Basquetebol do Club de Regatas Vasco da Gama

Ver artigo principal: Club de Regatas Vasco da Gama

O Basquetebol do Club de Regatas Vasco da Gama é o departamento de basquetebol do clube poliesportivo brasileiro homônimo, sediado na cidade do Rio de Janeiro, RJ. O clube disputa competições com o nome fantasia Vasco da Gama Basquete, ou, por razões de patrocínio, R10 Score Vasco da Gama. A seção de basquete cruzmaltina foi criada em 11 de maio de 1920.[3]

Vasco da Gama Basquete
Vasco da Gama Basquete logo
Nome completo Club de Regatas Vasco da Gama
Alcunha Legítimo Clube do Povo
Gigante do Basquete
Gigante da Colina
Camisas Negras
Expresso da Vitória
Trem-Bala da Colina
Time da Virada / do Amor[1][2]
Torcedores Vascaíno
Cruzmaltino
Gigante
Mascote Almirante
Bacalhau
Dom Corvo I e Único
Ligas NBB
Copa Super 8
Fundação 11 de maio de 1920 (104 anos)
(Seção de basquete)
Arena Ginásio Cyro Aranha
Arena Capacidade 3.000 espectadores
Localização Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Cores Preto e Branco
         
Presidente Pedrinho
Treinador Léo Figueiró
Títulos 2 Liga Sul-Americana
2 Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões
2 Campeonato Brasileiro
16 Campeonato Carioca
Material esportivo Kappa
Patrocinador Principal R10 Score
Estrela Bet
Website vasco.com.br/basquete

O time masculino do Vasco da Gama ganhou o Campeonato Nacional em 2000 e 2001, a Liga Sul-Americana de Basquete em 1999 e 2000 e o Campeonato Sul-Americano de Clubes nos anos de 1998 e 1999. Enquanto o time feminino conquistou o Campeonato Brasileiro em 2001 e a Liga Sul-Americana de Basquetebol em 2002.[4][5]

Basquete masculino editar

História editar

Na Taça Brasil de 1965, a primeira competição nacional masculina de basquete, o Vasco da Gama, campeão carioca, tornou-se o vice-campeão ao perder a melhor de três partidas para o campeão paulista Corinthians por 2 a 1.[6] Em 1966, na segunda edição da Taça Brasil disputado na cidade de Belém, no Pará, o time novamente termina com o vice-campeonato ao perder para o mesmo Corinthians na final por 76 a 62.[7]

Na Taça Brasil de 1980, o Vasco perdeu a final para o Franca por 87 a 67, terminando com o vice-campeonato brasileiro pela terceira vez na sua história.[8]

Em 1999, o Cruzmaltino derrotou, no Maracanãzinho, o Boca Juniors, da Argentina por 76 a 68 no segundo jogo da melhor de três partidas e conquistou o primeiro título de um clube brasileiro da Liga Sul-Americana de Basquete, garantindo vaga no torneio internacional McDonald's Championship.[9]

O clube do técnico porto-riquenho Flor Meléndez e dos jogadores Charles Byrd, Vargas, Demétrius, Rogério e Sandro Varejão jogou o McDonald's Championship de 1999 na Itália. Após vencer o Adelaide 36ers, da Austrália, na fase preliminar e o campeão da Euroliga, o BC Žalgiris, da Lituânia, na semifinal, o Vasco perdeu a final para o San Antonio Spurs, de Tim Duncan, por 103 a 68, sendo o primeiro clube brasileiro a enfrentar uma equipe da NBA.[10][11]

No Campeonato Nacional de 2000, o Vasco do técnico Hélio Rubens terminou na liderança da primeira fase com 21 vitórias e apenas cinco derrotas. Nos playoffs, eliminou Londrina e o Franca, antes de enfrentar o Flamengo, de Oscar, na decisão. Na melhor de cinco jogos, o time derrota o Flamengo por 110 a 103 na prorrogação do quarto jogo no Maracanãzinho e vence a série por 3 a 1, conquistando o primeiro título brasileiro.[12][13]

Em 2001, o Vasco conquista o bicampeonato brasileiro ao derrotar na final o COC/Ribeirão Preto por 3 a 0 na melhor de cinco partidas.[14] Em 2007, o Cruzmaltino fez um acordo com o Lobos Brasília, para que a equipe candanga disputasse o Campeonato Carioca com a camisa vascaína.[15]

Em 2014, após sete anos, o Vasco retorna a uma competição do adulto masculino (Torneio Carioca).[16][17] O clube vascaíno chegou a pedir sua inscrição para disputar o Campeonato Carioca, mas não a confirmou e desistiu da disputa.[18]

Em 2016, a equipe disputou a Liga Ouro, torneio considerado à época o Campeonato Brasileiro da 2.ª Divisão, que dava ao campeão vaga direta ao Novo Basquete Brasil (Campeonato Brasileiro da 1.ª Divisão) na edição 2016–17.[19] Na primeira fase, termina na segunda colocação com sete vitórias e cinco derrotas, avançando à semifinal. O time do Vasco vence o Ginástico, de Minas Gerais, por 3 a 0 na melhor de cinco partidas e avança à final para enfrentar o time do Campo Mourão, do Paraná.[20] O Gigante da Colina vence o quinto jogo da final por 87 a 77 no Ginásio JK, em Campo Mourão. O time havia perdido os dois primeiros jogos da série, contudo ganhou os últimos três jogos, tornando-se campeão da Liga Ouro e garantiu vaga no NBB 9. Assim, retornou à elite do basquetebol brasileiro pela primeira vez desde 2003, quando disputou o Campeonato Nacional daquele ano.[21]

Em 2016, na estreia do Campeonato Carioca, competição que não disputava desde 2007, venceu o Botafogo por 77 a 53.[22] O time terminou a fase de classificação na segunda colocação com cinco vitórias e apenas uma derrota.[23] Na semifinal, o time derrota o Macaé por 2 a 0 na melhor de três partidas e classifica-se para a final, onde enfrentaria o rival Flamengo.[24] Após uma vitória de cada lado, Vasco não comparece ao último jogo da final alegando falta de segurança no Ginásio do Tijuca. Assim, o Flamengo conquistou o título estadual por W.O.[25]

No retorno à elite nacional, Vasco derrota na prorrogação o Minas por 85 a 83 na Arena Juscelino Kubitschek, em Belo Horizonte, na estreia do NBB 9.[26] No primeiro Clássico dos Milhões da história do NBB, Vasco derrota o Flamengo por 78 a 77 na Arena da Barra sem torcida devido à falta de efetivo da Polícia Militar do Rio de Janeiro.[27] O time encerra a primeira fase na nona colocação com 14 vitórias e 14 derrotas, classificando-se aos playoffs.[28] Nas oitavas de finais, o time é eliminado pelo Pinheiros por 3 a 2 na melhor de cinco partidas.[29]

Em sua segunda participação no NBB, o Vasco é novamente eliminado nas oitavas de final, agora pelo Bauru por 3 a 1 na melhor de cinco partidas no NBB 10.[30]

Depois de três parcipações no NBB, o Vasco não participou da edição de 2019–20, após a suspensão do basquete profissional do clube por questões financeiras. Desde então, o basquete adulto está desativado.[31]

Elenco atual editar

CR Vasco da Gama (basquete masculino)
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Ala/Armador 1     Gustavo Basilio 1,93 m 13/11/1991 Brasília Basquete (BRA)
Pivô 3     Lucas Brasil 1,94 m 16/02/2002 Base
Armador 4     Ale Vernizzi 1,83 m 17/04/2000 Praia Clube (BRA)
Armador 6     Eugeniusz 1,92 m 11/06/2000 Pinheiros (BRA)
Ala/Pivô 7     Tarek 2,07 m 04/08/2001 Coritiba Monsters (BRA)
Armador 8     Cauê Verzola (C) 1,92 m 05/05/1988 Unifacisa (BRA)
Ala/Pivô 10     Fabrício Russo 2,00 m 01/05/1985 Cerrado Basquete (BRA)
Ala 11     Marquinhos 2,04 m 31/05/1984 Atletico Biguá (URU)
Pivô 12     Thiago Mathias 2,08 m 28/07/1989 Caxias do Sul (BRA)
Ala/Pivô 13     Rafael Paulichi 2,02 m 25/05/1998 União Corinthians (BRA)
Ala 19     Humberto 1,95 m 07/02/1995 Caxias do Sul (BRA)
Pivô 21     Sérgio Conceição 2,08 m 21/05/2000 São José (BRA)
Ala/Armador 29     Weber 1,94 m 29/02/2000 São Paulo (BRA)
Armador     Euller 1,83 m 24/06/2003 Base
Técnico

Léo Figueiró

Auxiliar Técnico
Outros Membros



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  •   Contundido

Elenco
• Última atualização: 04/11/2023


Títulos editar

Continentais
Competição Títulos Temporadas
  Liga Sul-Americana 2 1999 e 2000
  Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões 2 1998 e 1999
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Brasileiro 2 2000 e 2001
  Campeonato Brasileiro - 2.ª Divisão 1 2016
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Carioca 16 1946, 1963, 1965, 1969, 1976, 1978, 1979, 1980, 1981, 1983, 1987, 1989, 1992, 1997, 2000 e 2001
  Campeonato Carioca - 2ª Divisão 2 1940 e 1949
  Taça Kanela 2 1997 e 1999
  Torneio Carioca 1 2014

Outros torneios editar

  • Taça Gerdal Bóscoli: 7 vezes (1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1971 e 1977).
  • Campeonato Municipal: 5 vezes (1979, 1980, 1981, 1982 e 1983).
  • Taça Rio de Janeiro: 4 vezes (1979, 1980, 1983, 1984).
  • Taça Eficiência: 4 vezes (1981, 1982, 2001 e 2003).
  • Taça Ivan Raposo: 3 vezes (1970, 1974 e 1975).
  • Copa Rio-Esportes: 2 vezes (1991 e 1993).
  • Torneio Início: 2 vezes (1925 e 1991).
  • Taça Guanabara: 2 vezes (1968 e 1969).
  • Torneio Jacob Raimundo: 2 vezes (1969 e 1971).
  • Torneio José Pinto Osório: 1954.
  • Torneio João Reis: 1954.
  • Campeonato Carioca de Lance Livre: 1954.
  • Torneio Jubileu de Prata de Belo Horizonte: 1962.
  • Torneio Quadrangular IV Copa Mundial: 1963.
  • Troféu Superball: 1963.
  • Torneio Clube de Regatas Icaraí: 1963.
  • Torneio Quadrangular do CRVG: 1968.
  • Taça Crônica Especializada de Basquete: 1968.
  • Troféu José de Souza Bastos Júnior: 1970.
  • Taça Almirante Marcílio Fonseca: 1972.
  • Taça ABC: 1974.
  • Torneio Quadrangular (BISC): 1975.
  • Troféu Álvaro Costa Melo: 1976.
  • Torneio Ney Braga: 1977.
  • Taça Jovino Pavan: 1978.
  • Taça Gama Filho: 1979.
  • Troféu Jubileu de Prata de Volta Redonda: 1979.
  • Jogos Abertos de Cabo Frio: 1980.
  • Torneio Integração: 1981.
  • Torneio dos Campeões do Brasil: 1981.
  • Copa Governador do Estado de Minas Gerais: 1981.
  • Torneio de Apresentação: 1983.
  • Taça Jubileu de Ouro da FMB: 1983.
  • Taça Floriano Manhães Barreto: 1985.
  • Torneio de Preparação: 1985.
  • Jogos Adultos de Vila Velha (PR): 1985.
  • Torneio Brasil 500 Anos: 2000.
  • Torneio Super Four: 2016.
  • Copa Avianca: 2017.
  • Copa KTO: 2023.

Campanhas de destaque editar

Últimas temporadas editar

Vasco da Gama
Temporada Campeonato Brasileiro Copa Super 8 Champions League[a] Liga das Américas[a] Liga Sul-Americana Copa Intercontinental Campeonato Carioca
Div. Pos. J V D Classificação Classificação Classificação Classificação Fase Máxima Classificação
2015/2016 LO (2.ª) 1.º 20 15 5 O torneio não existia O torneio não existia
2016/2017 NBB (1.ª) 9.º (OF) 33 16 17 2.º
2017/2018 NBB (1.ª) 11.º (OF) 32 13 19 Não houve
2018/2019 NBB (1.ª) 13.º (FC) 26 5 21 3.º
Hiato
2023/2024 NBB ASC QF
  • a Com a criação da Champions League na temporada 2019-20, a Liga das Américas deixou de ser disputada.
Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Champions League
     Classificado à Liga das Américas
     Classificado à Liga Sul-Americana
     Rebaixado à divisão inferior.
     Promovido à divisão superior.

Prêmios individuais editar

MVP da Liga Sul-Americana
Líder de assistências do Campeonato Nacional
Líder de roubos de bola do Campeonato Nacional
MVP da Liga Ouro
Jogo das Estrelas NBB

* jogador titular

Medalhistas de Seleções editar

Jogos Olímpicos editar

Campeonato Mundial editar

Jogos Pan-Americanos editar

Jogadores históricos editar

Treinadores históricos editar

Basquete feminino editar

História editar

A equipe feminino conquistou o Campeonato Brasileiro de 2001. O time derrotou o Paraná Basquete por 97 a 83 na quinta e última partida da final. Janeth foi a cestinha da partida com 40 pontos e eleita a melhor jogadora da competição.[32]

Títulos editar

Continentais
Competição Títulos Temporadas
  Liga Sul-Americana 1 2002
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Brasileiro 1 2001
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Carioca 3 2000, 2001 e 2003

Prêmios individuais editar

MVP do Campeonato Brasileiro
Cestinha do Campeonato Brasileiro

Medalistas de Seleções editar

Jogos Olímpicos editar

Jogadoras históricas editar

Treinadoras históricas editar

Referências

  1. «"Time da Virada": a história da canção que embala o Vasco em novo desafio». ge.globo.com. Consultado em 21 de outubro de 2023 
  2. «Qual o verdadeiro 'time da virada'?». Placar. 3 de maio de 2022. Consultado em 21 de outubro de 2023 
  3. «95 Anos de Bola na Cesta». vasco.com.br. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  4. «História do Vasco da Gama». vasco.com.br. Consultado em 18 de janeiro de 2016 
  5. «Tua glória é tua história». Liga Nacional de Basquete. 15 de janeiro de 2016. Consultado em 19 de outubro de 2016 
  6. Jornal do Brasil, 30/11/1965. «Corinthians vence o Vasco por 95 a 86 e é campeão brasileiro de basquete». Consultado em 22 de março de 2016 
  7. Jornal do Brasil, 02/10/1966. «Vasco, Corinthians e Minas seguem para o Brasileiro de Clubes Campeões no Pará». Consultado em 22 de março de 2016 
  8. Jornal do Brasil, 11/02/1980. «Francana conquistou a Taça Brasil de Clubes Campeões de Basquete». Consultado em 28 de novembro de 2016 
  9. «Vasco é campeão sul-americano de basquete». Diário do Grande ABC. 30 de março de 1999. Consultado em 20 de outubro de 2016 
  10. «Basquete: 10 anos do título mundial». semprevasco.com.br. Consultado em 10 de maio de 2016 
  11. «Ex-presidente da CBB afirma que Fiba vai reeditar extinto Mundial de Clubes». globoesporte.com. 2 de maio de 2014. Consultado em 20 de outubro de 2016 
  12. «Nos 15 anos do título brasileiro de 2000, ex-VP de basquete do Vasco relembra conquista e explica montagem da equipe». esporteinterativo.com.br. 30 de junho de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2016 
  13. «Em 2000, Vasco vence o Flamengo e é campeão brasileiro de basquete». globoesporte.com. 1 de julho de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2016 
  14. «A geração COC». Liga Nacional de Basquete. 16 de setembro de 2011. Consultado em 19 de outubro de 2016 
  15. «GloboEsporte.com > Basquete - NOTÍCIAS - Sul-Americano de Clubes começa na quarta». globoesporte.globo.com. Consultado em 3 de novembro de 2021 
  16. «Basquete: Vasco disputará competição adulta após sete anos». vasco.com.br. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  17. «Vasco volta a vencer o Macaé e leva o título do Torneio Carioca de Basquete». globoesporte.com. 23 de julho de 2014. Consultado em 3 de abril de 2017 
  18. «Basquete: Vasco desiste de disputar o Campeonato Estadual». supervasco.com.br. Consultado em 6 de outubro de 2015 
  19. «Atrás de uma vaga no NBB, Vasco e Sport são confirmados na Liga Ouro». globoesporte.com. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  20. «Vascão na Final!». Liga Nacional de Basquete. 20 de maio de 2016. Consultado em 21 de maio de 2016 
  21. «Vasco vence Campo Mourão, fatura a Liga Ouro e volta à elite após 13 anos». globoesporte.com. 10 de junho de 2016. Consultado em 11 de junho de 2016 
  22. «Com a base de Limeira, Vasco derrota o Botafogo na abertura do Estadual». globoesporte.com. 19 de setembro de 2016. Consultado em 29 de setembro de 2016 
  23. «Sob vaias, Fla tem Olivinha inspirado, bate Vasco e fecha 1ª fase na liderança». globoesporte.com. 14 de outubro de 2016. Consultado em 15 de outubro de 2016 
  24. «Vasco vence o Macaé, fecha a série e decide o Estadual com o Flamengo». globoesporte.com. 19 de outubro de 2016. Consultado em 20 de outubro de 2016 
  25. «Vasco não comparece ao Tijuca, e Flamengo leva título estadual por W.O.». globoesporte.com. 6 de dezembro de 2016. Consultado em 6 de dezembro de 2016 
  26. «Vasco retorna à elite do basquete com vitória diante do Minas na prorrogação». globoesporte.com. 10 de novembro de 2016. Consultado em 11 de novembro de 2016 
  27. «Com polêmicas, reviravoltas e emoção até o fim, Vasco bate Fla por um ponto». globoesporte.com. 29 de janeiro de 2017. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  28. «Na volta de Fiorotto, Vasco bate Pinheiros em São Paulo e fecha 1ª fase em nono». globoesporte.com. 1 de abril de 2017. Consultado em 1 de abril de 2017 
  29. «Pinheiros derrota Vasco, fecha série e vai enfrentar o Flamengo nas quartas do NBB». globoesporte.com. 17 de abril de 2017. Consultado em 18 de abril de 2017 
  30. «Duda faz à la Boracini na prorrogação e vira para o Bauru, que elimina o Vasco». globoesporte.com. 10 de abril de 2018. Consultado em 14 de abril de 2018 
  31. «Agora é oficial: Vasco suspende basquete profissional e anuncia que está fora do próximo NBB». globoesporte.com. 13 de julho de 2019. Consultado em 14 de julho de 2019 
  32. «Vasco conquista o Nacional feminino de basquete». terra.com.br. 14 de maio de 2001. Consultado em 19 de outubro de 2016