Abrir menu principal
Basílio Onomágulo
Morte 717
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação Oficial
Religião Cristianismo

Basílio Onomágulo[1] (em grego: Βασίλειος Ὀνομάγουλος; transl.: Basíleios Onomágoulos; m. 717) foi um oficial bizantino que se declarou imperador bizantino na Sicília em 717 com o nome de "Tibério".

HistóriaEditar

 
Soldo do imperador Leão III, o Isauro (r. 717–741) e seu filho e sucessor, Constantino V Coprônimo (r. 741–775)

Basílio era nativo de Constantinopla e filho de um tal Gregório Onomágulo. Em 717, era um dos integrantes do cortejo de Sérgio, o governador da Sicília, quando notícias chegaram sobre a queda de Constantinopla ao cerco árabe. Neste ponto, Sérgio declarou-o imperador com o nome de Tibério. O imperador Leão III, o Isauro (r. 717–741), porém, rapidamente enviou um cartulário chamado Paulo com alguns poucos homens e instruções ao exército.

Ao chegar, o povo de Siracusa e o exército se renderam. Basílio e seu general foram decapitados e suas cabeças foram enviadas ao imperador, enquanto os demais rebeldes foram tonsurados ou mutilados, e exilados. O próprio Sérgio conseguiu escapar e alcançou os lombardos na Itália, retornado após receber garantias de salvo-conduto.

Referências

  1. «Onomágulo: uma transcrição do grego» (em inglês). Consultado em 16 de junho de 2013 

BibliografiaEditar

  • Turtledove, Harry (1982). The chronicle of Theophanes: an English translation of anni mundi 6095-6305 (A.D. 602-813). Filadélfia, Pensilvânia: Pennsylvania University Press. pp. 90–91. ISBN 0-8122-1128-6 
  • Winkelmann, Friedhelm; Ralph-Johannes Lilie; Claudia Ludwig; Thomas Pratsch; Ilse Rochow (1999). «Basileios Onomagulos (#849)». Prosopographie der mittelbyzantinischen Zeit: I. Abteilung (641–867), 1. Band: Aaron (#1) – Georgios (#2182) (em alemão). Berlim e Nova Iorque: Walter de Gruyter. pp. 267–268. ISBN 978-3-11-015179-4