Barco Dragão

Um barco dragão é uma embarcação movida a tração humana, originária da região do Delta do Rio das Pérolas, província de Guangdong, no sul da China. Barcos dragões eram feitos de teca, mas em outras partes da China são utilizados diferentes tipos de madeira. É parte de uma família de barcos a remo tradicionais, encontrados em toda a Ásia, África, Ilhas do Pacífico e Porto Rico. O esporte das corridas de barcos de dragão tem suas raízes em um antigo ritual folclórico de aldeões rivais, que remonta a 2000 anos no sul da China e ainda mais aos jogos originais de Olímpia na Grécia antiga. As corridas de barcos de dragões e a antiga Olimpíada incluíam aspectos de observâncias religiosas e celebrações da comunidade, além de competições.[1]

Na sua origem está a celebração da morte de um grande poeta e diplomata: Wât-Yun, que viveu no período dos Sete Reinos Combatentes (475-221a.c.).

Depois de ter apoiado uma deslocação do imperador a um reino vizinho, enquanto conselheiro real, que foi mal sucedida, Wât-Yun retirou-se para a sua terra natal, onde se suicidou atirando-se ao rio Mek Lo.

Quando os barcos que o iam resgatar se aproximavam do corpo, os remadores atiraram bolinhos de arroz – tchong – para saciar os monstros marinhos, ao mesmo tempo que batiam com os remos para os afugentar. O barco simboliza o dragão que representa a virilidade, o vigor, a fertilidade; é um ser benéfico, apanágio dos deuses.

Desde então, que estas festividades tem sido associadas a outras celebrações.

Referências

  1. «Oswego Dragon Boat Festival». Oswegodragon.com. 30 de dezembro de 2011. Consultado em 6 de março de 2013. Cópia arquivada em 27 de junho de 2013  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)

Ligações externasEditar

IDBF - Federação Internacional dos Barcos Dragão

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Barco Dragão