Abrir menu principal
Sir Banastre Tarleton, BtCombatente Militar
Banastre-Tarleton-by-Joshua-Reynolds.jpg
Nascimento 21 de agosto de 1754
Liverpool, Lancashire, Grã-Bretanha
Morte 15 de janeiro de 1833 (78 anos)
Leintwardine, Herefordshire
País Reino Unido Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Flag of Great Britain (1707–1800).svg Reino da Grã-Bretanha
Força Flag of the British Army (1938-present).svg Exército Britânico
Anos em serviço 1775 – 1812
Hierarquia General
Comandos Legião Britânica
Batalhas/Guerras Guerra da Independência dos Estados Unidos
Condecorações Ordem do Banho
Baronete
Outros Serviços Membro do Parlamento Britânico

O general Sir Banastre Tarleton, 1º Baronete, GCB (21 de agosto de 1754 – 15 de janeiro de 1833) foi um proeminente soldado e político britânico.[1]

Ele veio a notoriedade por seu serviço militar durante a Guerra da Independência dos Estados Unidos, onde comandou vários grupamentos de cavalaria do exército britânico e chamou a atenção por suas habilidades de liderança em batalha. Conhecido por seu gênio forte e as vezes por sua brutalidade, várias propagandas feitas pelos americanos diziam que ele foi responsável por alguns massacres contra combatentes do exército continental, especialmente durante a batalha de Waxhaws onde suas tropas teriam assassinado mais de 100 soldados americanos que estavam se rendendo. Na biografia The Green Dragoon: The Lives of Banastre Tarleton and Mary Robinson, escrita por Robert D. Bass (publicada em 1952), ele foi chamado de 'O Açougueiro'.[2][3]

Apesar da fama ruim dentre os americanos, ele foi saudado por lealistas (colonos leais a Coroa) e os militares britânicos como um brilhante líder, por sua determinação e habilidades, mesmo em situações adversas. Seus soldados de cavalaria eram frequentemente chamados de Tarleton's Raiders.[4]

Ele foi mais tarde eleito para o Parlamento Britânico por sua cidade natal de Liverpool e se tornou uma figura proeminente da liderança do Partido Whig. Tarleton tomou algumas posições polêmicas durante sua carreira como político, incluindo apoio pela manutenção do tráfico negreiro. Ele faleceu em janeiro de 1833, em Leintwardine, Herefordshire, aos 78 anos.[1]

Referências

  1. a b "Sir Banastre Tarleton". Página acessada em 19 de fevereiro de 2015.
  2. Cassell's Biographical Dictionary of the American War of Independence, 1763–1783 porMark Mayo Boatner (Cassell, Londres, 1966. ISBN 0-304-29296-6)
  3. Reynolds, Jr., William R. (2012). Andrew Pickens: South Carolina Patriot in the Revolutionary War. Jefferson NC: McFarland & Company, Inc. ISBN 978-0-7864-6694-8 
  4. "Tarleton, Sir Banastre". Encyclopædia Britannica 26 (11º ed.). Cambridge University Press. P. 428.