks vs. Sever, foi lançado em 2001, antes do filme. Recebeu críticas muito positivas e 9/10 no IGN.[7] O jogo foi considerado um feito tecnológico impressionante no GBA e foi mais considerado do que o próprio filme.[8] Um segundo jogo criado após a estreia, Ballistic: Ecks vs. Sever, que segue a trama do filme, é considerado uma sequência do primeiro jogo.

SinopseEditar

Ex-agente do FBI, traumatizado pela morte da mulher, é convocado para combater um criminoso. A ele se une uma exímia lutadora que busca vingança.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

Em 12 de novembro de 1999, o The Honolulu Advertiser anunciou que Chris Lee e Franchise Pictures produziriam Ballistic: Ecks vs. Sever, e que Kaos dirigiria o filme.[9] Em 26 de julho de 2001, a Entertainment Weekly revelou que Liu e Banderas estavam discutindo sobre estrelar o filme, além de duas descrições da premissa do filme: "dois assassinos concorrentes que se unem contra um inimigo comum" e "Bad Boys [1995] encontra The Professional [1981]".[10]

A filmagem principal estava programada para começar em Bangcoc em 5 de novembro de 2001.[11] No entanto, Lee mudou o local das filmagens para o Havaí, antes de finalmente se estabelecer em Vancouver, devido a menores custos de produção e incentivos fiscais superiores.[12] Durante as filmagens de Ballistic, Lee defendeu de várias maneiras um maior financiamento do governo para a indústria cinematográfica do Havaí; por exemplo, aparecendo no evento Hawaii's Film Industry: Global Impact, Global Challenges, realizado em Signature Dole Cannery Theatres em 26 de fevereiro de 2002.[12]

Um artigo de 4 de julho de 2002 no The Honolulu Advertiser relatou que o filme estava na fase de pré-visualização.[13]

Trilha sonoraEditar

O tema original é composto por Don Davis.

A trilha sonora inclui estas faixas:

  1. "Main Title"
  2. "The Name of the Game"
  3. "Smartbomb" [Plump Dj's Remix]
  4. "Heaven Scent" [Original Mix]
  5. "The Flow"
  6. "I Think of You" [Screamer Remix]
  7. "Hell Above Water"
  8. "Go"
  9. "Bloodlock"
  10. "I Need Love"
  11. "The Aquarium"
  12. "Time"
  13. "Anytime"

As seguintes faixas também estão no filme:

RecepçãoEditar

Resposta críticaEditar

Na revisão do agregador de críticas Rotten Tomatoes, com 118 comentários, o filme tem uma rara índice de aprovação de 0% - o que significa não há comentários positivos - recebendo uma classificação média de 2,6/10.[14] A partir de 2020, entre os filmes que possuem, ou mantiveram, uma classificação de 0%, Ballistic tem mais críticas. O consenso crítico do site afirma: "Um filme surpreendentemente inepto, Ballistic: Ecks vs. Sever oferece ação exagerada, de parede a parede, sem uma pitada de humor, coerência, estilo ou originalidade".[15] Em março de 2007, o Rotten Tomatoes classificou o filme nº 1 em sua lista de filmes "Os Piores dos Piores",[16][17] observando-o como "o filme mais comentado da história do site".[18] International Business Times o incluiu em sua lista dos 5 piores filmes de Hollywood já feitos.[19]

Roger Ebert deu ao filme meia estrela em quatro e depois o listou na sua lista de filmes mais odiados. Ele disse sobre o filme: "Ballistic: Ecks vs. Sever é uma bagunça desajeitada, submersa no caos, surgindo ocasionalmente em busca de clichês, sobrecarregada de efeitos especiais e explosões, luz sobre continuidade, sanidade e coerência. Não há nada de errado com o título Ballistic: Ecks vs. Sever que renomeá-lo como Ballistic não teria resolvido. Estranho que eles escolheriam um título tão desagradável quando, de fato, o filme não é sobre Ecks versus Sever, mas sobre Ecks e Sever trabalhando juntos contra um inimigo comum - embora Ecks, Sever e o público demorem muito tempo para descobrir isso".[20] Stephen Hunter, do Washington Post escreveu: "Você poderia rodar o filme para trás, incluindo a trilha sonora, e isso não faria menos sentido".[21]

BilheteriaEditar

Em seu fim de semana de estreia, o filme arrecadou US$7 milhões em 2.705 cinemas por uma média de US$2.591 por sala, ocupando a quarta posição nas bilheterias dos EUA. O filme acabou ganhando US$14.3 milhões nos EUA e US$5.6 milhões internacionalmente, totalizando US$19.9 milhões com um orçamento de produção de US$70 milhões.[4]

Referências

  1. «Balística». Portugal: CineCartaz. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  2. «Dupla Explosiva». Brasil: CinePlayers. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  3. a b c d e «Ballistic: Ecks vs. Sever». AFI Catalog of Feature Films. Consultado em 19 de junho de 2017 
  4. a b c d «Ballistic: Ecks vs. Sever (2002)». Box Office Mojo. Consultado em 27 de setembro de 2012 
  5. Dupla Explosiva, com Antonio Banderas e Lucy Liu, é eleito o pior filme da última década Band.com.br
  6. «Past Winners Database». The Envelope at LA Times. Consultado em 24 de setembro de 2019 
  7. Harris, Craig (30 de novembro de 2001). «Ecks vs. Sever». IGN. Consultado em 12 de outubro de 2014 
  8. Metacritic Review Database for the Ecks vs. Sever GBA game
  9. Wayne, Harada (12 de novembro de 1999). «Show Biz». The Honolulu Advertiser. p. 4C 
  10. Susman, Gary (26 de julho de 2001). «Jennifer Aniston is not pregnant». Entertainment Weekly. Consultado em 12 de janeiro de 2020 
  11. Harada, Wayne (24 de agosto de 2001). «Show Biz». The Honolulu Advertiser 
  12. a b Harada, Wayne (27 de fevereiro de 2002). «Hollywood producer Lee tells why he chose Canada». The Honolulu Advertiser 
  13. Harada, Wayne (4 de julho de 2002). «Show Biz». The Honolulu Advertiser 
  14. Rotten Tomatoes, "Ballistic: Ecks vs. Sever (2002)" Acessado em 12 de junho de 2019.
  15. Rotten Tomatoes, "Ballistic: Ecks vs. Sever (2002)". Acessado em 13 de dezembro de 2017.
  16. «Worst of the Worst». Cópia arquivada em 2 de julho de 2008 
  17. «Ballistic: Ecks vs. Sever» – via www.rottentomatoes.com 
  18. «Moldy Tomatoes: The 10 Worst Movies of the Last 10 Years» 
  19. «Hollywood's Top 5 Worst Movies Ever Made». International Business Times. Consultado em 19 de junho de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2012 
  20. Roger Ebert – Ballistic: Ecks vs. Sever. Retrieved 2009-10-09.
  21. «Goosey Lucy: 'Ballistic,' a Lot of Noisy Dumdum». Washingtonpost.com. 20 de setembro de 2002. Consultado em 17 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 28 de junho de 2011 

Ligações externasEditar