Barro (Ceará)

Município brasileiro do estado do Ceará
Barro
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico barrense
Localização
Localização de Barro no Ceará
Localização de Barro no Ceará
Mapa de Barro
Coordenadas 7° 10' 37" S 38° 46' 55" O
País Brasil
Unidade federativa Ceará
Municípios limítrofes Norte: Aurora; Sul: Mauriti; Leste; estado da Paraíba; Oeste –Milagres.
Distância até a capital 524 km
História
Fundação 22 de novembro de 1951 (68 anos)
Aniversário 22 de novembro
Administração
Prefeito(a) José Marquinélio Tavares (DEM, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 709,655 km²
População total (IBGE/2010[2]) 21 556 hab.
Densidade 30,4 hab./km²
Clima Semiárido
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 63380-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,658 médio
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 73 380,915 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 3 424,37

Barro é um município brasileiro do estado do Ceará, localizado na Microrregião de Barro, mesorregião do Sul Cearense. Era distrito do município de Milagres. É cortado pela BR-116, uma das mais importantes do Brasil. Segundo o IBGE, em 2019 sua população era estimada em 22.680 habitantes.

EtimologiaEditar

O topônimo Barro é uma alusão à fazenda Barro. Sua denominação original é Barro, sem modificações no decorrer dos tempos.[5]

HistóriaEditar

As terras localizada entre às margens do riacho do Cumbe e o rio das Cuncas, eram habitadas pelos índios Kariri[6], antes da chegada das entradas no interior brasileiro durante o século XVII.

Os integrantes das entradas, militares e religiosos, mantiveram os primeiros contatos com os nativos, estudaram todas as regiões do Cariri, catequizaram os indígenas e os ajuntaram em aldeamentos ou missões.

Os resultados destes contatos e descobrimentos desencadearam notícias que na região tinha ouro em abundância e em seguida desencadeou-se uma verdadeira corrida para os sertões brasileiros, onde famílias oriundas de Portugal, sonhando com as riquezas de terras inexploradas e com a esperança de encontrar o minério, que as levariam a aumentar o seu patrimônio material, além de aumentar o seu prestigio pessoal com a corte portuguesa.

A busca do metal precioso, nas ribanceiras do Rio Salgado, trouxe para a região do Sertão do Cariri, a colonização e com consequência a doação de sesmarias, o que permitiu o surgimento de lugarejos e vilas.

Deste contexto surge Barro, um núcleo urbano que cresce ao redor da fazenda Barro, que na época do cangaço desempenha um papel importante[7].

PolíticaEditar

A administração municipal localiza-se na sede: Barro.

GeografiaEditar

SubdivisãoEditar

O município tem oito distritos: Barro (sede), Brejinho, Cuncas, Engenho Velho, Iara, Monte Alegre, Santo Antônio, Serrota e Riachão. Sendo o distrito de Cuncas o distrito mais desenvolvido e com maior número de habitantes.

ClimaEditar

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.[8]

Dados climatológicos para Barro
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,8 30,8 29,8 29,2 28,7 28,6 28,9 30,1 31,5 32,5 32,6 32,5 30,6
Temperatura média (°C) 26,6 26 25,4 24,9 24,2 23,7 23,6 24,3 25,5 26,4 26,8 26,9 25,4
Temperatura mínima média (°C) 21,4 21,2 21 20,7 19,8 18,8 18,3 18,6 19,6 20,4 21 21,4 20,2
Precipitação (mm) 121 177 224 174 55 29 15 5 8 14 23 51 896
Fonte: Climate Data.[9]

Hidrografia e recursos hídricosEditar

O município é bem dotado de recursos hídricos de rios (Cuncas) e riachos (dos Antas, dos Cavalos, Cumbe e outros), deságuam no Rio Salgado. No vale do Rio das Cuncas, localiza-se o maior reservatório de água o Açude Prazeres, com capacidade de 32,000,000 m³.

Relevo e solosEditar

Situado ao lado sudoeste da Chapada do Araripe, possui dois tipos principais de solo: latossolo e sedimentar.As principais elevações são: serras: Serra do Araripe.

Já a bacia sedimentar se caracteriza por formar aquíferos, existem várias fontes de água espalhadas por toda a área da chapada. Suas principais elevações são a serra do Ouricuri e o serrote Cachimbo.

VegetaçãoEditar

A vegetação é bastante diversificada, apresentando domínios de cerradão, caatinga e cerrado.

Sítio QueimadasEditar

Localizado na zona rural do município, o sítio Queimadas fica próximo da divisa com o Estado da Paraíba. Possui pequenos comércios, grandes açudes e tem como forte característica a pecuária e a agricultura. Caracteriza-se também pelas belezas naturais, demonstrando todo o charme da caatinga e a simpatia e receptividade do povo barrense.

Tem a família Alexandre como referência na povoação da região, praticamente todos os moradores são parentes, têm algum grau de parentesco ou vínculo interpessoal com a família. O patriarca foi Otacílio Alexandre, um grande comerciante, um religioso de muita fé que construiu em vida uma capela para sua comunidade rural, realizando um grande sonho. Teve 13 filhos com Jovelina, carinhosamente conhecida como Dona Santina que ficou viúva e viveu até seus 91 anos com muita vitalidade. Uma mulher forte, guerreira e devota de Nossa Senhora, era uma mãe dedicada e sempre preocupada com seus filhos!

EconomiaEditar

Sua renda está voltada para a agricultura, principalmente para o cultivo do milho, feijão, algodão e frutas tropicais. Pecuária e ainda 12 indústrias: uma de perfumaria, sabão e vela, uma de vestuário, calçados e artigos de tecidos, peles e couro, uma têxtil, duas de madeira, uma de produtos minerais não metálicos, uma de química, uma metalúrgica, uma de produtos alimentares e uma de serviços de construção.

O turismo religioso está em crescente na cidade. Com a criação do Santuário da Divina Misericórdia em 7 de abril de 2013, com a presença de mais de seis mil fiéis de diferentes estados, o município entra de vez no roteiro turístico religioso brasileiro.

Barro é a cidade natal da empresária Sylvia Design, nacionalmente famosa por sua rede de lojas de utilidades domésticas.

CulturaEditar

 
vista da igreja matriz

O principal evento cultural é festa do padroeiro Santo Antônio (13.06); Carnaval de rua; Vaquejada, Cavalgada, Semana do Município, Festa do padroeiro São Sebastião em Cuncas que é a maior festa do município onde existe há mais de 150 anos.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. [1]
  6. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ott
  7. [2]
  8. «Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro» .
  9. «Clima: Barro». Climate Data. Consultado em 20 de outubro de 2014 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.