Abrir menu principal
Corona de barón.svg
Barão do Candal
Criação D. Maria II
4 de Abril de 1838
Tipo Vitalício – 1 vida
1.º Titular Manuel José Mendes Pacheco de Morais
Linhagem Mendes, Mouzinho de Albuquerque

Barão do Candal é um título nobiliárquico criado por D. Maria II de Portugal, por Carta de 4 de Abril de 1838, em favor de Manuel José Mendes Pacheco de Morais.[1]

Titulares
  1. Manuel José Mendes Pacheco de Morais, 1.º Barão do Candal;
  2. António Pereira Cardoso Mendes de Campos, 2.º Barão do Candal.

Após a Implantação da República Portuguesa, e com o fim do sistema nobiliárquico, usou o título:

  1. Fernando de Castro Pereira Mouzinho de Albuquerque e Cunha, 3.º Barão do Candal.

Referências

  1. "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Segundo, p. 478