Abrir menu principal

Wikipédia β

Bassline (canção)

"Bassline" é uma canção gravada pelo cantor e compositor norte-americano Chris Brown para o seu quinto álbum de estúdio, Fortune (2012). Foi composta pelo próprio juntamente com Andrea Simms, Andrew "Pop" Wansel, Brown, David Johnson, Robert Calloway, Ronald "Flippa" Colson e Warren "Oak" Felder. A produção e arranjos ficaram a cargo de Pop Wansel e Dayvi Jae. Musicalmente, é um tema com sonoridade que deriva dos géneros dubstep, electropop e electrohop, à medida em que incorpora vigorosamente elementos de reggae, com instrumentação consistente em um wobble bass e sintetizadores. O seu conteúdo lírico aborda o artista a convencer a uma mulher a sair da discoteca com ele. "Bassline" foi recebida com opiniões mistas pelos críticos especialistas em música contemporânea; alguns observaram a faixa como um dos destaques do álbum, enquanto outros foram bastante críticos em relação produção e letras. Ademais, recebeu comparações a trabalhos de Kesha e o duo LMFAO, ambos conhecidos por canções de música electrónica.

"Bassline"
Canção de Chris Brown
do álbum Fortune
Formato(s) Download digital
Género(s) Electrohop, dubstep, reggaestep
Duração 3:58
Editora(s) RCA Records
Composição Andrea Simms, Andrew "Pop" Wansel, Chris Brown, David Johnson, Robert Calloway, Ronald "Flippa" Colson, Warren "Oak" Felder
Produção Pop Wansel, Dayvi Jae
Faixas de Fortune
"Turn Up the Music"
(1)
"Till I Die"
(3)

Aquando do lançamento inicial de Fortune, "Bassline" entrou nas tabelas musicais do Reino Unido.

Índice

Estrutura musical e conteúdoEditar

"Bassline" teve a sua letra escrita por Andrea Simms, Andrew "Pop" Wansel, Chris Brown, David Johnson, Robert Calloway, Ronald "Flippa" Colson e Warren "Oak" Felder. A produção e arranjos ficaram a cargo de Pop Wansel e Dayvi Jae, enquanto Brian Springer ficava a cargo da gravação vocal sob assistência de Iain Findley. O produto final acabou sendo misturado por Jaycen Joshua sob assistência de Trehy Harris.[1][2]

Musicalmente, "Bassline" é um tema do género dubstep,[3] electropop e electrohop que incorpora elementos de reggae com duração total de três minutos e 58 segundos.[4][5][6] A sua instrumentação consiste em um wobble bass e sintentizadores.[7][8] Melinda Newman, do blogue HitFix, comparou a canção a trabalhos da cantora norte-americana Kesha e do duo LMFAO, ambos conhecidos por obras de música electrónica.[4] Trent Fitzgerald, do blogue PopCrush, observou que as letras abordam Brown a tentar "convencer uma rapariga jeitosa que ele conhece na discoteca para ir consigo à sua casa", enquanto canta "Hey girl tell me what you talk / Pretty as a picture on the wall / Hey girl you can get it all / Cause I know you like the way the beat go".[nota 1][9] Além disso, o intérprete ainda declara: "You heard about my image / But I could give a flying motherfuck who's offended".[nota 2][10] Hayley Avron, do Contactmusic.com, notou que a voz de um robô junta-se à de Brown no gancho "Girls like my bassline".[nota 3][11] Hazel Robinson, da revista California Literary Review, achou que na canção, a palavra "bassline" é uma metáfora para pénis.[12]

Lançamento e repercussãoEditar

Em geral, "Bassline" foi recebida com opiniões mistas pela crítica especialista em música contemporânea. Sam Wilbur, para o AOL Radio, observou a faixa como "o melhor exemplo" de temas de dubstep em Fortune, enquanto Kyle Anderson, para a revista electrónica Entertainment Weekly destacou-a como uma das melhores do álbum.[10][13] Scott Kara, para o jornal The New Zealand Herald, chamou a canção de "irritante" e "coisa ruidosa de imitadores".[14] Lewis Corner, para o portal britânico Digital Spy, achou que "Bassline" foi uma "tentativa preguiçosa" de Brown, enquanto Randall Roberts, para o jornal Los Angeles Times, afirmou que a pior parte da canção foi o gancho.[15][16] Hazel Robinson, para a revista California Literary Review, foi mais direccionada à produção e letras, apelidando ambas como "péssimas" e "finórias".[12] Andy Kellman, para o portal AllMusic, observou que o artista "claramente se sente mais corajoso que nunca" em "Bassline".[17]

Aquando do lançamento inicial de Fortune, "Bassline" fez uma estreia na posição 28 da tabela musical UK R&B Singles Chart devido a um elevado número de vendas digitais no Reino Unido, onde também estreou na UK Singles Chart no posto 122, segundo os dados publicados pela The Official Charts Company a 14 de Julho de 2012.

País — Tabela musical (2012) Posição
de pico
  Reino UnidoUK Singles Chart (The Official Charts Company)[18] 122
  Reino UnidoUK R&B Singles Chart (The Official Charts Company)[19] 28

Créditos e pessoalEditar

Os créditos seguintes foram adaptados do encarte do álbum Fortune (2012):[1]

  • Vocais principais: Chris Brown;
  • Composição e letras: Andrea Simms, Andrew "Pop" Wansel, Chris Brown, David Johnson, Robert Calloway, Ronald "Flippa" Colson, Warren "Oak" Felder;
  • Produção e arranjos: Pop Wansel, Dayvi Jae;
  • Gravação vocal: Brian Springer;
    • Assistência: Iain Findley;
  • Mistura: Jaycen Joshua;
    • Assistência: Trehy Harris.

BibliografiaEditar

Notas de rodapé
  1. Em língua portuguesa (tradução livre): "Hey moça, diz-me o que contas / [Tão] bonita quanto um retrato numa parede / Hey moça, podes conseguir tudo / Porque eu sei que gostas do jeito que a batida vai".
  2. Em língua portuguesa (tradução livre): "Tu ouviste falar sobre a minha imagem / Mas eu poderia mandar passear um filho-da-mãe que se ofenda com isso".
  3. Em língua portuguesa (tradução livre): "Raparigas gostas da minha linha do baixo".
Geral
  1. a b (2012) Créditos do álbum Fortune por Chris Brown [encarte]. Reino Unido: RCA Records (531720906).
  2. «Fortune by Chris Brown» (em inglês). iTunes Store (Apple, Inc.). Consultado em 16 de Agosto de 2012 
  3. Haider, Arwa (2 de Julho de 2012). «Chris Brown, Fortune: Album Review». Metro (em inglês). DMG Media Ltd. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  4. a b Newman, Melinda (2 de Julho de 2012). «Album Review: Does Chris Brown have good Fortune on new set?». HitFix (em inglês). Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  5. Rytlewski, Evan (10 de Julho de 2012). «Chris Brown: Fortune». The A.V. Club (em inglês). The Onion, Inc. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  6. Kot, Greg (1 de Julho de 2012). «Chris Brown Album Review: Fortune». Chicago Tribune (em inglês). Tribune Company. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  7. Johnston, Maura (16 de Julho de 2012). «Fortune | Album Review». Rolling Stone (em inglês). Jann Wenner. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  8. Farber, Jim (3 de Julho de 2012). «Album Review: Chris Brown, Fortune». Daily News (em inglês). Daily News, L.P. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  9. Fitzgerald, Trent (3 de Julho de 2012). «Chris Brown, 'Fortune' – Album Review». PopCrush (em inglês). Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  10. a b Anderson (29 de Junho de 2012). «Fortune Review». Entertainment Weekly (em inglês). Time, Inc. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  11. Avron, Hayley (3 de Agosto de 2012). «Chris Brown – Fortune Album Review» (em inglês). Contactmusic.com. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  12. a b Robinson, Hazel (6 de Julho de 2012). «Album Review: Chris Brown's Fortune». California Literary Review (em inglês). Consultado em 31 de Julho de 2012 
  13. Wilbur, Sam (5 de Julho de 2012). «Chris Brown, 'Fortune' – Album Review» (em inglês). Aol. Radio (America Online). Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  14. Kara, Scott (12 de Julho de 2012). «Album Review: Fortune – Chris Brown». The New Zealand Herald (em inglês). APN News & Media. Consultado em 9 de Setembro de 2012 
  15. Corner, Lewis (30 de Junho de 2012). «Chris Brown: Fortune – Album Review». Digital Spy (em inglês). Hearst Magazines UK. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  16. Roberts, Randall (2 de Julho de 2012). «Review: Chris Brown's Fortune is brash and commercial». Los Angeles Times (em inglês). Tribune Company. Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  17. Kellman, Andy. «Fortune – Chris Brown» (em inglês). AllMusic (Rovi Corporation). Consultado em 10 de Setembro de 2012 
  18. «UK Singles Chart / CLUK Update (14.07.2012 – Week 27)» (em inglês). Tobias Zywietz (The Official Charts Company). Consultado em 8 de Setembro de 2012 
  19. «Top 40 R&B Singles Archive 2012-07-14». UK R&B Chart (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 8 de Setembro de 2012