Basquetebol do Clube de Regatas do Flamengo

O Basquetebol do Clube de Regatas do Flamengo é o departamento de basquetebol do clube poliesportivo brasileiro de mesmo nome, sediado na cidade do Rio de Janeiro, no Rio de Janeiro. Ele é mais conhecido como Flamengo Basquete, ou também como FlaBasquete.

Flamengo Basquete
Flamengo Basquete logo
Nome completo Clube de Regatas do Flamengo
Alcunha O Mais Querido do Brasil
O Time do Povo
Mengo
Mengão
Orgulho da Nação
Fla
FlaBasquete
Torcedores Flamenguista
Rubro-negro
Mascote Urubu
Ligas NBB
Campeonato Carioca
Champions League Américas
Fundação 1919 (103 anos) (Seção de basquete)
Arena Ginásio Maracanãzinho
Arena Carioca 1
Arena Capacidade 11.800 pessoas
6.000 pessoas
Localização Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Cores Vermelho, Preto e Branco
              
Presidente Rodolfo Landim
Treinador Gustavo de Conti
Capitão do Time Olivinha
Títulos 2 Copa Intercontinental
1 Champions League Américas
1 Liga das Américas
1 Liga Sul-Americana
1 Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões
8 Campeonato Brasileiro
2 Copa Super 8
47 Campeonato Carioca
Material esportivo Adidas
Patrocinador Principal BRB
Website flamengobasquete.com.br
Time de Basquete do Flamengo, em 1959. Arquivo Nacional.

A equipe de basquetebol do Flamengo é uma das mais tradicionais do Brasil, tendo como principais títulos, oito Campeonatos Brasileiros, uma Liga Sul-Americana, uma Liga das Américas, uma Champions League Américas e duas Copas Intercontinentais.[1] Em 2014, o Flamengo se tornou o primeiro time do continente a participar da pré-temporada da NBA.[2]

Basquete masculinoEditar

HistóriaEditar

 
Diversos troféus e uniformes históricos do C.R. Flamengo em exposição na Gávea

O basquete rubro-negro iniciou sua trajetória no clube em 1919. Naquele ano, ganhou o primeiro campeonato de basquete organizado no Brasil, o Campeonato da Cidade do Rio de Janeiro (masculino), organizado pela Liga Metropolitana de Desportos Terrestres. No entanto, esse título não é considerado como oficial pela Federação de Basquetebol do Estado do Rio de Janeiro (FBERJ). O primeiro título reconhecido do Campeonato Carioca veio em 1932, o último torneio da fase amadora do basquete, seguido do tricampeonato em 1933 (este invicto), 1934 e 1935, já na era profissional.[3][4]

Ainda em 1934, o Flamengo foi campeão do torneio brasileiro organizado pela Confederação Brasileira de Desportos (CDB). Este título, no entanto, não é reconhecido como oficial pela Confederação Brasileira de Basketball (CBB), pois, naquela época, existiam duas entidades: a CBD e a Federação Brasileira de Basketball, fundada em 1933, com um estatuto profissional, e que anos depois passaria a se chamar Confederação Brasileira de Basketball. No entanto, a Federação foi rejeitada pela CBD, porque esta só chancelava entidades e ligas amadoras. Somente em 1965 as duas entidades se uniram e a partir daí passaram a organizar a Taça Brasil de Basquete, o primeiro Campeonato Brasileiro de Basquete oficial, e, como os títulos do Flamengo foram conquistados no período de cisão entre CBD e CBB, eles não são reconhecidos pela última.[5]

Passados treze anos, a coordenação técnica ficou a cargo de Togo Renan Soares, o Kanela, que hoje dá nome a dos ginásios do clube. A chegada do novo técnico revolucionou a história do basquete rubro-negro e acabou com a "seca" de títulos. Em 1948 e 1949, o Flamengo foi bicampeão estadual. No ano de 1951, Gilberto Cardoso se tornou presidente e a partir daí o Flamengo entrou na década de ouro do basquete rubro-negro. De 1951 a 1960, o Flamengo sagrou-se deca-campeão carioca. Durante esses 10 anos, foram 193 vitórias e quatro derrotas. A equipe formada na época destacou atletas que fizeram nome no clube como: Mário Jorge, Algodão, Gedeão, Alfredo, Godinho, Guguta, Waldir Boccardo, Fernando Brobró (campeão do mundo em 1959 e 1963), Arthur, Zé Mário, Tião Gimenez e Ardelum.

Essa geração do Flamengo ganhou ainda três torneios brasileiros organizados pela CBD em 1949, 1951 e 1953. Assim como o de 1934, estes títulos não são reconhecidos como títulos oficiais do Campeonato Brasileiro de Basquete.

O Flamengo foi o primeiro clube brasileiro a conquistar um título internacional no basquete, o Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões de Basquete Masculino de 1953, realizado na cidade de Antofagasta, no Chile. No torneio, o Rubro-negro terminou em primeiro lugar, juntamente com o Santa Fé (Argentina) e o Olimpia (Paraguai).[6][7]

O basquete masculino do Flamengo voltou a conquistar títulos cariocas em 1962, 64, 75, 77, 82, 84, 85, 86, 90, 94, 95, 96, 98, 99 e 2002. Atualmente, o Flamengo é pentadeca-campeão estadual, com os títulos de todos os anos entre 2005 e 2020 (em 2017 não houve campeonato). Nas décadas de 1970 e 1980, o destaque da equipe era Pedrinho. Entre os anos de 1999 e 2003, o grande nome do basquete flamenguista foi Oscar Schmidt, o mão santa, que encerrou a carreira no clube.

Porém, a partir de 2008 o Flamengo passou a obter títulos mais expressivos no basquete. Naquele ano, foi, pela primeira vez, campeão do Campeonato Brasileiro, ao vencer o Campeonato Nacional de 2008. Na decisão, bateu o Lobos Brasília por 3 a 0, na série melhor de cinco.[8][9] Na temporada 2008-2009, o Flamengo, além do Campeonato Carioca, sagrou-se campeão da primeira edição de 2009 da Liga Sul-Americana de Basquete (após vencer o argentino Quimsa por 98 a 96, no último jogo do Quadrangular Final realizado na Argentina), e conquistou seu segundo título brasileiro, o primeiro da era Novo Basquete Brasil, derrotando novamente o time da Capital Federal no playoff decisivo, desta vez por 3 a 2.[10]

Após os vice campeonatos do NBB 2009-10 e da Liga Sul-Americana de 2010 (em ambos foi derrotado pelo Lobos Brasília), o Mengão voltou a ser campeão brasileiro depois de derrotar o Unitri/Uberlândia por 77 a 70, na final do NBB 2012-13.[11] Começava aí a dominância rubro-negra no Brasileiro. Na temporada 2013-2014, o Flamengo foi campeão invicto da Liga das Américas de 2014. Na decisão, o time da Gávea venceu o Pinheiros por 85 a 78, em um Maracanãzinho lotado.[12] Além do título, o Fla obteve o direito de disputar o Campeonato Mundial Interclubes contra o campeão da Europa. O Flamengo ainda venceu a edição de 2013-14 do NBB, ao suplantar o Paulistano por 78 a 73.[13]

A temporada 2014-2015, ficaria marcada pela conquista mais importante do basquete flamenguista: o Mundial de Clubes. Na disputa da Copa Intercontinental de 2014, o Rubro-negro enfrentou o Maccabi Tel Aviv, de Israel, então campeão da Euroliga. Na primeira partida, vitória dos israelenses por 69 a 66. O resultado obrigava o FlaBasquete a ganhar a segunda partida por pelo menos quatro pontos de diferença. Com uma grande atuação no jogo dois, os flamenguistas fizeram 90 a 77 e conquistaram a taça mais importante do basquete do clube.[14] Com a façanha, o Flamengo se igualou a Barcelona e Real Madrid como os únicos clubes a possuírem título mundial no basquete e no futebol.[15]

Depois da conquista do Intercontinental, o Flamengo foi convidado para participar da pré-temporada da NBA. Com isso, se tornou o segundo time do país a enfrentar uma equipe da maior liga de basquete do mundo e o primeiro do continente a disputar os jogos preparatórios em solo americano.[2] O time da Gávea ainda encerrou a temporada com mais um troféu: o do NBB 2014-15. Ao fechar a série final contra o Bauru em 2 a 0, o Flamengo se tornou o maior campeão da era NBB com quatro títulos.[16]

 
Equipe do Flamengo Basquete campeã do NBB 2015-16

No NBB 2015-16, o Rubro-negro novamente encarou o Bauru na decisão, desta vez em melhor de cinco partidas. Depois de muito equilíbrio, o Flamengo fez 3 a 2 no playoff e ganhou o 4.º título consecutivo do NBB.[17] O time ainda igualou o recorde do Monte Líbano que enfileirou quatro campeonatos nacionais na década de 80 (na época, o certame tinha o nome de Taça Brasil de Basquete). Com isso, o Mengão chegou a seis títulos do Campeonato Brasileiro, além de ser o maior campeão na nomenclatura Novo Basquete Brasil.[18]

No final de 2018, o Flamengo ganhou mais uma taça inédita. O clube foi campeão da primeira edição da Copa Super 8, derrotando o Franca na final por 79 a 75, em pleno ginásio Pedrocão.[19] Em fevereiro de 2019, o Flamengo foi o anfitrião da Copa Intercontinental daquele ano. No entanto, o sonho do bicampeonato mundial foi adiado. O Fla Basquete ficou com o vice-campeonato ao ser derrotado pelo AEK, da Grécia, por 86 a 70 na decisão.[20] No NBB 2018-19, a equipe voltou a decisão do torneio, após duas temporadas. O adversário na final foi o Franca. Depois de cinco jogos disputados, o Mengão fechou a série em 3 a 2 e conquistou pela 6ª vez o NBB, totalizando sete títulos do Campeonato Brasileiro, no ano do centenário do basquete rubro-negro.[21]

Na temporada 19-20, o Flamengo ficou com dois vices. O primeiro foi na Copa Super 8 de 2019-20, ao ser derrotado em casa pelo Franca por 77 a 73.[22] O segundo foi na primeira edição da Basketball Champions League Américas, competição que substitui a antiga Liga das Américas. Na ocasião, o Rubro-negro foi suplantado pelo Quimsa, da Argentina, por 92 a 86.[23] No NBB 19-20, quando a competição foi cancelada durante a fase de classificação por causa da pandemia de COVID-19, o Fla se encontrava na primeira colocação. No entanto, o certame não teve um campeão declarado e as posições dos times participantes serviram para distribuição de vagas em torneios internacionais.[24]

A temporada 2020-21 foi recheada de títulos para o Flamengo. Além do 46.º título do Campeonato Carioca,[25] o Flamengo venceu a Copa Super 8 2020-21, ao derrotar o São Paulo na decisão por 79 a 71 e tornou-se bicampeão da competição;[26] também conquistou de forma invicta a Champions League América 2020-21, vencendo na final o Real Estelí, da Nicarágua, por 84 a 80. Com a façanha, o Mengo ficou mais uma vez com o status de melhor time das Américas (exceto EUA e Canadá) – já que havia ganho a antiga Liga das Américas em 2014 – e classificou-se para disputar novamente a Copa Intercontinental (Mundial de Clubes).[27] O último troféu da temporada foi o NBB 20-21, onde suplantou o São Paulo no playoff decisivo do campeonato pelo placar de três jogos a zero.[28]

Na disputa da Copa Intercontinental de 2022, o Flamengo encarou o Lakeland Magic (time norte-americano que havia vencido a G-League) na semifinal e venceu por 94 a 71, garantido vaga na decisão do torneio pela terceira vez.[29] Na final, o Rubro-negro dominou o jogo contra o campeão da Champions League Europa, o San Pablo Burgos. Com a vitória sobre a equipe espanhola por 75 a 62, o Flamengo Basquete sagrou-se bicampeão mundial, passando a ser a equipe brasileira com maior número de títulos na Copa Intercontinental de Basquete.[30][31]

Curiosidade

Em agosto de 1956, a equipe do San Francisco Dons, dos EUA, liderada pelo então promissor Bill Russell, fez uma turnê no Brasil, e enfrentou o Flamengo.[32] O placar do jogo foi San Francisco Dons 68 x 54 Flamengo. Jornais da época chegaram a dizer que o San Francisco Dons tinha mais qualidade até mesmo que os EUA, campeões mundiais no Brasil em 1954.[33]

TítulosEditar

Mundiais
Competição Títulos Temporadas
  Copa Intercontinental 2 2014 e 2022 
Continentais
Competição Títulos Temporadas
  Champions League Américas 1 2020–21 
  Liga das Américas 1 2014 
  Liga Sul-Americana 1 2009
  Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões 1 1953
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Brasileiro 8 2008, 2008–09, 2012–13, 2013–14, 2014–15, 2015–16, 2018–19 e 2020–21
  Copa Super 8 2 2018  e 2020–21 
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Carioca 47 1932, 1933, 1934, 1935, 1948, 1949, 1951, 1952, 1953, 1954, 1955, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1962, 1964, 1975, 1977, 1982, 1984, 1985, 1986, 1990, 1994, 1995, 1996, 1998, 1999, 2002, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2018, 2019, 2020 e 2021
  Campeonato Carioca - 2ª Divisão 4 1948, 1950, 1953 e 1954
  Taça Kanela 3 1988, 1989 e 1990
  Torneio Rio-Open 1 2006
Total
Conquistas Total Por categoria
Títulos oficiais 71 6 Internacionais (2 Mundiais e 4 Continentais), 10 Nacionais e 55 Estaduais

  Campeão Invicto

Outros torneiosEditar

  • Torneio da CBD: 4 vezes (1934, 1949, 1951 e 1953).
  • Taça Rio de Janeiro: 4 vezes (1982, 1985, 1986 e 1987).
  • Torneio Início: 3 vezes (1929, 1931 e 1932).
  • Taça Gerdal Bóscoli: 3 vezes (1969, 1975 e 1976).
  • Taça Material e Esportiva: 2 vezes (2011 e 2012).
  • Liga Metropolitana de Desportos Terrestres: 1919.
  • Torneio Rio-São Paulo: 1920.
  • Torneio do Brasil de Basquete: 1940.
  • Taça Macedo Soares: 1948.
  • Taça Guilhermina Guinle: 1948.
  • Torneio Zenóbio da Costa: 1948.[34]
  • Torneio Quadrangular de Belo Horizonte: 1949.
  • Campeonato Estadual de 2º Quadros: 1956.
  • Torneio Sul-Americano: 1961.
  • Troféu Juan Llerena: 1974.
  • Taça Ivan Raposo: 1977.
  • Taça Goodway: 1985.
  • Taça Golden Cup: 1986.
  • Taça Francisco Marques: 1988.
  • Taça Guanabara: 1989.
  • Copa Rio-Esportes: 1992.
  • Troféu Flamengo 115 Anos: 2010.
  • Troféu Gente Brasil: 2010.[35]
  • Liga de Desenvolvimento de Basquete - LDB (Sub-22): 2 vezes (2011 e 2013).
  • Torneio da Amizade: 2020.
  • Torneio Integração: 2021.

Campanhas de destaqueEditar

Elenco atual (temporada 2022-2023)Editar

CR Flamengo (Basquete masculino)
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Armador 3     Matheus Leoni 1,90 m 23/01/2003 Gran Canaria (ESP)
Armador 7     Penka Aguirre 1,89 m 31/03/1988 Peñarol (URU)
Pivô 12     Rafael Mineiro 2,09 m 03/06/1989 Franca (BRA)
Ala/Pivô 16     Olivinha (C) 2,03 m 18/04/1983 Pinheiros (BRA)
Ala/Pivô 20     Rafael Rachel 2,04 m 20/03/2000 Base
Pivô 21     Vitor Faverani 2,11 m 05/05/1988 Gipuzkoa Basket (ESP)
Ala/Armador 25     Lucas Martinez 1,95 m 24/08/1990 Soles de Mexicali (MEX)
Pivô 30     Rafael Hettsheimeir 2,08 m 16/06/1986 Bauru (BRA)
Ala 89     Renato 1,91 m 29/08/2004 Base
Ala/Pivô ?     Gabriel Jaú 2,02 m 11/09/1998 Bauru (BRA)
Ala ?     Gui Deodato 1,92 m 02/06/1991 Minas (BRA)
Ala/Armador ?     Martín Cuello 1,93 m 12/03/1993 Instituto Córdoba (ARG)
Armador ?     José Vildoza 1,91 m 15/01/1996 KK Cibona (CRO)
Técnico
Auxiliar Técnico
  • Fernando Pereira
  • Christiano Pereira
Outros Membros
  • André Guimarães (Supervisor)
  • Diego Jeleilate (Gerente)
  • Bruno Nicolaci Costa (Preparador Físico)
  • Ricardo Machado (Fisioterapeuta)
  • Marcus Vinícius Lima (Fisioterapeuta)
  • Cláudio Prado (Médico)
  • Denílson Claudino (Mordomo)



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  •   Contundido

Elenco
• Última atualização: 27/05/2022

Últimas temporadasEditar

Flamengo
Temporada Campeonato Brasileiro Copa Super 8 Champions League Liga Sul-Americana Campeonato Carioca Mundial Interclubes
Div. Pos. J V D Pos. J V D Pos. J V D Pos. J V D Pos. J V D Pos. J V D
2020/2021 NBB (1.ª) 1.º 38 36 2 1.º 3 3 0 1.º 8 8 0 Não foi realizada 1.º 6 6 0
2021/2022 NBB (1.ª) 2.º 42 33 9 3.º 2 1 1 5.º 7 5 2 1.º 2 2 0 1.º 2 2 0
2022/2023 NBB (1.ª) —.º —.º —.º —.º


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Champions League
     Classificado à Liga Sul-Americana
NBB = Novo Basquete Brasil

Partidas contra times da NBAEditar

8 de outubro, 2014 Box Score Phoenix Suns   100–88   Flamengo    US Airways Center, Phoenix, Arizona
Público: 8.041
Placar por quarto: 21–26, 33–17, 17–23, 29–22
Pts: Isaiah Thomas 18
Rbts: Marcus Morris 7
Asts: Isaiah Thomas 4
Pts: Marcelinho 16
Rbts: Cristiano Felício 8
Asts: Nicolás Laprovittola 12

15 de outubro, 2014 Box Score Orlando Magic   106–88   Flamengo    Amway Center, Orlando, Florida
Público: 13.734
Placar por quarto: 34–23, 21–26, 29–23, 22–16
Pts: Nikola Vučević 20
Rbts: Nikola Vučević 11
Asts: Luke Ridnour 5
Pts: Marcelinho 20
Rbts: Olivinha 8
Asts: Nicolás Laprovittola 9

17 de outubro, 2014 Box Score Memphis Grizzlies   112–72   Flamengo    FedExForum, Memphis, Tennessee
Público: 10.969
Placar por quarto: 27–20, 35–21, 24–13, 24–18
Pts: Marc Gasol 15
Rbts: Marc Gasol and Zach Randolph 8
Asts: Mike Conley 7
Pts: Marcelinho 17
Rbts: Cristiano Felício 7
Asts: Gegê 6

17 de outubro, 2015 Box Score Flamengo   73–90   Orlando Magic    HSBC Arena, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Público: 14.894
Placar por quarto: 16-27, 18–24, 17-27, 22–12
Pts: Marcelinho 17
Rbts: Jerome Meyinsse e Rafa Luz 7
Asts: Marcelinho 5
Pts: Nikola Vučević 18
Rbts: Victor Oladipo 9
Asts: Victor Oladipo e Shabazz Napier 3

5 de outubro, 2018 Box Score Orlando Magic   119–82   Flamengo    Amway Center, Orlando, Florida
Público: 14.667
Placar por quarto: 31–16, 36–27, 26–20, 26–19
Pts: Aaron Gordon 29
Rbts: Mohamed Bamba 9
Asts: Jerian Grant 7
Pts: Marquinhos 18
Rbts: Anderson Varejão 12
Asts: Franco Balbi 8

Material esportivo e patrocinadoresEditar

Período Material Esportivo Patrocinador(es)
1993–2000 Umbro Lubrax
2001–2008 Nike
2009 Olympikus Olympikus Tube
2010–2012 Banco BMG / SKY
2013–2015 Adidas SKY / Estácio / Peugeot
2015–2016 SKY / Estácio
2016–2017 Estácio / UBER
2017–2019 Thinkseg / Estácio
2019–presente BRB

Uniformes dos jogadoresEditar

  • Primeiro uniforme: Camiseta branca com listras vermelhas e pretas na vertical e calção branco
  • Segundo uniforme: Camiseta com listras horizontais pretas e vermelhas e calção preto
Temporada de 2018-19
Primeiro
Segundo



ArenaEditar

 
Jogador Olivinha do Flamengo Basquete campeão do NBB 2015.

Em 2014, o Flamengo apresentou seu projeto de construção da Arena Multiuso da Gávea em parceria com a empresa de fast-food Mc Donald's. A nova arena terá capacidade para 3.800 pessoas. Além do basquete, a arena será voltada também a outros esportes olímpicos, como futsal e vôlei.[36] Enquanto aguarda a construção da Arena da Gávea, o Flamengo manda seus jogos no Ginásio Maracanãzinho ou na Arena Carioca 1.

Equipes anterioresEditar

Flamengo
Temporada Técnico Jogadores Titulares
2007–08  
Paulo Chupeta
 
Hélio
 
Duda Machado
 
Marcelinho
 
Alírio
 
Fernando Coloneze
2008–09  
Paulo Chupeta
 
Hélio
 
Duda Machado
 
Marcelinho
 
Jefferson William
 
Bábby
2009–10  
Paulo Chupeta
 
Hélio
 
Duda Machado
 
Marcelinho
 
Jefferson William
 
Teichmann
2010–11  
Gonzalo Garcia
 
Hélio
 
Duda Machado
 
Marcelinho
 
Jefferson William
 
Bábby
2011–12  
Gonzalo Garcia
 
Hélio
 
David Jackson
 
Marcelinho
 
Kammerichs
 
Caio Torres
2012–13  
José Neto
  
Kojo
 
Benite
 
Marquinhos
 
Olivinha
 
Caio Torres
2013–14  
José Neto
 
Laprovittola
 
Marcelinho
 
Marquinhos
 
Olivinha
 
Meyinsse
2014–15  
José Neto
 
Laprovittola
 
Marcelinho
 
Marquinhos
 
Herrmann
 
Meyinsse
2015–16  
José Neto
 
Rafa Luz
 
Marcelinho
 
Marquinhos
 
Olivinha
 
Meyinsse
2016–17  
José Neto
 
Fischer
  
Ramón
 
Marquinhos
 
Olivinha
 
JP Batista
2017–18  
José Neto
 
Cubillán
  
Ramón
 
Marquinhos
 
MJ Rhett
 
JP Batista
2018–19  
Gustavo de Conti
 
Balbi
 
Deryk
 
Marquinhos
 
Olivinha
 
Anderson Varejão
2019–20  
Gustavo de Conti
 
Balbi
 
Zach Graham
 
Marquinhos
 
Olivinha
 
Rafael Mineiro
2020–21  
Gustavo de Conti
 
Balbi
  
Luke Martinez
 
Marquinhos
 
Olivinha
 
Rafael Hettsheimeir
2021–22  
Gustavo de Conti
 
Yago
  
Dar Tucker
 
Brandon Robinson
 
Olivinha
 
Rafael Mineiro



Membros no Hall da Fama do Memorial NaismithEditar

Flamengo - Hall da Fama do Memorial Naismith
Jogadores
Número Nome Posição Período
14 Oscar Schmidt Ala 1999-2003

Membros no Hall da Fama da FIBAEditar

Flamengo - Hall da Fama da FIBA
Jogadores
Número Nome Posição Período
14 Oscar Schmidt Ala 1999-2003
Técnicos
Número Nome Posição Período
Kanela Técnico 1948-1970

Medalistas de seleçõesEditar

Jogos OlímpicosEditar

Campeonatos MundiaisEditar

Jogos Pan-AmericanosEditar


Basquetebol femininoEditar

HistóriaEditar

O basquete feminino do flamengo foi criado na década de 1950 e chegou a ser hegemônico no cenário do Rio de Janeiro, foi três vezes campeão carioca entre 1954 e 1965. No plano internacional, a equipe conquistou competições como o Torneio de Chiclayo,[38] o Torneio de Lima, no Peru, ambos em 1966, e o Troféu Valladolid, na Espanha, em 2001.[39]

Contou com grandes nomes do basquete brasileiro como Norminha,[40] Delcy,[41] Maria Helena Cardoso e Norma Vaz.

TítulosEditar

Estaduais
Competição Títulos Temporada
  Campeonato Carioca 3 1954, 1964 e 1965

Outros torneiosEditar

  • Torneio Internacional das Estrelas: 2 vezes (1966 e 1967).
  • Torneio de Chiclayo: 1966.
  • Torneio de Lima: 1966.
  • Copa FBERJ: 1997.
  • Copa Eugênia Borer: 1997.
  • Troféu Valladolid: 2001.

Medalistas de seleçõesEditar

Campeonatos MundiaisEditar

Jogos Pan-AmericanosEditar

Referências

  1. «Flamengo vence campeão europeu e conquista Copa Intercontinental de basquete». UOL. Consultado em 30 de setembro de 2014 
  2. a b globoesporte.globo.com/ Belas cestas, "invasão" e diversão: a histórica passagem do Fla pela NBA
  3. Federação de Basquetebol do Estado do Rio de Janeiro. «FBERJ - Relatório 1994» (PDF). Consultado em 26 de outubro de 2014 
  4. Federação de Basquetebol do Estado do Rio de Janeiro. «FBERJ - Relatório 2013» (PDF). Consultado em 26 de outubro de 2014 
  5. «Curiosidades das Finais». lnb.com.br. Consultado em 17 de maio de 2019 
  6. Jornal do Brasil (23 de dezembro de 1953). «Basket-ball em marcha». Consultado em 25 de setembro de 2015 
  7. Correio da Manhã (23 de dezembro de 1953). «Em primeiro o Flamengo». Consultado em 10 de maio de 2015 
  8. «Campeonato Nacional Masculino 2008 - Classificação». CBB. Consultado em 9 de outubro de 2010 
  9. «FLAMENGO É CAMPEÃO DO NACIONAL MASCULINO 2008». cbb.com.br. Consultado em 3 de setembro de 2016 
  10. «Flamengo é o campeão do NBB». CBB. Consultado em 9 de outubro de 2010 
  11. «Flamengo campeão». lnb.com.br. Consultado em 17 de maio de 2019 
  12. Janeiro, Por Fabio Leme e Thierry GozzerRio de. «Fla bate Pinheiros e, 100%, conquista o título da 'Libertadores do basquete'». globoesporte.com. Consultado em 17 de maio de 2019 
  13. «Flamengo bate Paulistano, leva o tri do NBB e provoca: "Aqui não é Vasco" | globoesporte.com». globoesporte.globo.com. Consultado em 17 de maio de 2019 
  14. «Flamengo faz história no basquete e é campeão mundial - Esportes». Estadão. Consultado em 17 de maio de 2019 
  15. Campeões mundiais no basquete e futebol: Fla se iguala a Real e Barça
  16. «Flamengo bate Bauru de novo, fatura tetra e vira maior campeão da história do NBB». ESPN. Consultado em 17 de maio de 2019 
  17. Janeiro, Por Marcello PiresRio de. «Fla domina Bauru e é penta com maior diferença de pontos em final de NBB». globoesporte.com. Consultado em 17 de maio de 2019 
  18. «Fla é campeão nacional de basquete pela 6ª vez; Marcelinho iguala recorde - 11/06/2016 - Esporte». Folha de S.Paulo. Consultado em 17 de maio de 2019 
  19. «Flamengo vence Franca e é campeão da Copa Super 8». Gazeta Esportiva. 29 de dezembro de 2018. Consultado em 18 de maio de 2019 
  20. «Com grande jogo de Theodore, AEK derruba o Flamengo e leva a Copa Intercontinental». ge. Consultado em 20 de abril de 2021 
  21. «Flamengo vence em Franca e conquista hexacampeonato do NBB». Gazeta Esportiva. 8 de junho de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  22. «Franca conquista o título da Copa Super 8 de basquete, após vencer o Flamengo». ge. Consultado em 13 de abril de 2021 
  23. «Quimsa é o primeiro campeão da Basketball Champions League Americas». FIBA.basketball. Consultado em 13 de abril de 2021 
  24. «Após decisão unânime dos clubes, LNB encerra temporada do NBB 2019/2020». ge. Consultado em 13 de abril de 2021 
  25. «Flamengo passeia no Carioca de basquete antes de final da Champions». Agência Brasil. 4 de outubro de 2020. Consultado em 25 de maio de 2021 
  26. «Flamengo se impõe no fim, vira sobre o São Paulo e é bicampeão do Super 8 de basquete». ge. Consultado em 25 de maio de 2021 
  27. «Basquete: Flamengo vence o Real Estelí e é campeão da Champions League Américas». Lance!. Consultado em 25 de maio de 2021 
  28. «Flamengo varre São Paulo na final e é heptacampeão do NBB». ge. Consultado em 12 de julho de 2021 
  29. «Flamengo vence filial do Orlando Magic e vai jogar pelo bi da Copa Intercontinental». ge. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  30. «Brazilian pride is back: Flamengo dethrone Burgos to claim second FIBA Intercontinental Cup crown». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  31. «Flamengo domina o Burgos e é bicampeão da Copa Intercontinental de basquete». ge. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  32. Jornal O Globo (01/08/1956) Despedem-se os "Dons", do pivô Bill Russell, contra o Flamengo reforçado de Amaury.
  33. trivela.com.br/ O adeus ao eterno campeão: Quando Bill Russell esteve no Brasil para enfrentar Corinthians e Flamengo
  34. Torneio Zenóbio da Costa
  35. Flamengo passa fácil pelo Tijuca e vai enfrentar Cabo Frio na semifinal http://flamengo.com.br
  36. Aprovada arena do Flamengo
  37. Medalhistas Olímpicos Flamengo
  38. Flamengo Derrota a seleção Peruana em Lima: Basquetebol
  39. Diputación de VALLADOLID
  40. Norminha
  41. Delcy

Ligações externasEditar