Barallobre

Santiago de Barallobre é uma freguesia do concelho de Fene (Galiza) que tem cerca de 2000 vizinhos repartidos nos lugares de: Bouza da Pena, Bon Xesús, Brea, Cócallo, Currais, Chancas, Loira, Loureiros, Nogueirido, Pazo, Penedo, Piqueiro, Ramo, Rego da Moa, Ribeira, Romariz, Santiago e Souto Grande.

Baralhobre visto do cais.
Português: Vista do 'Caminhante', no local actual. Barallobre, Fene.

É atravessada pelas rodovias AP-9, N-651,AC-133,AC-3503 e pelos carris do comboio Betanzos-Ferrol que foi inaugurado em 1913.

Na antiga estação do comboio há um parque de formação rodoviária.

Monumentos e prédios com históriaEditar

Na freguesia de Barallobre ficam os seguintes monumentos:

Caminhante desconhecido. Inaugurado em 1934, mudou de lugar em 1984, para a supressão dum passo de nível do comboio. À inauguração vieram pessoas ilustres da cultura da altura: Ramón Otero Pedraio, Ramón Vilar Ponte e o doutor Rof Codina.

Cinema Adriano. Foi o primeiro cinema do concelho, inaugurado em 1947. Tinha capacidade para 389 pessoas, mas está quase na ruína. O primeiro filme exibido foi O inimigo público número um. Foi desenhado pelo arquitecto V García Lastra.

Casa do homem da mala. Foi construída pelo seu proprietário pelos anos 20 à volta de Cuba. A morada fica na Brea, feita pelo desenho do proprietário. No topo da cúpula, há um homem que tem na mão um archote e uma mala ao pé.

Casa da Sociedade. As primeiras casas do povo do país construída pela Sociedade de Oficios Vários do concelho de Fene para se unir depois à União Geral de Trabalhadores. Foi inaugurada a 1º Maio de 1930 e fez a ultima assembleia em julho de 1936. A maior parte dos seus dirigentes foram espingardeados ao começo do golpe de Estado do General Franco.

BibliografiaEditar

  • Barallobre no pasado. María Xesús Arias e Henrique Sanfiz



  Este artigo sobre Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Barallobre