Abrir menu principal

Barreto (Niterói)

bairro do Rio de Janeiro
Barreto
  Bairro do Brasil  
2013-01-24 - Barreto - Viação Mauá.JPG
Fonte: Não disponível

O Barreto é um bairro do município de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Na década de 1960, o bairro era famoso pelo seu carnaval. É um bairro residencial, possuindo desde pequenos barracões de classe média baixa até grandes apartamentos em condomínios de classe média alta.

É muito famoso pelo seu santo padroeiro São Sebastiãoː no dia 20 de janeiro, a Igreja Matriz recebe mais de 12 mil fiéis.[1] A Matriz do Barreto tem a segunda maior procissão da Arquidiocese de Niterói, só perdendo para a de Nossa Senhora de Nazaré em Saquarema.

Tem a quadra da escola de samba Viradouro. Era um bairro de pescadores. Também dá nome a uma das regiões administrativas da cidade, que congrega, além de si mesmo, os bairros de Ilha da Conceição e Santana. Futuramente, também terá uma estação de mesmo nome para a Linha 3 do Metrô do Rio de Janeiro. É também onde está localizado uma das unidades do Colégio Pedro II e a Escola Técnica Estadual Henrique Lage (ETEHL).

O bairro tem sido muito movimentado os últimos anos com a explosão demográfica e especulação imobiliária. Sua população cresceu muito com a chegada de novos condomínios habitacionais.

Há uma profunda organização dos moradores que embora não tenham uma Associação de Moradores ainda estruturada, desenvolvem vários projetos sociais ligados a autogestão, ação direta e horizontalidade. Frequentemente se vê mutirões, feiras, saraus, atividades de reflorestamento, apresentações de ukulele, muralismo, etc.

Índice

LocalizaçãoEditar

O bairro do Barreto encontra-se localizado próximo ao limite com o município de São Gonçalo, e também está localizado próximo à Avenida do Contorno. Este bairro é cortado pela Rodovia Governador Mário Covas, conhecida popularmente rodovia BR-101.[2]

HistóricoEditar

 
Localização do bairro do Barreto no município de Niterói.

Este bairro era uma antiga fazenda denominada de Caboró, fazendo-se referência ao frei José Barreto Coutinho de Azevedo Rangel, do qual o nome do bairro teve a sua origem. Esta localidade correspondia a Niterói e São Gonçaloː mais precisamente, ao bairro de Neves.

A área foi habitada principalmente por chácaras até meados do século XIX, quando diversas indústrias começaram a se instalar, no ano de 1890, começando assim o processo de urbanização que ocorre até os dias de hoje. Na década de 1960, foi construída a Avenida do Contorno.

No ano de 1970, diante da crise econômica, algumas fábricas existentes na localidade tiveram que fechar as portas e outras migraram para outros lugares. Assim, houve um êxodo populacional e comercial.[2] O bairro do Barreto começou a adquirir características urbanas a partir do ano de 1870, devido à instalação de vilas operárias. Ver também Insurreição anarquista de 1918.

SaúdeEditar

O Barreto possui algumas unidades de saúde, sendo elas:

  • UBS Dr. João da Silva Vizella[3]
  • Hospital São Sebastião[4]
  • Hospital Horêncio de Freitas[5]
  • Hospital Ary Parreiras[6]

LazerEditar

O bairro dispõe de praças públicas estruturadas, onde os moradores podem praticar esportes e ter momentos de lazer com a família. Também existe o Club Combinado Cinco de Julho e a quadra da escola de samba Unidos do Viradouro.

No Barreto, também há o Parque Palmir Silva, (Antigo Horto Monteiro Lobato) popularmente conhecido como Horto do Barreto. Neste local, são realizadas atividades principalmente para o público da terceira idade, mas também há a biblioteca pública municipal Monteiro Lobato, quadra, pista de skate e um parquinho. No segundo sábado de cada mês, há sarau de música e poesia com microfone aberto das 10 às 12 horas na biblioteca. Aos domingos, há feira de artesanato no local.

Na praça Flávio Palmier (Praça da Árvore) um coletivo autogestionário levou cursos de capacitação, gastronomia, artes, música e outras atividades culturais numa feira que acontece aos segundos sábados do mês, a Feira da Economia Local.

Instituições de ensinoEditar

As instituições de ensino do Barreto, também abrangendo as regiões do entorno como Benjamim Constant, Engenhoca, Venda da Cruz e Neves, sãoː[7]

  • Escola Municipal Altivo César
  • Escola Municipal Mestra Fininha
  • Escola Municipal André Trouxe
  • Colégio Estadual Conselheiro Macedo Soares
  • Escola Estadual Meneses Vieira
  • Colégio Estadual Mululo da Veiga
  • Colégio Monsenhor Raeder
  • Escola Técnica Estadual Henrique Lage
  • UMEI Rosalina de Araújo Costa
  • UMEI Jacy Pacheco
  • Colégio Pedro II
  • SENAI- Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Barreto (Niterói)

Referências

  1. «Festa e procissão em homenagem a São Sebastião no município de Niterói». 20 de Janeiro de 2012. Consultado em 22 de Abril de 2012 
  2. a b Jefferson Campos, Luísa Jardim, Diego Martinez, Edilson Vieira e Selene Herculano (Junho de 2012). «ESTUDO ICONOGRÁFICO DO BARRETO» (PDF). UFF. Consultado em 26 de janeiro de 2016 
  3. Fundação Municipal de Saúde de Niterói. «Unidades Básicas de Saúde». ASCOM- Assessoria de Comunicação. Consultado em 27 de janeiro de 2016 
  4. Criação de Desenvolvimento G10 Web. «Hospital São Sebstião». Hospital São Sebastião. Consultado em 27 de janeiro de 2016 
  5. Prefeitura Municipal de Niterói. «Hospital Horêncio de Freitas». Prefeitura Municipal de Niterói. Consultado em 27 de janeiro de 2016 
  6. «Hospital trata tuberculose resistente com recursosque pararam no tempo». Extra Online. Consultado em 27 de janeiro de 2016 
  7. «Unidades Municipais de Ensino Fundamental | FME». www.educacaoniteroi.com.br. Consultado em 26 de janeiro de 2016 

Ligações externasEditar