Abrir menu principal

O bando (em grego: βάνδον; transl.: bándon; plu: banda; em latim: bandum; transl.: lit. "bandeira") foi uma unidade militar e administrativa básica do Império Bizantino Médio. Seu nome deriva do latim bandum, "insignia, bandeira", que por dua vez tem uma origem germânica. O termo foi usado já no século VI como um termo para um estandarte de batalha, e logo veio a ser aplicado para a unidade de transporte como o próprio estandarte. No exército bizantino dos séculos VIII-XI, o bando formou a unidade básica, com cinco ou sete bandos formando um turma, a principal subdivisão de um tema, uma província civil-militar. Cada bando foi comandado por um conde (komes) com 200–400 soldados e 50–100 cavaleiros. Ao contrário de outros termos militares e administrativos do bizantino médio, o bando sobreviveu até o período bizantino tardio, e permaneceu a unidade territorial básica do Império de Trebizonda até sua queda.[1]

Referências

  1. Kazhdan 1991, p. 250.

BibliografiaEditar