Batalha de Ceramaia

A Batalha de Ceramaia (Keramaia) foi uma grande vitória naval bizantina sobre a frota egípcia do Califado Omíada em Chipre em 746.

Batalha de Ceramaia
Guerras bizantino-árabes
Byzantine-Arab naval struggle-pt.svg
Conflitos navais árabo-bizantino no Mediterrâneo, séculos VII-XI
Data 888
Local Fora de Milazo, nordeste da Sicília
Desfecho Vitória bizantina
Beligerantes
Império Bizantino Califado Omíada Califado Omíada
Comandantes
Estratego dos cibirreotas Desconhecido
Baixas
Desconhecidas 27 navios

BatalhaEditar

A batalha é mencionada pelos historiadores bizantinos Teófanes, o Confessor, o patriarca Nicéforo I e Anastácio Bibliotecário. Segundo as fontes, a frota egípcia velejou de Alexandria ao Chipre. O estratego dos cibirreotas conseguiu surpreender os árabes e bloquear a entraram do porto de Ceramaia.[1] Como resultado, quase a frota árabe inteira — Teófanes escreve, com exagero óbvio, de 1 000 dromons, enquanto Anastácio dá um número mais plausível de 30 navios[2] — foi destruída. Segundo Teófanes, "diz-se que apenas três navios escaparam".[3]

RescaldoEditar

A derrota decisiva foi um evento sinalizante: em seu rescaldo, as frotas egípcias não são mencionada até a segunda metade do século IX, após o Saque de Damieta. Começando com E. W. Brooks, vários estudiosos assumem que durante esse período todo, não havia uma marinha egípcia. Isso é incorreto, pois fontes árabes e cipriotas mencionam a presença de um arsenal em Fostate e uma atividade naval no Egito por todo o período, mas o Egito deixou de ser uma grande base de expedições navais contra o Império Bizantino durante este tempo.[4]

Referências

  1. Mango 1997, p. 586 (nota 8).
  2. Mango 1997, p. 586 (nota 9).
  3. Mango 1997, p. 586.
  4. Kubiak 1970, p. 49–51.

BibliografiaEditar

  • Kubiak, Władyslaw B. (1970). «The Byzantine Attack on Damietta in 853 and the Egyptian Navy in the 9th Century». Byzantion. 40: 45–66. ISSN 0378-2506 
  • Mango, Cyril; Roger Scott (1997). The Chronicle of Theophanes Confessor. Byzantine and Near Eastern History, AD 284–813 (em inglês). Oxford, Reino Unido: Oxford University Press. ISBN 0-19-822568-7